O seu cãozinho está com problemas comportamentais?
Pergunte para o Alexandre Rossi e Cão Cidadão
DESTRUIÇÃO
1 dez 2015
Comportamento: AgressividadeDestruição
Tutor(a): Denise, Aline Santolin e Sonia, | O cachorro: Maia, Pandora e Nina
Como lidar com cães destruidores

“Olá Alexandre. Primeiramente, quero dizer que minha família e eu admiramos muito seu trabalho. Maia é uma garotinha bastante ativa, saudável, brincalhona, inteligente e carinhosa. Embora já tenha 1 ano, uma de suas principais diversões é destruir todos os brinquedos que oferecemos, o que não seria nada anormal se tratando de um golden retriever. O problema é que ela destrói e tenta engolir os pedacinhos destruídos. Impossível deixá-la brincando sem supervisão. Átia, nossa labrador fêmea de 1 ano e meio, gosta de correr atrás de bolas, bastões etc, mas a Maia prefere ‘capturar’ o brinquedo, se esconder num cantinho para apressadamente destruí-los e saboreá-los como se fossem comida! Pelo menos uma vez por dia temos que tirar pedaços dos brinquedos de sua boca, para que ela não os engula, e é claro que ela não facilita em nada nosso trabalho e, mesmo assim, de vez em quando, suas fezes vêm acompanhadas de fragmentos ‘estranhos’. Ela se alimenta bem, oferecemos ração superpremium, e somos rigorosos com vacinação e vermifugação. Já não sabemos como agir nessa situação. Espero que você possa nos ajudar! Antecipadamente agradeço sua atenção.” – Denise, dona da Maia, de 1 ano.

“Alexandre! Tudo bem?! Tenho uma Beagle de 1 ano e 7 meses que é terrível! Moro de aluguel num apartamento. Como o apartamento é grande, reservamos um quarto só pra ela! Ela é totalmente destruidora. Enquanto eu e meu marido trabalhamos, ela fica no quarto (tem até um portãozinho, parece um quintal) e quando chegamos soltamos, a levamos para passear e enquanto estamos acordados, ela fica solta com a gente. Ela é cega, porque tem problemas genéticos. Já destruiu porta, guarda-roupa e agora tá fazendo um buraco na parede! Por que ela age assim? Teria alguma forma de ensiná-la que deve não raspar a parede? O quarto dela é grande, tem muitos brinquedos e uma casinha, sempre damos aqueles ossinhos de couro pra ela se distrair. O que podemos fazer?” – Aline Santolin, dona da Pandora, de 1 ano e 7 meses.

“Minha Nina detesta quando toca a campainha. Ela fique a mil com o estresse e pega logo minhas almofadas e sai mordendo. Nem preciso falar quantas almofadas já foram destruídas….rsrs . A última está com a capa toda rasgada. Não sei mais o que fazer. Já tentei algumas dicas que vi em seus programas na tv, mas nada funcionou.” – Sonia, dona da Nina, de 11 anos.

Por Ariadne Cardeliquio, adestradora da equipe Cão Cidadão.

Olá, Denise, Aline e Sonia, tudo bem? Geralmente, quando os peludos começam a destruir tudo na casa de vocês, significa que está “sobrando tempo livre”, ou seja, falta de atividade física e mental.

Se esse peludo estivesse na natureza, passaria o dia todo atrás de comida, abrigo, água e até se divertindo, porém, em nossas casas, essa rotina é bem diferente. A maior parte dos donos trabalha fora e seus amigos ficam sozinhos em casa uma boa parte do dia, então, eles procuram o que fazer. Quase tudo dentro de casa tem o nosso cheiro, então, esses objetos ficam mais atrativos ainda.

Mas, mesmo eles tendo vários brinquedos à vontade, preferem objetos dos donos? A resposta é sim! Esses brinquedos não se mexem, não brincam sozinhos, não balançam, não tem graça por muito tempo.

Para melhorar esse comportamento, que deixa qualquer dono de peludo maluco, precisamos investir e muito em enriquecimento ambiental. Usar a alimentação do peludo em brinquedos que, ao mexer, vão soltando a ração ou petiscos. Coco verde para o cão destruir, brinquedos pendurados por elásticos, petiscos escondidos pela casa, gelo feito com frutas, ração ou petiscos.

Uma observação importante: cães que engolem objetos precisam de supervisão, brinquedos pendurados ou ossinhos comestíveis.

Quando os peludos começam a destruir móveis da casa e paredes, o dono pode optar por produtos com gosto amargo (vendidos em pet shops), para inibir esse comportamento, porém, sem nunca se esquecer do enriquecimento ambiental.

Se a destruição é desencadeada pelo barulho da campainha, esse pet precisa ser dessensibilizado a esse som. Você pode usar o celular, gravar o som e gradativamente ir aumentando e recompensando sempre que o pet se controlar.

Boa brincadeira com seu peludo!