Estudo analisa os diferentes formatos de pupilas em animais e o porquê de sua evolução distinta

Um grupo de cientistas analisou as pupilas de animais terrestres e os três diferentes tipos de pupilas em 214 espécies.

por Samantha Kelly — publicado 18 ago 2015 - 13:37

Há muito despertando a curiosidade, os olhos sempre foram uma parte da anatomia digna de inspiração e objeto de estudo. São a primeira coisa que vemos em alguém e, se você já prestou atenção mais profundamente, sem dúvida notou que há formatos bem distintos entre uma espécie e outra. E mesmo hoje, depois de muita análise, elas ainda continuam surpreendendo.

Para desvendar mais um pedaço desse quebra-cabeças, um grupo de cientistas analisou as pupilas de animais terrestres e os três diferentes tipos de pupilas (verticais, horizontais e redondas). Um dos intuitos principais foi entender a relação entre a evolução de seus formatos e a sobrevivência das espécies.

Os pesquisadores da University of California coletaram informações das pupilas de 214 espécies. Foram analisados o formato da pupila, a localização dos olhos na cabeça e o estilo de vida do animal – se eram predadores ou presa, ativos durante o dia ou a noite, etc.

Após analisar todo o conteúdo, um padrão claro começou a se desenhar. Incrivelmente, o formato da pupila de um animal é mais ligada ao tamanho do animal e se ele é um predador ou presa.

Animais com abertura vertical são mais prováveis de serem predadores de emboscada, ou seja, eles esperam a sua presa e utilizam o elemento de surpresa para realizar ataque. Porque esses predadores precisam definir com precisão a distância da presa, a abertura vertical possui característica óticas que a tornam ideais para essas situações. Essa regra se aplica apenas a animais baixos, para que seus olhos sejam próximos ao chão.

Por exemplo, enquanto as raposas, da linhagem dos canídeos, têm pupilas verticais, os cachorros e lobos possuem pupilas redondas. Gatos domésticos possuem pupilas verticais, porém grandes felinos, como leões e tigres, têm pupilas redondas.

No geral, pupilas redondas parecem ser mais comuns em animais mais altos, caçadores que ativamente perseguem suas presas.

Em contrapartida, se é um tipo de animal que normalmente tem um papel de presa, é mais provável que ele tenha pupilas horizontais e olhos localizados mais para o lado da cabeça, dando uma visão panorâmica dos perigos em sua volta.

Essa característica, entretanto, só funcionaria de fato se as pupilas do animal fossem paralelas ao horizonte. O que na prática, com tanta movimentação, como animais como ovelhas e cavalos, que estão constantemente baixando suas cabeças para se alimentarem, manteriam essa posição ideal. A resposta veio com uma análise deles em ação no cotidiano e o resultado realmente foi surpreendente. Quando eles abaixam suas cabeças, seus olhos rotacionam na cabeça para manter o paralelismo com a linha do cão, fazendo com que os olhos girem em direções opostas na cabeça.

O estudo foi publicado no jornal Science Advances e pode ser lido aqui.

 

Dog eye close-up macro with reflection

Dog eye close-up macro with reflection

 

Fonte para o artigo: NPR

Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly

por Samantha Kelly — publicado 21 jun 2018 - 9:52

O auxílio canino no caso da morte de Vitória Gabrielly tem sido fundamental. Ate agora, tanto um pet quanto uma equipe de cães especializados, foram peças chaves na investigação do crime.

Em um primeiro momento, enquanto a polícia ainda tentava encontrá-la e havia a esperança da menina ainda estar viva, a pista da localização exata do paradeiro de Vitória veio de um catador de latinhas que estava passeando com seu cachorro.

O pet ficou intrigado com o cheiro forte que vinha da mata e começou a latir sem parar.

 » Read more about: Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly  »

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio,

 » Read more about: Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama  »

Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 7:02

O incidente é tão absurdo que é difícil acreditar como alguém pode ser tão insensível em relação a vida do próximo.

Operários em uma estrada de Agra, na Índia, não se deram o trabalho de mover um cachorro que dormia no local enquanto eles recapeavam a rua e seguiram com o dia como se não houvesse ninguém ali. Sim, eles construíram a rua em cima do cachorro e ele morreu após ter sido esmagado pelo rolo compressor enquanto os trabalhadores nivelavam a rua.

 » Read more about: Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly

por Samantha Kelly — publicado 21 jun 2018 - 9:52

O auxílio canino no caso da morte de Vitória Gabrielly tem sido fundamental. Ate agora, tanto um pet quanto uma equipe de cães especializados, foram peças chaves na investigação do crime.

Em um primeiro momento, enquanto a polícia ainda tentava encontrá-la e havia a esperança da menina ainda estar viva, a pista da localização exata do paradeiro de Vitória veio de um catador de latinhas que estava passeando com seu cachorro.

O pet ficou intrigado com o cheiro forte que vinha da mata e começou a latir sem parar. Foi graças a reação estranha do cachorro que o tutor foi verificar se havia de fato algo errado. Foi então que ele acabou se deparando com o corpo da menina, que se encontrava no mesmo local há 4 dias.

Após a confirmação da morte e localização do corpo, a próxima fase da investigação contou com a ajuda de Bazuka, Adaga e Duke, cães farejadores do grupo GBR. Através de odores de suspeitos fornecidos pela polícia, os cães vasculharam a área delimitada e verificaram se os cheiros poderiam ser encontrados no local.

Apesar da equipe envolvida não poder contar muito sobre o resultado para não atrapalhar o trabalho investigativo, o treinador dos cães afirma que os animais confirmaram a presença de alguns dos odores no local.

 

Foto: Reprodução/Record

 

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio, o que salva bastante espaço. Dá até para adicionar uma proteção na escada para evitar acidentes.

Elas são feitas com excelente qualidade e o preço, apesar de ser salgado (começa em US $ 420 e, para a opção mais cara, você precisa desembolsar mais de US $ 1.500), ainda são uma ótima ideia e opção para quem pode pagar.

Queremos opções mais acessíveis para ontem!