O seu cãozinho está com problemas comportamentais?
Pergunte para o Alexandre Rossi e Cão Cidadão
Latido em Excesso
7 jul 2015
Comportamento: Latidos em Excesso
Tutor(a): Carla Kvalheim, Berenice Vieira Dettmer e Laura Brandi., | O cachorro: Alice, Toky e Luna.
Como lidar com os latidos em excesso do meu cachorro

“Alice é uma quase humana muito inteligente. Não digo que só falta falar, porque  ela fala i love you pra mim, pro papai e pra irmã mais velha (essa sim é uma humana … rs). Ela é muito meiga, boazinha, linda e perfeita. Ela foi amada desde antes de nascer. A mãezinha dela é de um casal de amigos. A promessa era que quando Pepita ficasse grávida … um dos filhotinhos seria nosso. Ela foi a última a nascer. Vimos todos os irmãozinhos dela nascendo, mas “perdemos” o momento em que ela chegou no mundo. Alice é uma lagotto romagnolo. Essa raça é muito rara aqui onde moramos (Noruega), e acredito que no Brasil também, pois encontro poucos artigos em português sobre essa raça ! Meu amor por ela é infinito.  Ela é uma cachorrinha muito, muito, muito amada. Apesar da perfeição … rs … ela late muito. Eu  sei que cachorro late, mas ela late por  tudo e para quase todos. Por ser muito mimada, ela é muito medrosa. Ela late, mas se esconde atrás das minhas pernas, ou das pernas do meu marido. Como resolver esse problema ? Ela não é nenhum pouco agressiva, só late muito !  Já tentei muitas coisas e nada funcionou. Gostaria de socializar ela com outros cães e pessoas, mas o fato dela latir sem parar acaba tornando minhas tentativas um fiasco”. – Carla Kvalheim, dona da Alice Kvalheim, de 3 anos e 8 meses.

“Ele quando passa carros,motos e até pessoas ele late muito, cachorros, ou cadela, nunca mordeu ninguém, mas tem esse comportamento que não consegui ainda ver uma forma de repreender. Adotei uma cachorra 5 anos para ver se ele melhora, convivendo bem com ela a Lillica, pode até ver no meu face. Ele só falta falar sabe tudo ensinei. Sempre digo não faz isso, sem auauau ele até para e me olha. Mas está difícil. Será que com a idade dele tenho como adestrar esse problema”. – Berenice Vieira Dettmer, dona do Toky, de 11 anos.

“Como faço pra ela luna parar de latir pra qualquer barulinho e pra parar de acompanhar qualquer cachorro resolva dar uma latida rápida e ela não para por nada e ainda acha ruim e fica fazendo barulhos como se tivesse irritada e estressada por não poder latir após ter latido repetidamente por uns dez minutos!!!!!!!”. – Laura Brandi, dona da Luna, de 2 anos.

Por Joilva Duarte, adestradora da equipe Cão Cidadão.

Olá Carla, Berenice e Laura, tudo bem?

Espero poder ajudá-las um pouco com as dúvidas aqui apresentadas. Antes de tudo, precisamos ter consciência de que os latidos são a forma de expressão natural dos cães, pois é dessa maneira que eles demonstram alegria, pedem atenção, mostram excitação, medo, ansiedade ou felicidade. Dessa forma, precisamos identificar a causa do latido, para conseguirmos um treinamento eficaz.

Outro ponto é prestar bastante atenção se esse comportamento de latidos em excesso não está sendo recompensado. Por exemplo, às vezes, o cãozinho late para pedir atenção e o proprietário, para ter um descanso ao ouvido, dá um ossinho para ele ficar quieto, achando que sanou o problema. Porém, na verdade, só reforçou esse comportamento, pois ele entendeu que sempre que quiser atenção, basta latir sem parar que algo bom vai acontecer.

No caso de cães que latem para outros cães ou pessoas no passeio, o ideal é levá-los a um ambiente neutro, que pode ser uma praça menos movimentada, e ir recompensando com petisco e elogiando sempre que ele olhar na direção, mesmo que distante, de outros cães ou pessoas. Quando perceber que ele está mais tranquilo, vá se aproximando com bastante cautela, sempre prestando atenção nas reações do seu bichinho. É importante fazer essa aproximação somente se ele não demonstrar nenhum tipo de ansiedade ou medo.

Se o estímulo que causa os latidos são sons, interfone, campainhas ou qualquer outro barulho, você também pode gravar esses sons e, enquanto brinca com seu cãozinho, colocá-lo para ouvir, A princípio, deixe no volume baixo e vá aumentando gradativamente o som até chegar ao mais próximo do natural, sempre mantendo as brincadeiras e petiscos, fazendo com isso uma dessenssibilização dos barulhos que antes incomodavam.

Para cães muito ansiosos no passeio, que começam a latir antes mesmo de sair de casa, devemos começar um treinamento base de “fica” e “senta” antes de sair pelas portas ou portões, sempre recompensando e elogiando os bons comportamentos. Paciência, calma e persistência nos treinos é muito importante e, se necessário, procurem a ajuda de um profissional para auxiliar no melhor treinamento a seguir. Boa sorte!

Siga o Portal do Dog