Parceria com a Panela do Pet irá trazer tudo o que você precisa saber sobre alimentação natural par o seu cachorro

Confira dicas, informações e a importância da Alimentação Natural na vida dos seu cãozinho

por — publicado 22 ago 2016 - 6:54

Olá apaixonados por pets!

O Portal do Dog inova mais uma vez e, a partir de agora, terá uma coluna semanal sobre alimentação natural.

Para dar início a essa parceria, vou começar desvendando as dúvidas mais comuns sobre esse tipo de alimentação.

Afinal, você sabe o que significa Alimentação Natural (ou AN)? Existem tipo diferentes de AN? Existem restrições ou todos os pets podem comer? Quais as principais diferenças entre AN e as rações?

Quando falamos em Alimentação Natural (AN) muitas pessoas ainda imaginam que significa servir as sobras da nossa própria comida para os mascotes. Mas a coisa não é tão simples assim. Cães e gatos têm necessidades diferentes e, além disso, alguns temperos usados por humanos são muito perigosos para eles, como a cebola, por exemplo.

A AN consiste em oferecer uma alimentação saudável, balanceada, com ingredientes de alta qualidade, selecionados e que supram todas as suas necessidades. Na AN não é permitido o uso de qualquer tipo de aditivo químico. Ela pode ser cozida, crua com ossos ou sem ossos. Há bastante discussão entre os veterinários sobre a AN crua com ossos, pois pode causar acidentes. Então, se você optar por esse tipo de alimentação, só ofereça ossos quando o pet estiver sob supervisão. A crua, seja ela com ou sem ossos, precisa passar por um período de congelamento prévio antes de ser oferecida, porque pode haver contaminantes que põem em risco a saúde do pet e por isso é melhor não arriscar. A AN cozida é considerada a mais segura, pois oferece a menor possibilidade de conter contaminantes, contudo, por termos de cozinhar os ingredientes, é a que demanda mais tempo de preparo.

Se você está pensando em mudar a alimentação do seu mascote, o ideal é levá-lo a um veterinário de sua confiança para um check up, para ter certeza de que ele está realmente saudável. Se estiver tudo ok, perfeito. Está apto a iniciar a transição para a AN! No entanto, se aparecer alguma alteração nos exames do seu amigo, não desanime, ele também vai poder comer AN! Para isso, basta que você procure um veterinário apto a elaborar uma dieta especial para seu mascote. Assim como existem rações específicas para diferentes doenças, também é possível formular dietas específicas para as diferentes necessidades dos pets. E falando em ração, afinal qual a diferença que existe entre ração e AN? Hoje estamos cada vez mais atentos à nossa alimentação, comendo alimentos saudáveis, sem transgênicos, preferindo opções sem corantes, sem conservantes, as mais naturais possíveis. Por que seria diferente com a alimentação dos nossos cães e gatos? O professor Márcio Brunetto, especialista em nutrição animal da Faculdade de Medicina Veterinária da USP, já reconheceu os benefícios da dieta natural. E muitas pesquisas sugerem que, quanto mais industrializado o alimento, mais químicos são utilizados e mais mal podem fazer a saúde. Você prefere comer uma lasanha industrializada ou fazer uma em casa com ingredientes selecionados e escolhidos a dedo, sem corantes, conservantes ou qualquer aditivo, feita com todo cuidado e carinho?

Com a AN, seja ela cozida, crua sem ossos ou crua com ossos, conseguimos alcançar os mesmos níveis nutricionais de qualquer ração super premium, porém sem utilizar restos de frigorífico, farinhas de ossos ou de sangue, penas e bicos de aves, transgênicos, corantes, conservantes, entre outros subprodutos comumente utilizados nas fábricas de rações e presentes em seus rótulos.

Você sabe o que tem oferecido ao seu melhor amigo? Você se importa com a saúde dele? Vamos pensar sobre o assunto?

Para dúvidas ou sugestões, envie mail para [email protected]

Pesquisa aponta que brasileiros gastam quase R$ 200 por mês com animais de estimação

por Andrezza Oestreicher — publicado 23 set 2017 - 18:22

De acordo com uma pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) com usuários da intenert, cerca de 76% dos internautas brasileiros possuem um animal de estimação em casa. Destes animais, 79% são cães.

A pesquisa, que buscava saber o comportamento dos tutores em relação ao gasto financeiro com seus animais, mostrou que as famílias brasileiras gastam uma média de R$ 189 por mês com seus animais de estimação.

 » Read more about: Pesquisa aponta que brasileiros gastam quase R$ 200 por mês com animais de estimação  »

Câmeras flagram momento em que cadela é abandonada por tutor, mas história tem final feliz

por Andrezza Oestreicher — publicado 23 set 2017 - 9:27

A cidade de Dallas, no Texas, Estados Unidos, sofre com o grave problema de abandono de animais. Os abrigos locais fazem tudo o que podem. Resgatam, cuidam e encontram lares para os bichinhos, mas o abandono continua.

Pensando em minimizar ao máximo isso, autoridades locais colocaram câmeras de segurança em um ponto da cidade conhecido por ser um local onde muitos animais são abandonados. E parece que essa ajuda já está trazendo efeitos.

O primeiro caso flagrado pelas câmeras,

 » Read more about: Câmeras flagram momento em que cadela é abandonada por tutor, mas história tem final feliz  »

Atleta do UFC Cláudia Gadelha tem ajuda de cachorrinho em nova fase de vida e carreira

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 set 2017 - 9:28

Mudanças nem sempre são fáceis, principalmente quando elas são grandes e quando precisamos passar por elas sozinhas. Como é o caso da mudança do Brasil para os Estados Unidos que a atleta do UFC Cláudia Gadelha passou há pouco tempo.

Além de precisar passar por tudo isso sem nenhum membro de sua família ao seu lado, a lutadora também está com treinadores novos.

Seja bem vindo, bebe!! Welcome to my baby!! #teamclaudia #TeamCG #thisisfancy #myfancydog

 » Read more about: Atleta do UFC Cláudia Gadelha tem ajuda de cachorrinho em nova fase de vida e carreira  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Pesquisa aponta que brasileiros gastam quase R$ 200 por mês com animais de estimação

por Andrezza Oestreicher — publicado 23 set 2017 - 18:22

De acordo com uma pesquisa feita pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) com usuários da intenert, cerca de 76% dos internautas brasileiros possuem um animal de estimação em casa. Destes animais, 79% são cães.

A pesquisa, que buscava saber o comportamento dos tutores em relação ao gasto financeiro com seus animais, mostrou que as famílias brasileiras gastam uma média de R$ 189 por mês com seus animais de estimação.

Quando falamos de famílias das classes A e B esse gasto sobe para de R$ 224 mensais.

A maioria dos tutores tem seus animais com membros da família. (Foto: Reprodução / Porticopharmacy)

O fato de serem considerados como membros da família por grande parte dos tutores, cerca de 61% dos entrevistados pensam assim, faz com que as pessoas não pensem em seus animais como gasto e tentem oferecer os melhores produtos para os seus pets.

Ainda de acordo com a pesquisa, entre os principais serviços que os tutores buscam seus pets estão rações (88%), shampoos e condicionadores (57%), petiscos (52%), medicamentos e vitaminas (50%) e brinquedos (44%). Mais da metade dos tutores entrevistados, 52%, afirmaram que buscam sempre a melhor ração para seus animais e que as mais escolhidas são as chamadas premium.

Apesar da crise financeira, a pesquisa mostrou que 21% dos tutores não deixam de comprar algo para seus bichinhos por falta de dinheiro.

Entre os principais gastos com os animais está a ração. Boa parte dos tutores busca oferecer a melhor ração para o seu pet. (Foto: Reprodução / Pet MD)

Também pôde ser vista na pesquisa a preocupação dos tutores (99%) quanto à saúde de seus animais de estimação. Prova disso é que o item que a maioria dos tutores respondeu ser um desejo oferecer para o seu animal é um plano de saúde específico. 33% dos tutores afirmaram que, apesar de terem muita vontade, não fizeram plano de saúde para o seu animal por conta do dinheiro.

Os peludos merecem ser muito amados e ter tutores tenham sempre um cuidado especial com sua saúde.

Fonte: G1

Câmeras flagram momento em que cadela é abandonada por tutor, mas história tem final feliz

por Andrezza Oestreicher — publicado 23 set 2017 - 9:27

A cidade de Dallas, no Texas, Estados Unidos, sofre com o grave problema de abandono de animais. Os abrigos locais fazem tudo o que podem. Resgatam, cuidam e encontram lares para os bichinhos, mas o abandono continua.

Pensando em minimizar ao máximo isso, autoridades locais colocaram câmeras de segurança em um ponto da cidade conhecido por ser um local onde muitos animais são abandonados. E parece que essa ajuda já está trazendo efeitos.

Momento em que o homem abandonou a cadelinha foi flagrado por câmeras de segurança. (Foto: Reprodução / Vídeo / Life With Dogs)

O primeiro caso flagrado pelas câmeras, no início de agosto, foi o de uma cadelinha que foi levada de carro até o local e abandonada por um senhor. Enquanto a cadelinha foi resgatada e recebeu todos os cuidados que precisava, o homem foi identificado depois que entidade de proteção animal SPCA do Texas compartilhou o vídeo na sua página do Facebook.

O homem, que de acordo com o SPCA se chama Gorge Spears, se entregou na polícia depois que um mandado de prisão foi emitido em seu nome. Ainda segundo informações, acusações criminais de crueldade serão peticionadas.

Felizmente, a cadelinha, que foi elogiada por todos, foi adotada rapidamente e já está muito bem e feliz em seu novo lar.

A cadelinha foi adotada rapidamente por um casal que está encantado por ela e lhe dando muito amor. (Foto: Reprodução / Facebook SPCA of Texas)

Segundo uma publicação feita pela DPCA do Texas, a cadela, que recebeu o nome de K.D. está indo extremamente bem em sua nova casa, onde todos se encantaram com toda a sua doçura. “KD trouxe tanto amor para minha casa… Ela é extremamente calma e só quer amar a todos que conhece”, disseram os novos tutores da cadelinha.

Fonte: Life With Dogs