Como entreter seu cão enquanto ele está sozinho em casa

Descubra algumas dicas para tornar o dia do seu cão que fica sozinho em casa mais produtivo.

por Samantha Kelly — publicado 11 ago 2015 - 12:26

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Para muitas famílias que trabalham fora e amam seus cães, há uma preocupação genuína em conhecer maneiras novas e dicas que ajudarão os animais a terem uma experiência mais produtiva durante as horas solitárias do dia.

Como já sabemos, cães precisam de estímulos físicos, emocionais e mentais para que tenham uma vida equilibrada. Se pensarmos nos trabalhadores que um dia eles foram (a maioria hoje é exclusivamente um animal de companhia), deixar esses seres inteligentes, ativos e sociais sem nenhum tipo de estímulo é uma receita certa para frustração, e por consequência, para vários outros problemas comportamentais e físicos.

Por isso, separamos algumas dicas para que tutores possam tornar os momentos que seus cachorros ficam sozinhos em casa mais ativos.

 

Exercícios logo cedo de manhã. Antes de sair de casa, separe um período de tempo todos os dias para passear com seu cão. Utilize esse tempo para cansar seu cão e gastar toda essa energia. Brinquedos e atividades podem auxiliar e deixar o momento mais divertido e diferente;

Prepare um lugar especial para o seu cão na casa. Separe um lugar especial e seguro para que o seu cão fique em casa, com alimentação e água suficiente, acesso para que ele possa fazer suas necessidades, com uma caminha confortável e com objetos e brinquedos para que ele possa se entreter. O local precisa ser grande o suficiente para que o seu pet possa se locomover com tranquilidade;

Dog Walker. Para os que não têm tempo, há profissionais especializados que passeiam com cães de tutores que não podem levar seus cães. Os motivos vão desde falta de tempo á incapacidade física e de saúde. E se você pensa que é um trabalho fácil, pense novamento. Há uma forma correta de levar os cães para passear, de uma maneira saudável e assertiva que trabalha o animal em diversos níveis;

Pet Sitter: Algumas pessoas preferem contratar Pet Sitters, para que seus animais fiquem em um ambiente familiar, com odores e ambientes conhecidos e recebendo atenção redobrada;

Day Care. Day Cares para cães estão ficando cada vez mais comuns entre tutores caninos. Além do seu cão trabalhar seu aspecto social, que em muitos animais não é explorado, ele não ficará sozinho em casa e utilizará esse tempo para gastar energia, em companhia. Muitas Day Cares oferecem serviços de adestramento, que são uma ótima pedida;

Enriquecimento ambiental. É possível enriquecer o ambiente que o seu cachorro fica através de objetos, utilizando brinquedos como o Kong, quebra-cabeças e comedouros lentos, diferenciando a forma como o alimento é oferecido ao pet e fazendo com que ele trabalhe e descubra mentalmente como conseguir chegar na comida. Com o tempo, você pode tornar a o jogo ainda mais desafiador, escondendo os brinquedos e deixando que o seu cão trabalhe o olfato para descobrir onde está o objeto;

Fique de olho no mercado pet. Há diversas opções que estão sendo lançadas e são maravilhosas para trabalhar seu cachorro enquanto ele fica sozinho. Infelizmente, nem todas estão disponíveis no Brasil, mas com a demanda que temos e a vontade de oferecer o que há de melhor, nossa previsão é que seja questão de tempo para que essas  novidades cheguem para o público. Desde a Dog Tv, um canal especialmente desenvolvido para cães à objetos que permitem que o tutor interaja com o animal através de uma câmera e microfone;

Câmera para checar como está o seu cão. Há muitas opções de câmeras pet no mercado que possibilitam ao tutor saber se as medidas estão fazendo efeito e como o animal passa o seu tempo. É uma boa opção para diversificar e descobrir o que está funcionando e o que precisa ser mudado;

Adote um novo pet. Muitas pessoas adotam um novo cão para que um possa ser companheiro do outro. É bom falar que, antes que isso ocorra, mesmo assim é importante enriquecer o ambiente, caso contrário, você terá dois cães frustrados;

Aproveite o tempo que estão juntos. E essa é uma dica importantíssima. Quando estiverem juntos, realmente torne esse momento algo de qualidade tanto para você, quando para o seu cachorro. Se responsabilize pelo bem estar do seu animal. Apesar de muitos auxílios de profissionais e objetos especialmente desenvolvido para o pet, não terceirize 100% o cuidado com o seu cão. Dessa maneira, o tempo que estiverem separados não vai ser tão ruim.

 

ldp-post

Rainha Elizabeth fica de coração partido ao perder seu último Corgi Galês

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 abr 2018 - 19:58

Apaixonada por cachorros da raça Corgi desde que seu pai introduziu esses animais na família, em 1933, a Rainha Elizabeth está de coração partido após a morte de seu último Corgi Galês.

No seu aniversário de 18 anos, a então Princesa Elizabeth ganhou o seu primeiro Corgi de presente de seu pai. A cadelinha Susan foi a matriarca de 14 gerações de Corgi Galês que a rainha manteve por muitos anos em suas quatro casas reais.

 » Read more about: Rainha Elizabeth fica de coração partido ao perder seu último Corgi Galês  »

Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira

por Samantha Kelly — publicado 19 abr 2018 - 8:35

Tem gente que olhou direto para o sofá. Mas nós, cachorreiros de primeira, fomos direto do cachorro. A primeira vez que vimos esse meninão, ficamos sem saber ele era mesmo um dog ou uma pantera.

Depois da confusão inicial, vimos que esse pretão lindo é o Marley, cão da raça Cane Corso e pet da musa maior Paolla Oliveira.

A atriz, que está sempre envolvida com a causa animal e frequentemente empresta sua imagem e tempo para chamar atenção para ongs e animais que necessitam de ajuda,

 » Read more about: Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira  »

Policial atira em cachorro no meio de uma praça em Campo Grande

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 abr 2018 - 7:00

No último domingo, dia 15 de abril, algumas famílias, incluindo crianças, estavam passeando em uma praça no bairro Arnaldo Esteves de Figueiredo, em Campo Grande, quando, de repente, escutaram barulho de tiro bem perto.

De acordo com informações repassadas por pessoas que estavam no local, um policial civil, que não teve o nome divulgado, atirou em um cachorro que se aproximou do seu cão.

O policial estava passeando no local com seu animal de estimação quando um cachorro da raça Labrador chamado Thor,

 » Read more about: Policial atira em cachorro no meio de uma praça em Campo Grande  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Rainha Elizabeth fica de coração partido ao perder seu último Corgi Galês

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 abr 2018 - 19:58

Apaixonada por cachorros da raça Corgi desde que seu pai introduziu esses animais na família, em 1933, a Rainha Elizabeth está de coração partido após a morte de seu último Corgi Galês.

No seu aniversário de 18 anos, a então Princesa Elizabeth ganhou o seu primeiro Corgi de presente de seu pai. A cadelinha Susan foi a matriarca de 14 gerações de Corgi Galês que a rainha manteve por muitos anos em suas quatro casas reais.

A new photograph of The Queen at home at Windsor Castle, taken by Annie Leibovitz, will feature in @VanityFair in celebration of #Queenat90

A post shared by The Royal Family (@theroyalfamily) on

A cadelinha Willow, que tinha quase 15 anos de idade e era a última descendente de Susan, sofria de um câncer e estava sendo bem cuidado, porém, quando sua saúde piorou, a Rainha Elizabeth preferiu por fim ao sofrimento da amada cadela, que foi sacrificada no último domingo, dia 15 de abril, no Castelo de Windsor.

De acordo com uma fonte do Palácio de Buckingham, a perda de Willow, que se tornou sua companheira mais fiel, foi muito difícil para a rainha. “Ela lamentou a morte de todos os seus Corgis ao longo dos anos, mas ficou mais chateada com a morte de Willow do que qualquer um deles. E isso provavelmente porque Willow foi o último elo com seus pais e uma diversão que remonta à sua própria infância. Realmente parece o fim de uma era”, disse a fonte.

A escolha por não continuar a ter novos cães descendentes de Susan se deu por conta do medo que a rainha tinha de que acontecesse algum acidente, visto que ela já é idosa e os cachorros sempre ficam nos seus pés, ou de que ela tivesse um problema de saúde mais grave e acabasse deixando os animais.

Os cachorros têm passe livre pelas residências reais. (Foto: Reprodução / Instagram @theroyalfamily)

Apesar da profunda tristeza, a Rainha Elizabeth tem ainda três cães, dois Dorgis, mistura de Corgi com Dachshund, chamados Vulcan e Candy, e um Corgi, que foi adotado pela rainha depois que o tutor do animal, um funcionário do palácio de Sandringham, faleceu.

Fonte: The Daily Mail

Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira

por Samantha Kelly — publicado 19 abr 2018 - 8:35

Tem gente que olhou direto para o sofá. Mas nós, cachorreiros de primeira, fomos direto do cachorro. A primeira vez que vimos esse meninão, ficamos sem saber ele era mesmo um dog ou uma pantera.

Depois da confusão inicial, vimos que esse pretão lindo é o Marley, cão da raça Cane Corso e pet da musa maior Paolla Oliveira.

A atriz, que está sempre envolvida com a causa animal e frequentemente empresta sua imagem e tempo para chamar atenção para ongs e animais que necessitam de ajuda, tem uma turma grande em casa e suas redes sociais estão repletas de registros dos pets.

Tenho certeza que metade da população brasileira desejou agora mesmo ser adotada por essa família.

 

Um tapete? Não… O Marley aproveitando o chão geladinho nesse calor. 🖤

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on

A minha turma é da pesada… 😍🙈

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on