O seu cãozinho está com problemas comportamentais?
Pergunte para o Alexandre Rossi e Cão Cidadão
Curiosidade
25 jul 2017
Comportamento:
Tutor(a): Bruna dos Santos de Carvalho, | O cachorro: Amora
Cadelinha curiosa

“Tenho uma Golden Retrivier de um ano e seis meses! O meu maior problema é que ela gosta de apoiar as patas na pia da cozinha e ficar xeretando!  Não adianta falar ‘NÃO’.  Ela também fica muito eufórica quando chegam visitas! O que eu posso fazer???” – Bruna dos Santos de Carvalho.

Por Cintia Suzuki, adestradora e franqueada da Cão Cidadão

Vamos pensar: o que leva a Amora a apresentar este comportamento? Muito provavelmente existam objetos na pia que certamente interessam a ela. Se este for o caso, devemos evitar que ela obtenha sucesso na empreitada. O fato de a Amora apoiar as patas na pia e abocanhar algo gostoso de comer ou algum objeto interessante para brincar, reforça o comportamento, ou seja, a Amora aprendeu que desta maneira ela obtêm o que tanto deseja.

Porém, se o objetivo dela é apenas chamar sua atenção, e agindo desta forma ela consegue, pois, normalmente, você vai até ela e conversa (mesmo que seja uma repreensão verbal), o comportamento está sendo reforçado.

Qual a solução, Bruna? O ideal é que a Amora não seja bem-sucedida nesta situação, independentemente da motivação, seja abocanhar algo gostoso ou simplesmente ter sua atenção. Então, você deve estar se perguntando, como faremos isso?

No primeiro caso, retire todos os objetos ou comida que ela possa ter interesse. Desta forma, diminuímos a motivação da Amora para apresentar este comportamento. Caso ela insista, podemos utilizar uma “bronca” para que a Amora evite aquele local. O objetivo da “bronca” é apenas interromper o comportamento errado. Podemos utilizar uma lata com metal dentro que caia quando ela apoiar as patas na pia. O barulho é incômodo e fará com que a cadela evite a pia para não ter as “broncas barulhentas”.

Percebendo que a Amora está ao redor da pia, prestes a pular, antecipe-se, chame-a e ofereça um petisco que ela goste. Este exercício fará com que ela perca o interesse na pia e aprenda que estar com as quatro patas no chão é mais interessante, pois assim ela recebe uma guloseima, sua atenção e carinho.

Visitas

Receber visitas, para um cão sociável e que gosta de interagir com pessoas, é um momento de muita festa. São pessoas diferentes, com cheiros diferentes as quais a Amora tem interesse em conhecer. Porém, esta euforia exacerbada muitas vezes pode causar um momento de estresse.

Para que este momento se torne mais tranquilo, “prepare” a Amora para receber as visitas. Sabendo que elas chegarão em determinada hora, faça um passeio ou brinque com sua peluda para que ela gaste bastante energia e fique mais tranquila no momento da chegada dos convidados.

Se mesmo após muita diversão a Amora insistir em pular nas visitas, devemos frustrá-la, ou seja, evitar que ela pule nas visitas com o auxílio da guia até que ela se acalme.

O treino consiste em reforçar, com petisco e carinho, a sua aproximação das visitas apenas quando ela estiver calma e tranquila. Com o treino, a Amora entenderá que ela não terá a atenção pulando nas pessoas e sim quando estiver relaxada.

Durante a presença dos amigos, ofereça brinquedos interativos (dispensadores de petisco) para que ela interaja com estes, em vez de interagir com as visitas.

Bons treinos para você e para a doce Amora!