Ronaldinho Gaúcho escreve carta emocionante para seu eu de 8 anos e cita seu amigo canino Bombom

Tendo como ideia inicial a possibilidade de aconselharem a si mesmos quando tinham 8 anos, as estrelas abrem seus corações e compartilham sua histórias de vida

por Samantha Kelly — publicado 13 jan 2017 - 19:33

Foto: EDGAR RODTMANN/LAIF/REDUX

Idealizado pelo ex-jogador de basebol Derek Jeter, o site The Players’ Tribune traz através da sessão ‘Carta para mim mesmo quando jovem’ diversos textos de grandes nomes do esporte mundial com uma premissa que promete mostrar ao público um outro lado de seus ídolos.

Tendo como ideia inicial a possibilidade de aconselharem a si mesmos quando tinham 8 anos, as estrelas abrem seus corações e compartilham sua histórias de vida, estas recheadas de superação e aprendizados.

Na última semana, o escolhido da vez foi Ronaldinho Gaúcho e o craque falou desde a traumática morte de seu pai, até a importância de seu pet, o vira-lata Bombom.

Confira o relato emocionante abaixo:

 

Caro Ronaldinho de 8 anos de idade,

Amanhã, quando você voltar para casa depois de ter jogado futebol, vai ter muita gente em sua casa. Seus tios, amigos da família e algumas pessoas que você não vai reconhecer estarão na cozinha. A princípio, você pensará que se trata de uma festa. Todos estarão lá para comemorar os 18 anos de seu irmão, Roberto.

Geralmente, quando você volta para casa depois do futebol, sua mãe está sempre rindo ou fazendo algum tipo de piada.

Mas desta vez ela estará chorando.

Então, você vai ver Roberto. Ele colocará o braço em volta dos teus ombros e vai te levar para o banheiro para que vocês possam estar num local mais reservado. Ele vai te contar algo que você não irá compreender.

“Houve um acidente. Papai se foi. Ele morreu”

Essa notícia não fará sentido para você.  O que isso quer dizer? Quando é que o papai volta? Como é que ele pode ter ido embora?

O papai é quem dizia para você para usar e abusar da sua criatividade em campo; é ele quem dizia para você fazer o jogo bonito – para você apenas brincar com a bola. Ele acreditou em você mais do que qualquer outra pessoa. Quando Roberto começou a jogar profissionalmente pelo Grêmio no ano passado, o papai disse: “Roberto é muito bom, mas prestem atenção no irmão mais novo dele que está chegando”.

O papai foi um super-herói. Ele gostava tanto de futebol que, mesmo depois de trabalhar durante a semana, ele ainda trabalharia na segurança do estádio do Grêmio nos finais de semana. Como é que você jamais o encontraria novamente? Você não entenderá o que seu irmão Roberto está contando para você.

Você não ficará triste imediatamente.  A tristeza virá com o tempo. Daqui a alguns anos, você aceitará que o papai jamais retornará à terra. Mas o que eu quero que você entenda é que, todas as vezes que você estiver com a bola nos pés, papai estará com você.

Quando você tem uma bola de futebol aos seus pés, você está livre. Você está feliz. É quase como se você estivesse ouvindo música. É aquela sensação que faz você querer espalhar alegria para os outros.

Você tem sorte porque você tem Roberto. Mesmo que ele seja dez anos mais velho do que você, ainda que ele já esteja jogando pelo Grêmio como profissional, Roberto estará sempre ao seu lado. Ele não será apenas seu irmão, ele será como um pai para você. E mais do que isso: ele será seu herói.

Você vai querer jogar como ele, você vai querer falar como ele. Todas as manhãs, quando você estiver a caminho do Grêmio – você jogando com os atletas mais jovens; ele jogando com o time profissional – você irá para o vestiário com o seu irmão mais velho, uma estrela do futebol. E todas as noites, quando você for dormir, você pensará: eu posso dividir o quarto com o meu ídolo

Não existem pôsteres no quarto que vocês dividem, apenas um aparelho simples de TV. Não faz diferença porque vocês não terão tempo para assistir a nenhum jogo juntos. Quando Roberto não estiver viajando para jogar pelo Grêmio, ele está levando você por aí para jogar mais futebol.

Nas imediações onde você mora, em Porto Alegre, existe tráfico de drogas e criminalidade e todo esse tipo de coisa. Vai ser difícil, mas enquanto você estiver jogando futebol – nas ruas, no parque, com seu cachorro – você se sentirá seguro.

Sim, eu disse isso mesmo: seu cachorro. Ele será um defensor incansável.

Você jogará com Roberto. Você jogará com outros garotos e com rapazes mais velhos no parque.  Mas, eventualmente, todo mundo ficará cansado – e você vai querer continuar jogando. Portanto, sempre leve seu cachorro, Bombom, junto com você. Bombom é um vira-lata. Um típico cachorro do Brasil. E no Brasil até mesmo os cachorros gostam de futebol. Bombom será perfeito para praticar os dribles e para colocar em prática seu estilo… e talvez Bombom seja a primeira vítima de um dos seus famosos elásticos.

Daqui a alguns anos, quando você estiver jogando na Europa, alguns defensores farão você se lembrar de Bombom…

 

Para ler o restante, acesse aqui o texto na íntegra.

Cadelinha mantida presa por usuários de droga é resgatada por agentes da Polícia Federal

por Andrezza Oestreicher — publicado 9 dez 2017 - 18:38

As drogas podem ser as causadoras de graves problemas, como furtos, roubos, podem causar ainda a destruição de famílias e até morte, principalmente dos seus usuários.

No Paraná, mais um grave problema que tem as drogas como causa foi descoberto pela Polícia Federal. Usuários de drogas, mais especificamente de crack, estavam prendendo cachorros para que eles fossem abatidos e comidos, como churrasco.

Mãezinha é um dos animais que teve a sua vida salva pelos policiais.

 » Read more about: Cadelinha mantida presa por usuários de droga é resgatada por agentes da Polícia Federal  »

Policiais salvam filhotes de cachorro que estavam trancados dentro de mala abandonada na estrada

por Andrezza Oestreicher — publicado 9 dez 2017 - 9:32

Os seres humanos, ditos racionais, são capazes de crueldades contra animais a que custamos acreditar terem sido feitas de propósito, mas são.

Na madrugada do último domingo, dia 3 de dezembro, três pequenos filhotes de cachorro foram encontrados dentro de uma mala fechada que estava abandonada na beira de uma estrada em Navegantes, no Litoral Norte de Santa Catarina.

Os animais, que têm cerca de dois meses, foram resgatados por policiais do pelotão de patrulhamento tático da PM.

 » Read more about: Policiais salvam filhotes de cachorro que estavam trancados dentro de mala abandonada na estrada  »

Comerciante toma cachorro de mulher que não pagou dívida em sua loja

por Andrezza Oestreicher — publicado 8 dez 2017 - 9:33

Em Curitiba, policiais foram chamados para resgatar um cachorro depois que o animal foi levado da própria casa e feito de refém por um comerciante local.

De acordo com o delegado que está no comando das investigações do caso, o acusado afirmou que a dona do animal comprou flores e vasos em sua floricultura e ficou devendo cerca de R$ 1,2 mil.

Na noite da última terça-feira, dia 5 de dezembro, o dono da floricultura,

 » Read more about: Comerciante toma cachorro de mulher que não pagou dívida em sua loja  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Cadelinha mantida presa por usuários de droga é resgatada por agentes da Polícia Federal

por Andrezza Oestreicher — publicado 9 dez 2017 - 18:38

As drogas podem ser as causadoras de graves problemas, como furtos, roubos, podem causar ainda a destruição de famílias e até morte, principalmente dos seus usuários.

No Paraná, mais um grave problema que tem as drogas como causa foi descoberto pela Polícia Federal. Usuários de drogas, mais especificamente de crack, estavam prendendo cachorros para que eles fossem abatidos e comidos, como churrasco.

Mãezinha é um dos animais que teve a sua vida salva pelos policiais.

A fofa cadelinha vivia junto com outros cachorros às margens do rio Paraná, próximo à Ponte da Amizade, entre Brasil e Paraguai. Apesar de abandonados, os animais poderiam ser considerados bem, na medida do possível.

Cadela prestes a virar churrasco de usuários de crack foi salva por agentes da PF. (Foto: Reprodução / Folha Press / Bruno Santos)

Até o dia em que usuários de drogas passam a viver no mesmo espaço que esses cães e a prender os animais para o consumo próprio. Isso mesmo, os cachorros que vivam por ali antes dos novos moradores passam a ser mortos para serem feitos de churrasco.

Felizmente, a Polícia Federal descobriu o local a tempo de salvar a cadela Mãezinha. Agentes da PF foram até a região para verem um antigo estaleiro e estudarem as mudanças necessárias para abrigar ali uma base naval da corporação.

Ao ser encontrada, a cadela estava bastante abatida e tremendo de medo em meio a restos de ossos e carne de cachorro em espetos improvisados espalhados pelo chão. Além disso, de acordo com os policiais, Mãezinha estava com uma aparência de quem não estava sendo alimentada já há alguns dias.

Além de darem água, comida e um nome para a cadela, os agentes adotaram o animal e decidiram ficar com a Mãezinha de vez.

“Hoje ela faz parte do nosso efetivo”, afirmou Celso Calori, subchefe do Nepom (Núcleo Especial de Polícia marítima), da PF.

Depois de inaugurada, a nova base do Nepom fez com que todo o entorno do local, que antes era tomado por usuários de drogas e até contrabandistas paraguaios, fosse modificado e transformado em um lugar diferente e novo.

Mãezinha vive muito feliz com sua nova e grande família e nenhum animal voltou a aparecer morto pelo local.

Fonte: Stúdio.fm / Folha Press

Policiais salvam filhotes de cachorro que estavam trancados dentro de mala abandonada na estrada

por Andrezza Oestreicher — publicado 9 dez 2017 - 9:32

Os seres humanos, ditos racionais, são capazes de crueldades contra animais a que custamos acreditar terem sido feitas de propósito, mas são.

Na madrugada do último domingo, dia 3 de dezembro, três pequenos filhotes de cachorro foram encontrados dentro de uma mala fechada que estava abandonada na beira de uma estrada em Navegantes, no Litoral Norte de Santa Catarina.

Os pequenos cães estavam dentro de uma bolsa de viagem fechada e abandonada na estrada. (Foto: Reprodução / PM / Divulgação)

Os animais, que têm cerca de dois meses, foram resgatados por policiais do pelotão de patrulhamento tático da PM. “Estávamos fazendo patrulhamento de rotina e vimos a mala no cantinho da estrada, era grande, verde, destoava. Paramos e abrimos para ver”, contou o comandante do tático em Navegantes, o tenente Bruno Monteiro, ao site G1.

Ainda de acordo com o tenente, os pequenos cãezinhos estavam muito desesperados. Em seguida, os animais foram levados para o batalhão, onde beberam bastante água, receberam alimento e finalmente puderam descansar. “Tinha minha marmita da janta, piquei o frango e dei para eles. Depois dormiram no meu colo”, disse o tenente Bruno Monteiro.

Felizmente, os três cachorros, todos sem raça definida, rapidamente ganharam novas famílias depois que os policiais divulgaram o caso nas redes sociais. Dois cães foram adotados por um policial e o terceiro animal foi adotado por um morador de Balneário Piçarras.

Os animais foram salvos por policiais, que resgataram e cuidaram dos filhotes. (Foto: Reprodução / PM / Divulgação)

“Apesar de estar acostumado com situações em que há animais vítimas de maus tratos, sempre surpreende a maldade do ser humano, em deixá-los ali. Nos primeiros raios de sol eles iriam morrer sufocados”, desabafou o tenente.

Fonte: G1