Cuidados com a cadela no cio

Saiba mais sobre o cio em cadelas, também chamado tecnicamente de estro

por George Augusto — publicado 25 out 2014 - 16:56

A escolha do sexo do animal de estimação é uma dúvida que muitos tutores passam, tendo alguns que preferem o macho e outros a fêmea.  Os amantes de pets fêmeas devem tomar alguns cuidados, principalmente no tão conhecido cio. O cio, também chamado tecnicamente de estro, é o momento em que a cadela está pronta para reproduzir, ou seja, ela aceita o macho para o acasalamento.

Para um entendimento mais claro, a cadela começa o cio normalmente entre o período de 6 meses até 2 anos de idade. É importante ressaltar que as cadelas de porte menor tendem a ter o cio mais cedo, começando entre os 6 meses a 10 meses. Nos animais de maior porte, como no caso das raças gigantes, o cio ocorre normalmente por volta de 1 ano de idade. O ciclo estral das cadelas acontece 2 vezes por ano (6 em 6 meses), independente de raça ou porte, tendo uma duração que varia de 6 dias a 30 dias.

O tutor perceberá que a cadela entrou no cio quando a mesma apresentar os seguintes sintomas: Vulva edemaciada, a cadela apresenta-se normalmente mais carinhosa e aumento na frequência da urina.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Muitos tutores criam seus animais na rua, sendo uma prática não muito recomendada. As cadelas, diferentemente dos cachorros, necessitam de um cuidado mais especial. A cadela quando entra no cio e se encontra na rua, atrai cães machos para o acasalamento, trazendo assim brigas entre os cães e a multiplicação de cães de rua. É importante enfatizar que os tutores que não tenham interesse em procriar devem castrar a cadela o quanto antes.

Os principais cuidados que o proprietário da cadela deve ter no momento do cio, são, principalmente, manter a fêmea dentro de casa, pois assim  previne os seguintes problemas: Transmissão de parasitas externos e internos pra cadela, no momento da cópula; evitar a reprodução indesejável de cães, controlando a superlotação de cães na rua; Prevenir o  contágio com DST (Doença sexualmente transmissíveis) ; entre vários fatores indesejáveis. Outro ponto importante, é a paciência e carinho que o tutor precisa ter neste momento. As cadelas costumam mudar o comportamento no período do cio.

Muitas pessoas previnem a reprodução de cães com o anticoncepcional. Isso é uma prática totalmente errônea e perigosa. O uso indevido de anticoncepcional, pode levar as fêmeas a sérios problemas de saúde, levando muitas à morte. Vale muito mais a pena, o tutor – quando não tem intenção da reprodução -, levá-las para realizar a castração. Além de não expor o animal ao anticoncepcional que poderá desenvolver patologias  como a Piometra, ajudará a prevenir o crescimento de tumores do trato reprodutor.

Não permita de forma alguma medicarem seus cães sem o acompanhamento de um profissional médico veterinário. Um ponto importante depois do cio, é que algumas cadelas  desenvolvem a Pseudociese,  que é um estado que se apresenta quando ocorre a gravidez psicológica  da fêmea e muito tutores pensam que houve a fertilização. Consulte sempre um médico veterinário para acompanhar seu amigo de quatro patas.

 

Por: George Augusto von Schmalz Portella de Macedo

Ocupação: Acadêmico de Medicina Veterinária

Contato: [email protected]

deixe seu comentário: