Castração não garante a inibição no caso de comportamentos já adquiridos

Só a castração não resolve problemas comportamentais pré-adquiridos

por Olivier Soulier — publicado 10 abr 2014 - 1:18

Só a castração não resolver problemas pré-adquiridos. Foto: Reprodução

Só a castração não resolve problemas comportamentais pré-adquiridos. Foto: Reprodução

Por mais que deixe de produzir testosterona, hormônio atuando nos caracteres secundários masculinos, o machinho não vai sofrer de amnésia seletiva.

Em alguns casos a castração pode resolver, quando o aspecto hormonal tem influência no comportamental.

No caso de um animal novo não tendo descoberto os sinais sexuais na puberdade ou até num animal não tão novo, mas com o caráter bastante submisso, infelizmente medroso, com um comportamento consequentemente menos definido ou firmado, o simples desaparecimento da testosterona aos poucos elimina o comportamento de marcação territorial.

Agora se ele marcar por razões de estresse ou por submissão e/ou agitação, a influência hormonal geralmente é bem próxima do zero, outra razão pela qual a castração está longe de resolver todos os casos de marcação.

Sem falar de razões patológicas que podem provocar ou favorecer as marcações como, por exemplo, infecções urinárias, doenças endócrinas e alterações digestivas. Daí a importância de uma consulta geral e alguns exames de sangue e de urina do seu animal, se for o caso.

É claro que nesses casos patológicos a castração não deve ajudar também.

A monta assexuada ou aparente da parte de machos em outros, por liderança ou dominância, também não deve desaparecer somente com a castração, pois ela não é ligada a sexualidade, nem somente a produção de hormônios, mas sim a tentativa de autoafirmação hierárquica.

Somente nos casos de animais novos ou de temperamento muito submisso, medroso, a castração pode surtir efeitos. Embora nos casos de animais muito submissos tal comportamento é muito raro ou jamais aparece.

Nos dois casos, marcação ou monta assexuada, a educação e o controle da parte dos tutores são os meios mais eficientes de evitar, reduzir e eliminar esses comportamentos.

Sou a favor da castração por razões medicinais ou de controle de natalidade, não como solução milagrosa a comportamentos indesejados.

Alguém iria castrar o seu filho humano quando, no inicio da adolescência, começa a delimitar e controlar o acesso do seu quarto e pertences ou a disputar com colegas eventual autoridade, capacidade ou hierarquia nos grupos que frequenta?

Não seria mais lógico, natural e eficiente educá-lo e ensiná-lo limites e autocontrole desde sempre?

 

Matéria atualizada 11/02/2014, 00:02

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio,

 » Read more about: Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama  »

Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 7:02

O incidente é tão absurdo que é difícil acreditar como alguém pode ser tão insensível em relação a vida do próximo.

Operários em uma estrada de Agra, na Índia, não se deram o trabalho de mover um cachorro que dormia no local enquanto eles recapeavam a rua e seguiram com o dia como se não houvesse ninguém ali. Sim, eles construíram a rua em cima do cachorro e ele morreu após ter sido esmagado pelo rolo compressor enquanto os trabalhadores nivelavam a rua.

 » Read more about: Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua  »

Hotelzinho para cachorro compartilha a loucura quando a piscina é liberada para seus hóspedes caninos

por Samantha Kelly — publicado 14 jun 2018 - 8:20

O hotelzinho canino Happy Tails Camp em Norfolk, no estado norte-americano de Virginia, compartilhou o momento exato quanto seus hóspedes caninos foram liberados para cair na piscina.

Para quem acha que já foi em uma pool party bacana, sem dúvida não incluiu no currículo essa experiência incrível.

 

 » Read more about: Hotelzinho para cachorro compartilha a loucura quando a piscina é liberada para seus hóspedes caninos  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio, o que salva bastante espaço. Dá até para adicionar uma proteção na escada para evitar acidentes.

Elas são feitas com excelente qualidade e o preço, apesar de ser salgado (começa em US $ 420 e, para a opção mais cara, você precisa desembolsar mais de US $ 1.500), ainda são uma ótima ideia e opção para quem pode pagar.

Queremos opções mais acessíveis para ontem!

 

Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 7:02

O incidente é tão absurdo que é difícil acreditar como alguém pode ser tão insensível em relação a vida do próximo.

Operários em uma estrada de Agra, na Índia, não se deram o trabalho de mover um cachorro que dormia no local enquanto eles recapeavam a rua e seguiram com o dia como se não houvesse ninguém ali. Sim, eles construíram a rua em cima do cachorro e ele morreu após ter sido esmagado pelo rolo compressor enquanto os trabalhadores nivelavam a rua.

Transeuntes ainda podiam ver metade do corpo do cão preso ao asfalto e a brutalidade do acontecido provocou uma série de protestos por parte da população, levando com que polícia local abrisse um caso contra a empresa contratada.

De acordo com uma entrevista publicada pelo India Today, um oficial de polícia envolvido na investigação explicou que o animal estava dormindo quando foi esmagado pelo rolo compressor. Os trabalhadores declararam que eles informaram o engenheiro responsável pelo projeto sobre o ocorrido, porém ainda assim ele ordenou que a estrada fosse construída em cima do animal e assim eles fizeram.

 

Foto: Reprodução