Estudos comprovam que cães de terapia ajudam no bem-estar de veteranos de guerra

O estudo descobriu que os cães de terapia tiveram uma influência positiva sobre a saúde e o bem-estar dos veteranos mais velhos, que conseguiram sentir o amor e o apoio vindos dos animais

por Andrezza Oestreicher — publicado 9 fev 2018 - 18:44

Ao voltarem para casa, muitos antigos soldados que estiveram em guerra demoram a conseguir se recuperar, tanto fisicamente quanto mentalmente. Para muitos desses veteranos, é muito difícil conseguir esquecer ou conviver com tudo o que viram e viveram depois de voltar para suas casas, onde está tudo bem.

Além disso, muitos veteranos de guerra podem sofrer de Transtorno de Estresse Pós-Traumático (TSPT) como resultado de suas experiências de combate, cujos efeitos tendem a piorar com a idade.

Pensando em encontrar uma forma de trazer mais conforto e ajudar no bem-estar de veteranos de guerra mais antigos, A Universidade McMaster e as Universidades de Saskatchewan e Regina, no Canadá, fizeram uma pesquisa em conjunto para saber quais os reais benefícios que cães de terapia poderiam trazer para esses antigos combatentes mais velhos.

O estudo, que contou com o apoio e parceria da St. John’s Ambulance Therapy Dog Program, analisou como visitas regulares de cães de terapia poderiam influenciar a vida de veteranos que vivem no Veterans Affairs Canada, um lar para antigos combatentes no Canadá.

De acordo com a pesquisa, a interação com os cães de terapia melhorou o bem-estar dos antigos veteranos de guerra. (Foto: Reprodução / McMaster University)

Durante 13 semanas os veteranos receberam visitas semanais de cães de terapia juntamente com seus treinadores. As visitas eram feitas em grupo ou individualmente com cada antigo combatente e duravam cerca de 30 minutos, durante os quais os veteranos brincavam e interagiram com os animais.

“Trabalhamos com adultos mais velhos com uma história de serviço militar que poderiam se beneficiar de uma maior interação social para entender a contribuição de animais de terapia para veteranos que vivem em um ambiente de cuidados prolongados”, explicou James Gillett, professor associado do Departamento de Saúde Envelhecimento e Sociedade da Universidade McMaster e corresponsável pelo projeto que também incluiu pesquisadores das Universidades de Saskatchewan e Regina e numerosas parcerias comunitárias.

O estudo descobriu que os cães de terapia tiveram uma influência positiva sobre a saúde e o bem-estar dos veteranos mais velhos e que o amor e o apoio que eles receberam de cães de terapia puderam aliviar significativamente o isolamento, pois muitos deles já haviam relatado sentimentos de solidão ou tédio social, e também ajudaram a trazer lembranças positivas e ofereceram oportunidades para que os veteranos relembrassem velhas histórias.

Além disso, a pesquisa também mostrou que os cães de terapia podem potencialmente ajudar a atender às necessidades de saúde da população crescente de veteranos mais jovens.

Os cães fizeram com que os veteranos se sentissem menos solitários. (Foto: Reprodução / Pinterest)

Muitos desses veteranos não se sentiam à vontade com outras pessoas e ficavam ansiosos quando precisavam interagir com os outros, mas os cães ajudaram bastante e fizeram esses homens ficarem à vontade para conversar com os treinadores, que sempre acompanhavam os animais. “Os cães eram como um catalisador social, ou uma ponte para os veteranos”, diz Gillett.

Além de se abrirem, ficarem mais à vontade e se sentirem menos solitários, muitos veteranos também afirmaram que sentiram o amor e o apoio dos cachorros e que acabaram desenvolvendo um vínculo com os cães de terapia e seus treinadores. Eles descreveram as visitas como “reconfortantes”, “divertidas” e “relaxantes”.

Apesar de tudo isso, Gillett afirma que é preciso fazer mais pesquisas antes de incorporar formalmente cães de terapia nos cuidados deste grupo de pessoas.

“Precisamos desenvolver um conjunto de melhores práticas e conhecimentos em torno de como, e em que circunstâncias, as intervenções com cães de terapia podem ser valiosas, tanto para a pessoa envolvida quanto para o animal”, comenta o pesquisador.

Fonte: McMaster University

Homem encontra cachorro perdido em frente a portão de fazenda

por Andrezza Oestreicher — publicado 17 fev 2018 - 9:34

Edi Paulo Dalbosco, policial aposentado, logo percebeu quando um cãozinho apareceu, no dia 13 de fevereiro, do lado de fora de uma fazenda localizada na região da zona rural de São Francisco de Paula, na Serra do Rio Grande do Sul, região onde vive.

De acordo com o Sr. Edi, ele até chegou a tentar levar o cachorro perdido para a sua casa, onde tem outros dois cães, mas o animal não quis sair de jeito nenhum de onde estava.

 » Read more about: Homem encontra cachorro perdido em frente a portão de fazenda  »

Mãe e filha escolhem o mesmo presente uma para outra e família ganha dois cachorros

por Andrezza Oestreicher — publicado 16 fev 2018 - 9:33

No dia 14 de fevereiro é comemorado o Valentine’s Day (ou dia de São Vallentin) em muitos países do mundo. A data é como o Dia dos Namorados para nós brasileiros, porém ainda mais amplo, pois, além de casais e romance, também são celebradas as relações de amor de amizade e entre familiares, como mães e pais e seus filhos.

Nos Estados Unidos, um vídeo que mostra o momento em que mãe e filha trocam presentes acabou viralizando nas redes sociais.

 » Read more about: Mãe e filha escolhem o mesmo presente uma para outra e família ganha dois cachorros  »

Fernanda Paes Leme se despede de cadelinha com textos emocionantes

por Andrezza Oestreicher — publicado 15 fev 2018 - 18:45

A dor de perder um cachorro tão amado e que faz parte da família é sempre muito grande e quando não é possível se despedir do animal chega a machucar ainda mais.

Fernanda Paes Leme passou por essa dor no começo deste ano, 2018, quando sua cadelinha chamada Trinity morreu enquanto a atriz e apresentadora estava em outra cidade.

A cadela, que é da raça Bull Terrier, tinha cerca de 10 anos e foi um presente de Fernanda para seu irmão,

 » Read more about: Fernanda Paes Leme se despede de cadelinha com textos emocionantes  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Homem encontra cachorro perdido em frente a portão de fazenda

por Andrezza Oestreicher — publicado 17 fev 2018 - 9:34

Edi Paulo Dalbosco, policial aposentado, logo percebeu quando um cãozinho apareceu, no dia 13 de fevereiro, do lado de fora de uma fazenda localizada na região da zona rural de São Francisco de Paula, na Serra do Rio Grande do Sul, região onde vive.

De acordo com o Sr. Edi, ele até chegou a tentar levar o cachorro perdido para a sua casa, onde tem outros dois cães, mas o animal não quis sair de jeito nenhum de onde estava. Ele afirmou ainda que conversou com vizinhos para saber se alguém conhecia o animal, mas nenhum deles sabia de quem era o cachorro.

O cachorro não quer sair da frente deste portão que dá acesso a uma fazenda. (Foto: Reprodução / G1 / Edi Paulo Dalbosco)

O homem não pensa que o animal tenha sido abandonado. Ele acredita que o cachorro vive na fazenda ou deve ser dos proprietários do local. Ainda de acordo com o Sr. Edi, os donos do sítio vão até lá apenas nos finais de semana.

“Tem um pessoal que tem um sítio, fazenda, que vem no fim de semana e volta para a cidade. Provavelmente o cachorro se perdeu, seguiu o rastro até o portão e ficou ali esperando. Tentei chamar ele aqui para a minha morada, onde tenho mais dois, mas ele preferiu ficar”, contou o homem, que ficou preocupado com o cão e levou comida e água para ele.

Ainda na noite da última quinta-feira, dia 15 de fevereiro, o cão continuava no mesmo local. O Sr. Edi espera que os proprietários da fazenda visitem o local neste fim de semana e que o animal seja mesmo deles.

Caso alguém tenha informações que ajudem a encontrar os tutores do cachorro, é só entrar em contato através do número (54) 99954-9644.

Fonte: G1

Mãe e filha escolhem o mesmo presente uma para outra e família ganha dois cachorros

por Andrezza Oestreicher — publicado 16 fev 2018 - 9:33

No dia 14 de fevereiro é comemorado o Valentine’s Day (ou dia de São Vallentin) em muitos países do mundo. A data é como o Dia dos Namorados para nós brasileiros, porém ainda mais amplo, pois, além de casais e romance, também são celebradas as relações de amor de amizade e entre familiares, como mães e pais e seus filhos.

Nos Estados Unidos, um vídeo que mostra o momento em que mãe e filha trocam presentes acabou viralizando nas redes sociais. O motivo? Ambas escolheram o mesmo presente uma para a outra, um cachorrinho.

Como tinham perdido o cãozinho da família há pouco tempo, tanto a mãe quanto a filha acharam que a data seria uma ótima oportunidade para trazer um novo peludo para casa. Porém, elas nunca imaginaram que ambas teriam a mesma ideia.

Alguns dias antes do Valentine’s Day, a filha levou um cachorrinho para casa para dar de presente para a sua mãe e resolveu filmar o momento da entrega. A surpresa foi quando sua mãe entrou no quarto também segurando um pequeno cãozinho para dar para a jovem.

A filha decidiu publicar o vídeo mostrando tudo, incluindo a surpresa de ambas, nas redes sociais. “Meu cachorro morreu, então pensei que seria uma boa ideia presentear minha mãe com um cachorro. E ela pensou que seria uma boa ideia me surpreender com um cãozinho. Longa história. Meu pai vai nos matar… temos um grande problema”, escreveu a jovem Natalie Rice em seu perfil no Twitter.

O vídeo fez tanto sucesso que muitas pessoas quiseram saber o que aconteceu com os cães e se o pai aceitou os dois.

A família não só ficou com os dois cachorros como criou um perfil no Instagram para dividir o dia a dia dos animais com os seguidores.

Fonte: Estadão