Entrevista com Jorge Pereira da Unidade K9 de São Paulo

Descubra mais sobre o trabalho de cães de utilidade, detecção, proteção, busca e resgate e dos homens e mulheres responsáveis por essas missões

por Samantha Kelly — publicado 5 abr 2014 - 14:41

Unidade K9

Unidade K9

Além dos melhores pets que alguém pode sonhar em ter, os cães também são trabalhadores árduos e nos ajudam imensamente ao emprestar seu super sentido, o olfato, em missões que incluem salvamento, detecção de substâncias ilícitas e proteção.

Para nos introduzir a esse universo, conversamos com Jorge Pereira, da Unidade K9, grupo especializado e extremamente competente, que tem como finalidade treinar e formar cães de utilidade, detecção, proteção, busca e resgate, fazendo uso das mais modernas e atualizadas técnicas.

Descubra como os cães são treinados para performar determinadas funções, de que maneira o seu bem-estar é garantido e o que acontece uma vez que eles precisam se aposentar.

Nosso agradecimento especial a esses homens, mulheres e cães, que se doam com o objetivo de construir uma sociedade mais justa, realizando um trabalho com muita seriedade e respeito aos animais.

A Unidade K9 está presente nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Siga o trabalho da Unidade K9 no Facebook!

 

1) Como começa a preparação dos cães?

Tudo começa com uma brincadeira, onde o cão tem que usar seus instintos naturais para obter o que ele deseja, é uma troca.. a resposta que desejamos para que ele receba o que ele quer, seja um brinquedo ou comida ( petiscos).

 

Esquerda: Unidade K9, célula de trabalho São Paul. Direita: Sede em Barra Mansa a célula da Unidade K9. Foto: Reprodução/facebook. Montagem: Portal do Dog

Esquerda: Unidade K9, célula de trabalho São Paulo. Direita: Sede em Barra Mansa a célula da Unidade K9. Foto: Reprodução/facebook. Montagem: Portal do Dog

 

2) Qual tipo de treinamento e método é oferecido pela Unidade K9?

Como temos várias atividades, uma gama grande de métodos são utilizados, mas todos eles motivacionais, nunca usamos forçamento, até porque isso vai refletir diretamente no resultado final, um cão deve desempenhar uma atividade com alegria, e só assim vamos obter sucesso na formação do mesmo, e nesse trabalho não podemos ter um cão que possa desistir do trabalho, pois vidas estão em risco e dependemos da capacidade e determinação desses peludos para salvá-las.

 

Treino e instruções com nossos os Cães de Guerra da FAB. Foto: Reprodução/facebook. Montagem: Portal do Dog

Treino e instruções com nossos os Cães de Guerra da FAB. Foto: Reprodução/facebook. Montagem: Portal do Dog

 

3) Como os cães são escolhidos, avaliados e quais critérios são utilizados para determinar se os animais estão aptos a entrarem em campo.

Nossos cães são selecionados avaliando grau de socialização, com pessoas e animais, vontade brincar ou se alimentar (Play Drive e Food Drive) e determinação, e a partir daí como ele se sai nos treinamentos. Depois disso ele passa pelas especializações, de acordo com a facilidade dele em determinada função, tipo: gosta de brinquedo, mas adora interagir com pessoas (Busca/ Salvamento e Mantrailing), gosta de brincar mas somente com seu condutor, mais indicado para detecção de substâncias, etc.

 

Esquerda: Busca e captura em mata. Direita: Formação dos cães começa cedo. Foto: Reprodução/Facebook. Montagem: Portal do Dog

Esquerda: Busca e captura em mata. Direita: Formação dos cães começa cedo. Foto: Reprodução/Facebook. Montagem: Portal do Dog

 

4) Como os cães são designados para um trabalho específico?

Como disse acima, levamos em consideração a capacidade de aprendizado e personalidade do cão, exemplo: Um cão muito alegre e ativo, aquele que não para quieto, dificilmente pode ser um farejador de explosivos, pois tem que ser um cão mais concentrado e não estabanado, mas ele pode servir muito bem em detecção de substâncias ilícitas ou salvamento e até detecção de animais silvestre para combate de tráfico. Também levamos em consideração a socialidade do cão e se mais de um condutor poderá trabalhar com ele, coisa que não conseguimos com cães de salvamento em mata (mantrailing), ele sempre terá somente um condutor.

 

Equipe Unidade K9-SP, divisão Detecção, realizou o trabalho de detecção preventiva para o Projeto Maná Para Guiné. O Projeto Maná para Guiné é um projeto cristão interdenominacional que visa contribuir materialmente para as necessidades dos órfãos e demais cidadãos de Guiné-Bissau, um dos países mais pobres do mundo. Graças à colaboração de inúmeras pessoas e empresas nacionais e internacionais, o Projeto arrecadou doações suficientes para que fosse carregado o container e encaminhado à África.  Os cães fizeram uma varredura para garantir que não fosse embarcado nenhum item que pudesse prejudicar o despacho e o recebimento das doações. Foto: Reprodução/facebook. Montagem: Portal do Dog

Equipe Unidade K9-SP, divisão Detecção, realizou o trabalho de detecção preventiva para o Projeto Maná Para Guiné.
O Projeto Maná para Guiné é um projeto cristão interdenominacional que visa contribuir materialmente para as necessidades dos órfãos e demais cidadãos de Guiné-Bissau, um dos países mais pobres do mundo.
Graças à colaboração de inúmeras pessoas e empresas nacionais e internacionais, o Projeto arrecadou doações suficientes para que fosse carregado o container e encaminhado à África.
Os cães fizeram uma varredura para garantir que não fosse embarcado nenhum item que pudesse prejudicar o despacho e o recebimento das doações.
Foto: Reprodução/facebook. Montagem: Portal do Dog

 

5) Descreva o trabalho dos cães em cada uma das seguintes situações: utilidade, detecção, proteção, busca e resgate.

Utilidade ou cão auxiliar: Cão que desempenha trabalho junto ao seu tutor, geralmente uma pessoa com alguma deficiência ou problema de saúde, em nosso caso treinamos cães para auxiliar e dar independência a deficientes auditivos e pessoas que sofrem de diabetes.
Detecção: cães que aprendem a identificar odores específico e indicá-los, seja sentando ou latindo (substâncias não voláteis). Aqui na Unidade treinamos cães para identificar material explosivo, chocolate, ilícitos, formigas, silvestre, gases e até pragas.
Proteção: Trabalho onde o cão é treinado para defender o seu condutor ou pessoas ligadas a ele, de situações críticas como assaltos, sequestro, tumulto e guarda de perímetro, através do fator intimidatório que o cão exerce, e em último caso o cão pode entrar em confronto direto realizando contato físico e imobilizando o meliante.
Busca e Resgate: Trabalho onde cães são treinados para encontrar pessoas soterradas, perdidas ou em dificuldades, exemplo: Catástrofes naturais, desabamento, regiões colapsadas, pessoas perdidas em matas ou áreas urbanas, cenas de crimes, etc. Temos cães capazes de detectar até cadáveres enterrados e acredite, até afogados.

 

Direita: Treino de mantrailing em Sorocaba. Esquerda: Dobermans. Foto: Reprodução/facebook. Montagem: Portal do Dog

Direita: Treino de mantrailing em Sorocaba. Esquerda: Dobermans. Foto: Reprodução/facebook. Montagem: Portal do Dog

 

6) Quais cuidados são tomados para garantir o bem-estar dos animais no trabalho.

Quando falamos em cães de trabalho, tenho que frisar que somente nós os condutores que trabalhamos e nossos cães brincam, e isso é levado a sério, quando um cão não está feliz em realizar essa brincadeira, ele não vai a uma ocorrência . Além disso todos nossos profissionais são treinados em primeiros socorros, cuidados com cães e na maioria são tutores dos cães com quem trabalham. Os cães são parceiros desses condutores e o sentimentos e ligações são fortíssimos, e assim todos cuidados são tomados para que essa parceira dure por muito tempo, e para isso cuidados com alimentações especiais, veterinário e contato social é prioridade de nosso equipe.

 

A equipe esteve em Sorocaba, participando do evento Domingo Animal, no Mercadão Campolim. Os cães e condutores fizeram demonstrações de faro, proteção, agility além de muitas brincadeiras com o público. Foto: Reprodução/facebook. Montagem: Portal do Dog

A equipe esteve em Sorocaba, participando do evento Domingo Animal, no Mercadão Campolim.
Os cães e condutores fizeram demonstrações de faro, proteção, agility além de muitas brincadeiras com o público. Foto: Reprodução/facebook. Montagem: Portal do Dog

 

7) O que acontece com os trabalhadores caninos uma vez que eles se aposentam do serviço?

A prioridade é ficar com seus condutores, após 8 anos de trabalho. Se por algum motivo ele não puder ficar, temos uma lista de pessoas que ficam de poder levar um deles para suas casas, mas até hoje todos ficaram com seus condutores, e nenhum foi doado. Lembrando que mesmo depois de aposentado, eles tem que manter uma rotina de atividades, brincadeiras, passeio, etc, pois parar repentinamente pode causar danos psicológicos e comportamentais para esse animais que sempre tiveram muita atividade.

 

Bloodhounds. Foto: Reprodução/facebook. Montagem: Portal do Dog

Bloodhounds. Foto: Reprodução/facebook. Montagem: Portal do Dog

 

8) Qual é a importância do trabalho desses grande animais para a nossa sociedade?

Podemos numerar várias delas, hoje muitas ocorrências não podem fazer uso da capacidade olfativa desse cães, como em casos de desabamentos, onde o tempo é crucial para salvar alguém, ou casos de crianças que se perdem ou são raptadas, e até idosos com Alzheimer, que podem sair para comparar um pão e não voltar, ou pessoas com problemas psicológicos. Infelizmente hoje as forças militares, como polícia e corpo de bombeiros, não conseguem atuar em todos os casos, por ser pequeno o número efetivo de cães nessas funções, e assim podemos auxiliar essas famílias que nos pedem ajuda, e no caso dos cães auxiliares, esse cães podem levar a independência a muitas pessoas que até por conta dos riscos causados por algumas doenças podem se privar do contato social e atividades fora de casa, pela falta de um cão que possa ajudá-lo, e sem contar que um cão é um ótimo relações públicas e facilitador para amizades!

 

Uso de tecnologia nos treinos da Unidade K9. Foto: Reprodução/facebook. Montagem: Portal do Dog

Uso de tecnologia nos treinos da Unidade K9. Foto: Reprodução/facebook. Montagem: Portal do Dog

 

9) O Brasil possui uma história de treinamento de cães?

Sim, o Brasil tem uma forte história no treinamento de cães, mas muito está voltado aos trabalhos militarizados, relacionados a segurança pública, e também em particulares por conta da falta dessa segurança. Com relação a cães de busca e salvamento, detecção, e auxiliares, estamos começando os trabalhos há pouco tempo, tanto que ainda não é tão utilizado os trabalhos desse peludos, que podem reduzir muito tempo de investigações e salvamentos, mas é uma questão de tempo até perceberem a importância do uso dos cães, isso já é evidente na Europa e USA.

 

Esquerda: Treino de mantrailing. com filhotes de Rastreador Brasileiro em Sorocaba. Direita: Descontração e muito treino. Foto: Reprodução/facebook. Montagem: Portal do Dog

Esquerda: Treino de mantrailing. com filhotes de Rastreador Brasileiro em Sorocaba. Direita: Descontração e muito treino. Foto: Reprodução/facebook. Montagem: Portal do Dog

 

10) Qual a situação atual do treinamento de cães no país.

Eu diria que o Brasil está em um bom momento com relação ao treinamento de cães de serviço, grandes nomes da cinofilia tem contribuído com informações e cursos de capacitação para profissionais que buscam por conhecimento técnico, mas seria melhor se o comando de muitas instituições desse o verdadeiro crédito e investimento para dar condições de trabalho para seus comandados, e também pesa muito a falta de reconhecimento da nossa categoria, o que dificulta separar quem realmente trabalha e se dedica de forma séria a formação de cães de trabalho.

Mas tem muita gente que vem trabalhando duro em todo país para que isso mude, e eu tenho muita esperança que isso aconteça em breve, ma até lá, com fé em Deus vamos mantendo nosso trabalho visando sempre o compromisso de salvar vidas e cuidar bem dos nossos parceiros de quatro patas!!

Olivia Wilde apresenta seu novo cachorrinho nas redes sociais

por Andrezza Oestreicher — publicado 17 ago 2017 - 9:37

Olivia Wilde, atriz que ficou bastante conhecida depois de interpretar a personagem “Treze” na série “House M.D.” e “Quorra” no filme “Tron: O Legado”, acaba de aumentar a sua família.

Mãe de dois filhos, Otis, de três anos, e Daisy, de nove meses, e tutora do cachorro chamado Paco que foi adotado, Olivia resolveu levar outro cãozinho para casa.

Ladies and gentlemen, meet the heartbreaker formerly known as Maxamillion, now christened by his new human brother as Elvis Sudeikis-Wilde.

 » Read more about: Olivia Wilde apresenta seu novo cachorrinho nas redes sociais  »

Peter Dinklage faz apelo para fãs de Game of Thrones pensarem bem antes adquirir Huskies por causa da série

por Samantha Kelly — publicado 16 ago 2017 - 15:42

Como noticiamos aqui, o sucesso de Game of Thrones tem influenciado muitos fãs a comprarem cães da raça Husky Siberiano apenas por causa da similaridade com os lobos.

Sem um compromisso sério, os cães têm sido abandonados e os números são alarmantes. Só nos Estados Unidos, o abandono de Huskies chegou a dobrar nos últimos 3 anos. O problema também se estenderia ao Reino Unido, com um aumento alarmante de 700% no abandono entre os anos de 2011 e 1014.

 » Read more about: Peter Dinklage faz apelo para fãs de Game of Thrones pensarem bem antes adquirir Huskies por causa da série  »

Juíza solta cachorro durante julgamento para descobrir quem é o tutor em disputa e a reação do pet não deixa dúvidas

por Samantha Kelly — publicado 16 ago 2017 - 14:39

De um lado da disputa que decidiria o destino do cãozinho Baby Boy, uma mulher insistia que havia comprado o cachorro legalmente de alguém que o vendeu na rua. Do outro lado um indivíduo que garantia que era o dono do pet antes da venda e que ele teria sido vendido sem a sua autorização.

Para resolver de uma vez por todas a disputa, a juíza Judy, uma verdadeira celebridade nos Estados Unidos, resolveu deixar que o próprio pet dissesse,

 » Read more about: Juíza solta cachorro durante julgamento para descobrir quem é o tutor em disputa e a reação do pet não deixa dúvidas  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Olivia Wilde apresenta seu novo cachorrinho nas redes sociais

por Andrezza Oestreicher — publicado 17 ago 2017 - 9:37

Olivia Wilde, atriz que ficou bastante conhecida depois de interpretar a personagem “Treze” na série “House M.D.” e “Quorra” no filme “Tron: O Legado”, acaba de aumentar a sua família.

Mãe de dois filhos, Otis, de três anos, e Daisy, de nove meses, e tutora do cachorro chamado Paco que foi adotado, Olivia resolveu levar outro cãozinho para casa.

Ladies and gentlemen, meet the heartbreaker formerly known as Maxamillion, now christened by his new human brother as Elvis Sudeikis-Wilde. 3 years young and 8 lbs of pure goodness. He's lived a pretty harrowing life so far, and we are so lucky he adopted us as his new family, so we can treat him like the king he was born to be. Thanks to @barcshelter we found the missing member of our brood. This is our second adopted furry son and we cannot recommend it enough. There are so many animals looking for homes. This little guy was next on the kill list at a shelter in Texas not too long ago! 😫 Please consider saving a dog today. ❤ #adoptdontshop #Elvishasenteredthebuilding

A post shared by Olivia Wilde (@oliviawilde) on

O animal também foi adotado de um abrigo e estava na lista para ser eutanasiado antes de encontrar uma família. No novo lar, o pequeno cachorro, que tem três anos de idade, recebeu o nome de Elvis Sudeikis-Wilde, escolhido por seu irmãozinho humano Otis.

Olivia usou seu perfil oficial no Instagram para apresentar seu novo filhote Elvis aos seus fãs e incentivou todos a adotarem com um texto bastante emocionante.

Curious George either having the best or worst night of his life.

A post shared by Olivia Wilde (@oliviawilde) on

Junto com uma foto do cachorrinho, a atriz escreveu: “Senhoras e senhores, conheça o destruidor de corações anteriormente conhecido como Maxamillion, agora batizado por seu novo irmão humano como Elvis Sudeikis-Wilde. 3 anos de idade e 3,62 kg de puro amor. Ele teve uma vida bastante angustiante até agora, e nós somos tão sortudos que ele nos adotou como sua nova família, para que possamos tratá-lo como o rei que ele nasceu para ser. Graças a @barcshelter, encontramos o membro que faltava no nosso bando. Este é nosso segundo filho adotado e não podemos aconselhar a adoção o suficiente. Há tantos animais que procuram casas. Este pequeno cara era o próximo na lista de mortes em um abrigo no Texas não muito tempo atrás! Por favor, considere salvar um cachorro hoje. ❤”

Neighborhood watch.

A post shared by Olivia Wilde (@oliviawilde) on

Paco aceitou Elvis, os cães se deram muito bem e Olivia já publicou algumas fotos fofas dos dois animais juntos em seu Instagram.

Fonte: HELLO!

Peter Dinklage faz apelo para fãs de Game of Thrones pensarem bem antes adquirir Huskies por causa da série

por Samantha Kelly — publicado 16 ago 2017 - 15:42

Como noticiamos aqui, o sucesso de Game of Thrones tem influenciado muitos fãs a comprarem cães da raça Husky Siberiano apenas por causa da similaridade com os lobos.

Sem um compromisso sério, os cães têm sido abandonados e os números são alarmantes. Só nos Estados Unidos, o abandono de Huskies chegou a dobrar nos últimos 3 anos. O problema também se estenderia ao Reino Unido, com um aumento alarmante de 700% no abandono entre os anos de 2011 e 1014.

Em uma parceria com a PETA com o intuito de conscientizar e pedir cautela para o público, o ator Peter Dinklage, que interpreta o querido personagem Tyrion Lannister, fez o seguinte apelo:

Por favor, para muitos e incríveis os fãs de Game of Thrones, nós entendemos que devido a enorme popularidade dos lobos, muitas pessoas estão comprando Huskies. Não só isso prejudica os muitos cães a espera de um lar que se encontram em abrigos, como os abrigos estão relatando que os cães da raça estão sendo abandonados como acontece quando se compra por impulso, sem um entendimento sobre  as necessidades do cachorro.

Por favor, por favor, se você quer adicionar um cachorro a sua família, garanta que você está preparado para essa responsabilidade enorme e lembre-se de sempre, SEMPRE, adotar de um abrigo.

Foto: Divulgação