O seu cãozinho está com problemas comportamentais?
Pergunte para o Alexandre Rossi e Cão Cidadão
Medo de pet shop
21 jun 2017
Comportamento:
Tutor(a): Kassia Macedo, | O cachorro: Zangado
Medo de pet shop

“Meu cão tem muito medo de tosa. Já chegou a ter um pré-infarto a primeira vez que foi ao pet shop e morre de medo de tesoura. O que fazer?” – Kassia Macedo

Por Lucilene Cagiano, adestradora franqueada da Cão Cidadão

Esse é um problema que muitos donos de cães enfrentam, por isso, é preciso ficar atento e descobrir o porquê desse medo todo e, assim, ajudar o animalzinho a se sentir bem quando tiver que passar por esse tipo de procedimento.

Primeiro devemos verificar se o peludo apresenta outros tipos de medo. Um dos motivos pode ser ele não estar acostumado com outras pessoas tocando nele ou o medo pode surgir pelo fato de ele estar naquele momento sem a presença do dono. Logo, quando ele entra no pet shop fica em pânico ao ver todo aquele movimento.

Por isso, o melhor remédio é a prevenção! Acostumar o cãozinho desde cedo com determinadas situações é muito importante. Fazer com ele algumas visitas a esse tipo de estabelecimento logo nos primeiros meses de vida, sempre fazendo associações positivas com petiscos e brincadeiras. Isso se chama sociabilização.

Dicas

Leve-o para um passeio até o pet shop ou clínica veterinária mesmo que não seja dia de banho ou vacina, assim, ele vai se acostumando a esse ambiente.

Existem casos que são mais leves, de forma que o cão apresenta apenas um certo desconforto ao entrar nesses locais. O que se deve fazer neste caso é levar o cão repetidas vezes no local que lhe causa medo, associando o momento a coisas positivas, assim, ele vai se acostumar gradativamente às situações.

Em casos considerados mais graves, como o da leitora, o treino a ser seguido tem o objetivo de trazer experiências positivas para que o cão fique tranquilo em determinadas situações. O treino deve ser gradativo respeitando o limite do animal.

Primeiro faça com o cão algumas atividades próximo ao pet shop. Fique com ele por ali brincando ou fazendo qualquer outra coisa que ele goste. É importante respeitar a distância do local para que não gere no seu cãozinho nenhum estado de pânico.

Esses treinos devem ser frequentes e a aproximação até o recinto que gera o medo deve ser feita somente quando o animal demonstrar tranquilidade nas fases anteriores do treinamento. O objetivo do treino é fazer o peludo relacionar a aproximação ao pet shop com recompensas que ele valorize muito.

Quando você já conseguir entrar no pet shop sem que ele demonstre insegurança, é importante ainda relacionar o ambiente a estímulos positivos. Então, fique com ele na recepção, por exemplo, brincando. Então, leve-o ao local da tosa, coloque-o em cima da mesa e interaja com ele. O próximo passo é aproximar a tesoura do peludo fazendo muita festa e elogiando-o quando ele se mostrar tranquilo.

É muito importante não deixar de respeitar o amigo. Se sentir que em algum momento ele não está confortável, não force a situação e retorne com o treinamento outro dia.

Com o tempo, seu amigão vai se acostumar com essas situações e ficará tranquilo para realizar os procedimentos necessários. O importante é ter paciência e dedicação, pois os resultados não são imediatos, mas, com certeza, ele vai aprender a passar por essas experiências de uma forma positiva e sem traumas.