O seu cãozinho está com problemas comportamentais?
Pergunte para o Alexandre Rossi e Cão Cidadão
Cão medroso e triste
9 mar 2018
Comportamento:
Tutor(a): Gerson, | O cachorro: Otto
Reforço positivo

“Otto é da raça Dachshund (basset). Pegamos ele agora, com oito meses. Não sabemos o motivo nem como lidar com ele, pois o mesmo demonstra um estado de profunda tristeza e medo excessivo de tudo: pessoas, barulhos, qualquer coisa. Se deixar, ele fica o dia todo no canil deitado. Não late, não chora e não se move. Quando a gente se aproxima, às vezes sai correndo e foge. Se alimenta pouco perto da gente, mas se deixo leite e ração no pote de manhã, ele come tudo de noite. Não bebe água. Faz xixi e cocô somente de madrugada, quando não estamos próximos. O que pode estar acontecendo com Otto? Como podemos ajudá-lo?”

Por Amagoya Garcia, adestradora e franqueada da Cão Cidadão

Olá, Gerson!

Não sabemos ao certo o que ocorreu com o Otto, mas parece que ele está bastante desconfiado e com medo, além da tristeza que você citou.

É fundamental levá-lo ao veterinário para descartar qualquer possibilidade de doença. Caso não haja a necessidade de intervenção médica, a dica é pensar em um treino baseado em reforço positivo, ou seja, com associações positivas às situações diversas do dia a dia.

Me parece que o Otto precisa se sentir mais confiante para conseguir ter uma vidinha normal. Deixar o ambiente em que ele fica aconchegante e seguro pode ajudar neste processo. A disposição do banheiro e da comidinha também é uma questão importante a ser avaliada. Um deve estar longe do outro.

Também pode ter ocorrido algo ruim que o deixou assim, como algum trauma relacionado a pessoas. Um sinal de que esse pode ser o ponto da questão é ele não fazer absolutamente nada na frente de vocês.

Treino

Comecem se aproximando bem aos poucos do amigo, mas sempre deixando-o à vontade. O Otto precisa perceber que a presença da família só traz coisas agradáveis a ele, como ganhar um petisco, um carinho, um brinquedo.

É preciso ter muita paciência nos treinamentos com ele. Brinquedos recheáveis (aqueles que acoplam um alimento) talvez ajudem bastante.

Se perceber que os agrados não são tão interessantes ao pet, ofereça um peito de frango cozido ou algo mais apetitoso.

Seguindo algumas dicas sobre como deixar o ambiente adequado para o cão, além de procurar saber quais os medos dele, por meio destes sinais, com certeza o bem-estar do amigo será ampliado.

Se precisar de ajuda para lidar com este problema conte com a equipe de adestradores da Cão Cidadão.