Ajudando o cachorro a se ajustar com a chegada do novo bebê

Tornando a chegada do novo membro da família muito mais tranquila para o seu cachorro

por Samantha Kelly — publicado 1 dez 2013 - 3:12

Acostumando o seu cachorro com a chegada do novo bebê. Foto: Reprodução

Acostumando o seu cachorro com a chegada do novo bebê. Foto: Reprodução

A adição de um bebê na família é um momento de muita alegria e não deveria ser diferente. Porém, algumas mamães e papais ficam com medo que o cão não vá aceitar o novo bebê que está chegando.

Junto com toda a preparação comum para o neném chegar, é imprescindível que você ajude o seu cachorro a se ajustar com a chegada de um novo membro, que é ainda vulnerável.

Há ações que você pode tomar que vão construir um ambiente mais seguro para todos.

 

Situações comportamentais que podem acontecer

– Alguns cães mastigam itens dos bebê;

– Podem começar a urinar em lugares inapropriados;

– Podem se tornar temperamentais, menos dispostos a cooperar e eventualmente rosnar;

– Por outro lado, há cães que naturalmente não têm ciúmes e deve-se prestar atenção para proteger o bebê das entusiasmadas formas de demonstrar afeto.

 

Ajude o seu cachorro a se ajustar a chegada do novo bebê

Por não ter como prever a maneira que o seu cão irá se comportar e reagir com a chegada do bebê, há medidas que diminuem possíveis estranhezas com a novidade.

 

Introdução ou atualização de treinamento de obediência

Não deixe para depois o treinamento de obediência. Você pode começar aos poucos sozinha(o), introduzindo mais disciplina na relação, ou pedir o auxílio de um profissional em comportamento animal.

Mesmo que o seu cão já tenha recebido treinamento, pode ser uma boa ideia refrescar os ensinamentos e testar como ele tem respondido aos comandos. A estrutura extra pode ajudá-lo a se sentir mais seguro e no geral criar um ambiente mais sadio.

 

Reforçar o treinamento em casa

Se o seu cão começar a urinar em casa em lugares inapropriados, o ideal é que você lide com o problema o mais rápido possível para não deixar que saia do controle.

– Limpe a urina do cão com produtos desenvolvidos para remover qualquer traço do xixi;

– Reforce o treinamento e leve-o para urinar no local certo, recompensando-o quando ele o fizer no lugar apropriado;

– Se necessário, restrinja os locais que o animal pode circular, até que ele esteja treinado.

 

Desenvolva uma programação flexível

Quando um recém-nascido chega, é normal que se esteja operando em função dele. É uma boa ideia acostumar o seu cão a horários flexíveis.

– Gradualmente mude o horário que o cachorro se alimenta, para que ele esteja mais flexível quando as mudanças de programação ocorrerem;

– Exercite o seu cão em horários diferentes do que ele está acostumado, para que as mudanças não o aborreçam muito;

– Considere instalar portas específicas para o seu cão, garantindo que ele não seja completamente dependente de você quando precisar sair.

 

Acostumando o seu cachorro ao odor do bebê

Por sabermos que o cão percebe o mundo mais pelo olfato do que pela visão, introduza objetos com odores comuns à produtos voltados para bebês.

– Eventualmente dê banho com um shampoo de bebê para que ele se familiarize com o cheiro;

– Despeje um pouco de talco de bebê no pelo do cão;

– Lave os itens do seu cão (cama, lençóis) com detergente para roupa do bebê.

 

Use um bebê de brinquedo

É interessante acostumar o seu cachorro com a presença de alguém em seu colo. Tente segurar o boneco naquela hora clássica do carinho com o seu cachorro, para gradualmente ensiná-lo que ele ainda pode ficar próximo, portanto que ele se comporte calmamente na presença do bebê.

Essa é uma oportunidade para treiná-lo sem a presença de um neném de verdade, para que não haja nenhum risco para a criança.

 

A vida voltará ao normal, tenha paciência

É importante que haja a compreensão que as mudanças que estão acontecendo enquanto sua gravidez progride e depois da chegada do bebê afetam a vida do seu cachorro. Tenha paciência e tranquilize o seu animal para que gradualmente ele vá se acostumando com as novas regras no cotidiano.

Você tem uma responsabilidade com o seu cachorro, e como dono, precisa tornar esse momento o mais indolor e natural possível para ele.

Não acredite nos que dizem que cães e gravidez não combinam, isso não poderia estar mais distante da realidade. Em um estudo da Universidade de Liverpool, donos de animais estão mais propensos a obter a quantidade recomendada de exercício diário.

Uma vez que o bebê chegar e a nova rotina estiver estabelecida, tanto os pais quanto o pet estarão acostumados.

 

Referências: Petadviser e Dogs

 

Rainha Elizabeth fica de coração partido ao perder seu último Corgi Galês

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 abr 2018 - 19:58

Apaixonada por cachorros da raça Corgi desde que seu pai introduziu esses animais na família, em 1933, a Rainha Elizabeth está de coração partido após a morte de seu último Corgi Galês.

No seu aniversário de 18 anos, a então Princesa Elizabeth ganhou o seu primeiro Corgi de presente de seu pai. A cadelinha Susan foi a matriarca de 14 gerações de Corgi Galês que a rainha manteve por muitos anos em suas quatro casas reais.

 » Read more about: Rainha Elizabeth fica de coração partido ao perder seu último Corgi Galês  »

Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira

por Samantha Kelly — publicado 19 abr 2018 - 8:35

Tem gente que olhou direto para o sofá. Mas nós, cachorreiros de primeira, fomos direto do cachorro. A primeira vez que vimos esse meninão, ficamos sem saber ele era mesmo um dog ou uma pantera.

Depois da confusão inicial, vimos que esse pretão lindo é o Marley, cão da raça Cane Corso e pet da musa maior Paolla Oliveira.

A atriz, que está sempre envolvida com a causa animal e frequentemente empresta sua imagem e tempo para chamar atenção para ongs e animais que necessitam de ajuda,

 » Read more about: Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira  »

Policial atira em cachorro no meio de uma praça em Campo Grande

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 abr 2018 - 7:00

No último domingo, dia 15 de abril, algumas famílias, incluindo crianças, estavam passeando em uma praça no bairro Arnaldo Esteves de Figueiredo, em Campo Grande, quando, de repente, escutaram barulho de tiro bem perto.

De acordo com informações repassadas por pessoas que estavam no local, um policial civil, que não teve o nome divulgado, atirou em um cachorro que se aproximou do seu cão.

O policial estava passeando no local com seu animal de estimação quando um cachorro da raça Labrador chamado Thor,

 » Read more about: Policial atira em cachorro no meio de uma praça em Campo Grande  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Rainha Elizabeth fica de coração partido ao perder seu último Corgi Galês

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 abr 2018 - 19:58

Apaixonada por cachorros da raça Corgi desde que seu pai introduziu esses animais na família, em 1933, a Rainha Elizabeth está de coração partido após a morte de seu último Corgi Galês.

No seu aniversário de 18 anos, a então Princesa Elizabeth ganhou o seu primeiro Corgi de presente de seu pai. A cadelinha Susan foi a matriarca de 14 gerações de Corgi Galês que a rainha manteve por muitos anos em suas quatro casas reais.

A new photograph of The Queen at home at Windsor Castle, taken by Annie Leibovitz, will feature in @VanityFair in celebration of #Queenat90

A post shared by The Royal Family (@theroyalfamily) on

A cadelinha Willow, que tinha quase 15 anos de idade e era a última descendente de Susan, sofria de um câncer e estava sendo bem cuidado, porém, quando sua saúde piorou, a Rainha Elizabeth preferiu por fim ao sofrimento da amada cadela, que foi sacrificada no último domingo, dia 15 de abril, no Castelo de Windsor.

De acordo com uma fonte do Palácio de Buckingham, a perda de Willow, que se tornou sua companheira mais fiel, foi muito difícil para a rainha. “Ela lamentou a morte de todos os seus Corgis ao longo dos anos, mas ficou mais chateada com a morte de Willow do que qualquer um deles. E isso provavelmente porque Willow foi o último elo com seus pais e uma diversão que remonta à sua própria infância. Realmente parece o fim de uma era”, disse a fonte.

A escolha por não continuar a ter novos cães descendentes de Susan se deu por conta do medo que a rainha tinha de que acontecesse algum acidente, visto que ela já é idosa e os cachorros sempre ficam nos seus pés, ou de que ela tivesse um problema de saúde mais grave e acabasse deixando os animais.

Os cachorros têm passe livre pelas residências reais. (Foto: Reprodução / Instagram @theroyalfamily)

Apesar da profunda tristeza, a Rainha Elizabeth tem ainda três cães, dois Dorgis, mistura de Corgi com Dachshund, chamados Vulcan e Candy, e um Corgi, que foi adotado pela rainha depois que o tutor do animal, um funcionário do palácio de Sandringham, faleceu.

Fonte: The Daily Mail

Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira

por Samantha Kelly — publicado 19 abr 2018 - 8:35

Tem gente que olhou direto para o sofá. Mas nós, cachorreiros de primeira, fomos direto do cachorro. A primeira vez que vimos esse meninão, ficamos sem saber ele era mesmo um dog ou uma pantera.

Depois da confusão inicial, vimos que esse pretão lindo é o Marley, cão da raça Cane Corso e pet da musa maior Paolla Oliveira.

A atriz, que está sempre envolvida com a causa animal e frequentemente empresta sua imagem e tempo para chamar atenção para ongs e animais que necessitam de ajuda, tem uma turma grande em casa e suas redes sociais estão repletas de registros dos pets.

Tenho certeza que metade da população brasileira desejou agora mesmo ser adotada por essa família.

 

Um tapete? Não… O Marley aproveitando o chão geladinho nesse calor. 🖤

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on

A minha turma é da pesada… 😍🙈

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on