Os cães podem comer doce?

Adição de doces ou qualquer alimento que não faça parte da dieta comum do animal, deve ser acompanhada e aprovada pelo médico veterinário

por George Augusto — publicado 19 out 2014 - 19:06

É bastante comum vermos em festas de aniversário e datas festivas proprietários e visitas oferecerem aos cães doces da mesa da festa. Existem cachorros que, por desde de pequenos receberem doces, são acostumados a isso e acham saborosas as guloseimas. Já os cachorros que são acostumados somente a comer rações, não aprovam o paladar da iguaria. É importante enfatizar que os cães em sua natureza são carnívoros e sua fisiologia é adaptada a ingerir, na sua maioria, apenas carne.

Para início de conversa, existem frutas e outros alimentos que são totalmente contra-indicados para o consumo dos cães, já que portam toxinas que podem levar o pet a óbito. Um grande precursor de morte em cães, é o famoso chocolate, que é ofertado diariamente para os animais, em forma de biscoitos, bolos, barras de chocolate e etc. O chocolate, por conter uma toxina prejudicial ao cão – chamada Teobromina – é bastante ofensivo ao pet. Diferentemente do ser humano, já que o nosso organismo metaboliza essa substância. É bom deixar claro que qualquer dose excessiva de doce aos cães pode causar sérios danos, dependendo, é claro, principalmente, do tipo de doce.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Existem tipos de doces, que se forem ofertados em pouca quantidade e em forma de petisco, não farão mal ao animal. A banana é um exemplo que é sempre bem-vinda em pequenas quantidades para oferecer ao animal, pois é uma fonte de potássio. Já uma fruta que causa danos severos ao animal é o abacate, que contém uma substância chamada Persin, causando sérios problemas digestivos no companheiro de quatro patas.

Outro ponto primordial na questão da alimentação faz referência ao leite. Os cães, assim como nós, também podem ter intolerância à lactose. É importante que os proprietários observem isso no cão quando filhote. Os cães que têm intolerância a produtos lácteos, devem ter uma dieta mais selecionada, sendo evitado ao máximo o consumo de produtos derivados do leite. Um produto que os tutores adoram oferecer aos cães é o iogurte, não havendo nenhum empecilho, desde que este não apresente aditivos, frutas inadequadas ao consumo dos cães ou que o pet não tenha intolerância à lactose.

Muitos tutores têm dúvida de se é possível ofertar aos cães sorvete, principalmente em locais com o clima mais tropical. Sorvetes, de sabores que os cães podem comer, não apresentam tanto problema, porém, hoje em dia, existe no mercado pet sorvetes especiais para cães, com diversos sabores para saciar o desejo dos animais e aliviar o calor.

Em suma, os cães podem comer alguns tipos de doces, principalmente os que sejam naturais, como frutas permitidas à cães, em pequenas quantidades, o que não fará mal ao seu organismo. Antes de selecionar um cardápio extra de doçuras e petiscos, o tutor deve se informar com o profissional médico veterinário quais petiscos o cão pode consumir. Assim como nós, os cães podem ser diabéticos, fazendo com que seja totalmente contra indicado o consumo de produtos adocicados.  Doces industrializados devem ser evitados. Jamais oferte qualquer alimento ao seu pet, sem saber se fará bem a ele. É melhor prevenir do que remediar.

 

Por: George Augusto von Schmalz Portella de Macedo

Ocupação: Acadêmico de Medicina Veterinária

Contato: [email protected]

 

deixe seu comentário:
  • Eduarda Buzanello

    Existe picolé pra cachorro vc pega um sachê de comida de cachorro ex:pedigree e expreme todo o líquido numa forminha de picolé vc côa o líquido e a carde vc da pro seu cao e o líquido vc bota congelar eu exprementei fazer minhas cachorras amaram a novidade e alivia o calor deles e alem disso é mais saudável do q vc tar comendo um picolé e dar pro seu cachorro assim se vc tem ja pronto vc vai comer e o seu cachorro fica com aquela carinha vc da pra eleq ele vai achar q esta ccomendo exatamente oq vc mas na verdade vai tar comendo um picolé saudável pra ele