Por que meu cachorro parece saber que horas são?

Seria a quantidade de luz, algum cheiro imperceptível aos nossos olfatos ou a própria rotina que entregariam os eventos corriqueiros do dia?

por Samantha Kelly — publicado 25 jul 2015 - 19:32

Essa ainda é uma pergunta que causa muito debate entre os pesquisadores e especialistas em comportamento canino. Teoricamente, ainda não há uma resposta fechada.

Para os tutores caninos, muitos irão atestar que de fato seus cães parecem antecipar situações rotineiras, como o retorno do trabalho de membros da família, a hora de comer ou do passeio. É como se eles entendessem o conceito de tempo, mesmo este sendo uma invenção humana tão abstrata.

Seria a quantidade de luz, algum cheiro imperceptível aos nossos olfatos ou a própria rotina que entregariam os eventos corriqueiros do dia?

Cientistas cognitivos têm grande interesse em entender como os animais formam a memória, principalmente porque os ajuda a penetrar nos mistérios de como os diferentes cérebros funcionam.

Foto: Reprodução.

Foto: Reprodução.

A memória de longo termo é dividida em duas categorias: memória implícita, nos auxiliando a praticar tarefas que já fizemos e repetimos por diversas vezes; e a memória declarativa, onde nós guardamos as experiências e informações que formam as histórias de nossas vidas.

Segundo Pavlov, cães e outros animais possuem memórias implícitas, utilizadas para o tipo de aprendizado tentativa e erro ou para respostas condicionadas. Entretanto, ainda há dúvidas se os animais não-humanos possuem memória declarativa, em outras palavras, se os animais teriam a habilidade de lembrar eventos passados.

Enquanto há muita evidência sugerindo que cães lembrem de pessoas e eventos, ainda é uma questão em aberto se eles conseguem viajar no tempo em suas mentes. A falta de respostas se dá porque os cachorros foram por muito tempo negligenciados em pesquisas. Os cientistas acreditavam que, já que os cães eram domesticados, não poderiam provar como a espécie natural se comporta. Apenas nos últimos 15 anos que houve uma maior análise na espécie.

Apesar de deixar claro que ainda não há evidências científicas, Locky Stewart, diretor do Dognition, sugere algumas teorias e ideias interessantes que explicariam o comportamento do pet em antecipar o horário da refeição.

Cães, como a maioria dos mamíferos, possuem ritmo circadiano, um senso interno que os diz quando devem dormir ou serem mais ativos. Seria então uma reação corporal, e não mental, que estaria detectando o horário. Então, se o cachorro está acostumado a comer em uma determinada hora, seu corpo se acostuma e fica com fome naquele período.

Mais uma explicação seria a habilidade dos animais de lerem sinais no ambiente, como a intensidade da luz ou um ruído específico.

Outros pesquisadores sugerem que os cães utilizam seus avançados sensos de olfato para identificar quanto tempo passou desde que um evento ocorreu. Depois que o tutor sai de casa, seu cheiro vai gradativamente esvaecendo à medida que as horas vão passando. Se o seu horário é relativamente regular, há uma possibilidade de o seu cão ter ligado a intensidade do seu cheiro à hora que você normalmente chega em casa.

No experimento trasmitido pelo canal inglês BBC e feito com a cadela Jazz, que parecia sempre prever a hora quando seu tutor estaria chegando, os pesquisadores a enganaram espalhando o odor de seu tutor pela casa um pouco antes dele retornar do trabalho. Diferente dos outros dias, Jazz se mostrou suspresa quando o tutor voltou para casa do trabalho. O horário foi o mesmo, porém, dessa vez o odor era mais forte.

Apesar de não ser uma prova concreta, não deixa de ser mais uma peça para o quebra cabeça. Com a atenção que os cães estão agora recebendo, é questão de tempo para que essa pergunta seja respondida de uma vez por todas.

 

 

Fonte: Wired, Dognition.

Tata Werneck adota cãozinho deficiente da Ampara Animal

por Samantha Kelly — publicado 23 ago 2017 - 8:41

A musa do humor brasileiro mais uma vez deixou claro que o seu talento é proporcional ao seu coração.

Já mãe de 14 pets, ela abriu as portas de sua casa novamente, agora para um cachorro especial que foi regatado através do incrível trabalho que a Ampara Animal realiza.

Meu novo filho! Doida pra chegar e te dar todo amor que vc não recebeu! Pra cuidar de todas as feridas que pessoas maldosas fizeram com vc!

 » Read more about: Tata Werneck adota cãozinho deficiente da Ampara Animal  »

Adolescentes gravam símbolo da suástica na cabeça de um Chihuahua e assustam família

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 ago 2017 - 18:23

No Arizona, Estados Unidos, um cãozinho com um símbolo da suástica pintado na cabeça deixou uma família bastante aterrorizada.

Uma mulher ficou chocada quando o animal, que é de um vizinho, apareceu na porta de sua casa. O medo que ela sentiu é fácil de explicar.

A suástica é como uma marca da raça ariana e foi muito utilizada pela Alemanha Nazista, período em que os alemães acreditavam que sua raça era a pura e havia muito preconceito com outros povos.

 » Read more about: Adolescentes gravam símbolo da suástica na cabeça de um Chihuahua e assustam família  »

Empresa customiza drone para passear com seu cachorro

por Samantha Kelly — publicado 22 ago 2017 - 10:49

A empresa britânica DronesDirect.co.uk está personalizando o drone Phantom 4 para possibilitar que a máquina passei com seu cachorro.

Pelo precinho nada camarada de £2 mil (aproximadamente R$8 mil), o Dog Drone tem uma coleira retráctil e um dispositivo contra colisão que o impediria de bater em obstáculos no caminho.

Para o tutor restaria apenas fazer o download da rota e teoricamente sentar e relaxar enquanto o drone faz todo o trabalho.

 » Read more about: Empresa customiza drone para passear com seu cachorro  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Tata Werneck adota cãozinho deficiente da Ampara Animal

por Samantha Kelly — publicado 23 ago 2017 - 8:41

A musa do humor brasileiro mais uma vez deixou claro que o seu talento é proporcional ao seu coração.

Já mãe de 14 pets, ela abriu as portas de sua casa novamente, agora para um cachorro especial que foi regatado através do incrível trabalho que a Ampara Animal realiza.

Meu novo filho! Doida pra chegar e te dar todo amor que vc não recebeu! Pra cuidar de todas as feridas que pessoas maldosas fizeram com vc! E juntos seremos mto felizes! E obrigada @amparanimal ! Por todo cuidado que tem com os bichos que (não consigo entender) algumas pessoas não têm capacidade de ter!

Foto: Reprodução/Instagram

Nino já aparece muito confortável e se familiarizando com sua nova moradia em vídeos postados nas redes por Tata e seu companheiro Rafael Vitti.

O fato dele não ter uma perna não muda em nada sua disposição e capacidade de amar e só prova que todos merecem uma segunda chance.

Nino tá feliz 😁 @amparanimal @tatawerneck

A post shared by Rafael Vitti (@rafaavitti) on

Deitei no tapete mesmo esperando mamãe chegar 😍❤️

A post shared by Tata Werneck (@tatawerneck) on

Adolescentes gravam símbolo da suástica na cabeça de um Chihuahua e assustam família

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 ago 2017 - 18:23

No Arizona, Estados Unidos, um cãozinho com um símbolo da suástica pintado na cabeça deixou uma família bastante aterrorizada.

Uma mulher ficou chocada quando o animal, que é de um vizinho, apareceu na porta de sua casa. O medo que ela sentiu é fácil de explicar.

A suástica é como uma marca da raça ariana e foi muito utilizada pela Alemanha Nazista, período em que os alemães acreditavam que sua raça era a pura e havia muito preconceito com outros povos.

Por ter origem hispânica e ter três filhos adotivos que também possuem diferentes origens, a mulher, que preferiu não se identificar, ficou bastante apreensiva ao ver aquele símbolo tão próximo.

Adolescentes pintaram o símbolo na cabeça do cão com esmalte e disseram que tudo não passou de uma “piada”. (Foto: Reprodução / Kare 11 / KPNX)

Oficiais do Departamento de Polícia de Glendale foram chamados e conseguiram descobrir rapidamente quem tinha feito aquilo com o cachorro. Preocupados de que o cão estivesse sofrendo negligências, eles foram até a casa onde o animal vive.

Na residência, os oficiais foram informados de que o caso não passou de uma “pegadinha”, uma “brincadeira de adolescentes”.

Dois adolescentes, um filipino e um negro (que também sofreriam preconceito dos Nazistas por não se enquadrarem no perfil da “raça ariana” alemã), admitiram que pintaram a suástica na cabeça do cachorro com esmalte vermelho como uma piada.

“Eles começaram pintando as unhas do cachorro, depois as orelhas e, finalmente, a suástica. Foram apenas algumas crianças fazendo algo como uma brincadeira cruel”, disse a porta-voz do Departamento de Polícia de Glendale, Tiffany Smith ao HuffPost.

De acordo com a polícia, os adolescentes disseram que iriam remover a pintura feita no cachorro.

Fonte: HuffPost