Curiosidades sobre o 11/09 – World Trade Center e os cachorros

Veja algumas curiosidades e fatos sobre os cães e o 11 de setembro

por Fabio Sakita — publicado 11 set 2013 - 15:18

O dia 11 de Setembro de 2001 ficou marcado pelos ataques terroristas ao World Trade Center na qual culminou com a queda das torres gêmeas. Bombeiros e policiais de diversas regiões do país foram deslocados para ajudar no resgate a vítimas e com eles foram também os cães.

Diversos cachorros participaram no resgate as vítimas do 11 de Setembro. Foto: Reprodução / Google

Veja algumas curiosidades e fatos sobre os cães e o 11 de setembro:

  • Poucas horas após a queda das torres, uma equipe de cães especialistas em resgate já estavam no local para ajudar.
  • Mais de 350 cães das mais variadas raças participaram dos resgates, entre elas Dachshunds, Labradores, Pastores Alemães, Rottweilers entre outras.
  • Appollo, um Pastor Alemão da unidade K-9 da polícia foi o primeiro cachorro a chegar ao local. Ele quase perdeu a vida em serviço quando foi atingido por pedaços do prédio que caíam, deixando Appollo em chamas, mas foi rapidamente socorrido. Posteriormente Apollo recebeu diversas condecorações por sua bravura e serviços prestados.
  • Outros 300 cachorros foram chamados para auxiliar a confortar as pessoas após os ataques, trabalhando como cães terapêuticos.
  • Os cães chegavam a trabalhar 16 horas por dia, a maioria ficou no local de 7 a 14 dias em buscas de sobreviventes.
  • 2 Labradores, Salty e Roselle, trabalhavam como cães-guias e estavam dentro do World Trade Center, ambas conseguiram se salvar após descer os mais de 70 andares com seus donos cegos.
  • Muitos cachorros que trabalharam no resgate precisaram de uma ajuda veterinária, vários deles tiveram problemas respiratórios devido a inalação de gases tóxicos.
  • Alguns cachorros que estavam dentro das torres ajudando os bombeiros, perderam suas vidas quando ambos os prédios entraram em colapso.
  • O 11 de Setembro teve o maior número de cães de resgate trabalhando da história dos EUA.
deixe seu comentário: