Entrevista com o incrível fotógrafo Paul Croes

O fotógrafo belga possui um trabalho diferenciado e se destaca mundialmente com seus registros de cães

por Samantha Kelly — publicado 27 nov 2014 - 23:47

Tivemos o prazer de conversar com um de nossos ídolos na fotografia de cães, o fotógrafo belga Paul Croes. Com um trabalho peculiar e totalmente único, as imagens de Paul são completamente artísticas e seu background no mundo da moda trouxe elementos estéticos dos editoriais de moda para seus registros com cães.

Sempre respeitando o animal, o resultado traz à tona as personalidades dos cachorros, com olhares e expressões capturados e transmitidos atráves de muita emoção.

Confira agora com exclusividade para o Portal do Dog essa entrevista super especial.

 

Foto: Paul Croes

Foto: Paul Croes

 

PdD) Seu trabalho possui muita pureza e atmosfera artística. Qual o conceito por trás dele?

Nós sempre fazemos as fotografias em estúdio com flash. Quando os cães chegam no estúdio nós os deixamos por 30 minutos sem nenhuma atenção, para que eles comecem a se acostumar com o meio ambiente e as coisas novas. A duração da sessão depende do número de cães, mas dura pelo menos 3 horas, por isso, em contraste com outros fotógrafos de animais, nós fazemos sessões longas. A nossa experiência nos ensina que as primeiras horas são as que os cães estão com mais energia e nós precisamos ter o descanso e clima relaxante para as melhores fotos! Trabalhamos muito com cães de resgate e adoção, por isso, eles precisam de tempo para se sentirem relaxados. Nós não pensamos em termos fotográficos, mas em termos do cão!

 

Foto: Paul Croes

Foto: Paul Croes

 

Foto: Paul Croes

Foto: Paul Croes

PdD) Como você consegue capturar tantas imagens únicas, já que cachorros podem as vezes serem difíceis de posar.

Não há truques, e a não ser pelo fato de usarmos lanchinhos e recompensas, é especialmente o tempo e paciência que levamos para fazer a sessão que faz a diferença. Depois do trajeto até o estúdio e duas horas de jogos e comandos, os cães estão mostrando um certo cansaço, o que lhes dá uma outra expressão. Há um ano eu trabalho com uma assistente permanente que assume as rédias e isso funciona muito bem. É muito importante, porque a minha assistente é muito calma e gentil com os animais, mas também firme. Ela obtem mais dos cães do que os próprios tutores, isso é porque muitos dos cães que recebemos no estúdio são cães de resgate e eles não são acostumados a obter uma série de comandos, então, em muitos casos, é melhor ouvir uma terceira pessoa agradável em combinação com bifinhos.

A sessão de fotos é para ser educacional para o cão (especialmente para cães assustados). Nós queremos que os cães tenham uma boa tarde, enquanto eles ficam o mais confortáveis possível com novas pessoas, novas situações e novos ambientes! A combinação com todas essas coisas novas, a longa viagem para o estúdio e a quantidade de comandos que os cães obedecem, faz com que os eles fiquem confortáveis com a gente e a partir da terceira e quarta hora de filmagens, é aí que os momentos mágicos começam, é o momento que o cão pode ser ele mesmo.

 

 

Foto: Paul Croes

Foto: Paul Croes

PdD) Por que você escolheu trabalhar com cachorros.

No passado, eu fui um fotógrafo de moda na Bélgica por 15 anos. Essa foi minha primeira escolha para ser um fotógrafo ativo no mundo profissional da fotografia. Na Bélgica, as possibilidades não tçao favoráveis. Por causa do vazio e da atmosfera desagradável, adicionando as possibilidades financeiras e de carreira, eu me sentia sem muitas opções.

Nesse meio tempo, eu realizei trabalhos de graça com um grande cachorro branco da raça Borzoi. Esse cão posou em algumas fotos como um verdadeiro elegante e belo modelo. No mundo da moda belga, é realmente frustrante se você é um perfeccionista como eu, já que você não trabalha com as melhores modelos, com o melhor cabeleireiro, com o melhor maquiador… Ou seja, você não consegue fazer fotos com tanta qualidade como os nomes grandes na indústria por não ter os recursos necessários.

Com a fotografia canina, você não precisa de tanta perfeição, e mesmo quando o cachorro é idoso, cego, tem uma perna a menos, é gordo ou magro, todo cachorro é como um modelo e não precisa de alta costura ou um cabeleireiro famoso, é perfeito do jeito que é. Por causa da minha experiência com moda, eu fico feliz de também capturá-los de uma maneira bela.

 

Foto: Paul Croes

Foto: Paul Croes

 

4) Vendo os resultados, realmente transparece sua conexão com animais. O que esses lindos animais trouxeram para sua vida profissional e pessoal.

Eu acredito que o preço de uma sessão deve ser acessível para que cães com tutores na classe média possam pagar, caso contrário, estaria entrando na vida comercial, onde apenas o promocional e a publicidade é importante.

Na minha vida pessoal e profissional, eu tenho mais tranquilidade com a fotografia de cães. As pessoas ficam super agradecidas e com muito orgulho e a atmosfera da sessão é completamente pacífica. Eu gosto do contato físico e de brincar com os cachorros, de trabalhar com comandos. Eles as vezes agem como palhaços e isso é tão tocante e engraçado.

E claro, não são todos os fotógrados que podem dizer que seus modelos lhe deram beijos durante a sessão.

 

Foto: Paul Croes

Foto: Paul Croes

 

5) Entre os seus trabalhos, qual é o favorito? Nós achamos quase impossível escolher um.

Claro que eu tenho vários, mas um dos meus favoritos de todos os tempos é o Podenco com o garoto ruivo. Eu acho que o podenco tem uma das expressões mais únicas, ele tem tantas faces e rugas, eu gosto dos diferentes personagens que ele pode ter. Nessa foto, eu gosto da harmonia entre o cachorro e o garoto, é como se eles fossem um só, e eu gosto de capturar dessa maneira, pois é mais que uma imagem, através dela você sente o amor.

 

Foto: Paul Croes

Foto: Paul Croes

 

6) Você pode nos levar no processo necessário para uma sessão que envolve cachorros?

Nós trabalhamos passo a passo. Primeiro nós fazemos fotos com close para ver a reação do cachorro ao flash. Então nós tiramos um intervalo de 10 minutos, para logo empregar mais 10 minutos em fotos de corpo inteiro. Novamente, os intervalos são importantes para o cachorro, mas também para mim, já que durante uma sessão, eu passo em média 3 horas deitado no chão e geralmente os cães pulam em mim. Durante a sessão, nós adicionamos alguns acessórios, como um lenço, alguma peruca, fumaça, bolhas… O mais importante da sessão é a simplicidade da técnica que uso. Só há um sol no mundo, por isso só uso uma luz, ou uma janela grande próxima ao modelo.

 

 

7) Quem dita o ritmo e a direção de uma sessão, você ou os cachorros?

Nós sempre começamos respeitando as possibilidades do cachorro. Não há muita diferença entre uma sessão com um cachorro ou com um humano. Eu sempre tento extrair a beleza e, claro, aqui e ali adicionar diversão.

 

 

Foto: Paul Croes

Foto: Paul Croes

8) Nós adoramos (muito, muito) suas imagens com Greyhounds. Qual a sua história atrás delas?

Os Greyhounds possuem um olhar triste específico, e essa característica é muito boa para fotos. Além disso, eles possuem músculos definidos que você pode ver a qualquer momento. Eles têm olhos grandes, não possuem pelo e se movem de maneira muito elegante. Então, cada movimento tem como resultado uma nova foto e um novo look.

Por que seu pelo é tão curto, eles parecem estar nus, o que é perfeito para chapéus e a acessórios. Também devido ao fato de eles não se importarem com os acessório, já que estão acostumados a ter que usar casacos e roupas no inverno.

Muito fáceis de lidar e de posar, se os der tempo suficiente de se acostumarem com você.

No mundo inteiro há muitas organizações de resgate e adoção de Greyhounds. Eu tenho sorte que eles gostam das minhas fotos e estão espalhando pelo mundo. Esse trabalho me faz amá-los ainda mais.

 

Foto: Paul Croes

Foto: Paul Croes

 

Para conhecer mais sobre o trabalho de Paul Croes, acesse AQUI.

Ben Affleck adota lindo filhote de cachorro sem raça definida

por Andrezza Oestreicher — publicado 23 out 2017 - 9:29

O ator Ben Affleck, que ficou conhecido internacionalmente por seus personagens nos filmes Armageddon (1998), Pearl Harbor (2001) e Demolidor (2003), acabou de ganhar mais um filho.

Não, sua namorada Lindsay Shookus não está grávida. O novo membro da família do ator é um filhotinho de cachorro. Ben Affleck adotou um cãozinho sem raça definida, uma mistura de Husky Siberiano, há pouco mais de um mês.

De acordo com informações de sites internacionais,

 » Read more about: Ben Affleck adota lindo filhote de cachorro sem raça definida  »

Cadela recebe amor pela primeira vez após ser resgatada de fazenda de carne

por Fabio Sakita — publicado 22 out 2017 - 12:40

Darling viveu por anos em um abrigo de Buriram, destinado para cães vítimas desse comércio, antes de ser acolhida pela ONG The Barking Lot, que tem sede em San Diego na California. Porém ela nunca havia recebido o amor de uma família.

“Ela tinha um esconderijo favorito em um túnel onde latia para todos na esperança de permanecer segura. Escolhemos Darling com base em uma foto, seu pequeno rastejar e a ausência de um olho”,

 » Read more about: Cadela recebe amor pela primeira vez após ser resgatada de fazenda de carne  »

Tosadora abre sua loja na madrugada para ajudar um cachorro encontrado em péssimas condições

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 out 2017 - 18:33

Cachorros abandonados podem chegar a um estado terrível por conta da falta de cuidados. Isso fica ainda pior no caso dos animais peludos, pois os pelos vão crescendo, se emaranhando, e isso pode trazer graves consequências para os cães.

Na Flórida, nos Estados Unidos, um casal passeando de carro viu um cachorrinho na rua. Ao chegar mais de perto eles puderam perceber que o animal não estava perdido. Pela situação de negligência que o cão estava,

 » Read more about: Tosadora abre sua loja na madrugada para ajudar um cachorro encontrado em péssimas condições  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Ben Affleck adota lindo filhote de cachorro sem raça definida

por Andrezza Oestreicher — publicado 23 out 2017 - 9:29

O ator Ben Affleck, que ficou conhecido internacionalmente por seus personagens nos filmes Armageddon (1998), Pearl Harbor (2001) e Demolidor (2003), acabou de ganhar mais um filho.

Não, sua namorada Lindsay Shookus não está grávida. O novo membro da família do ator é um filhotinho de cachorro. Ben Affleck adotou um cãozinho sem raça definida, uma mistura de Husky Siberiano, há pouco mais de um mês.

O ator foi flagrado com o novo filhote por Los Angeles. (Foto: Reprodução / Juliano / X17online.com)

De acordo com informações de sites internacionais, o ator, que agora está dando vida ao Super-Herói Batman, encontrou o cachorrinho abandonado na rua e rapidamente se encantou pelo animal.

Apaixonado por cães, Ben Affleck, que também é diretor, roteirista e produtor, imediatamente decidiu levar o pequeno filhote para a sua casar e adotar o cachorro.

O vencedor do Oscar de Melhor Filme, por Argo, em 2013, parece estar bastante apegado ao animal e já foi flagrado por paparazzi passeando com o cãozinho pelas ruas de Los Angeles, nos Estados Unidos.

Muito sortudo por ter sido encontrado por um apaixonado por animais que decidiu lhe adotar, o cachorrinho também parece já estar bastante conectado ao seu novo tutor.

Ben Affleck ainda não falou sobre o novo pet em nenhum meio de comunicação e nem anunciou o nome do animal.

Junto com sua ex-mulher, a também atriz Jennifer Garner, e seus três filhos, Violet, Seraphina e Samuel, Ben tem outros cachorros.

Fonte: InStyle / People

Cadela recebe amor pela primeira vez após ser resgatada de fazenda de carne

por Fabio Sakita — publicado 22 out 2017 - 12:40

Darling viveu por anos em um abrigo de Buriram, destinado para cães vítimas desse comércio, antes de ser acolhida pela ONG The Barking Lot, que tem sede em San Diego na California. Porém ela nunca havia recebido o amor de uma família.

Foto: Reprodução – The Barking Lot

“Ela tinha um esconderijo favorito em um túnel onde latia para todos na esperança de permanecer segura. Escolhemos Darling com base em uma foto, seu pequeno rastejar e a ausência de um olho”, disse o grupo de resgate.

A cadela solitária e tímida se transformou na alma mais amorosa e sensível quando estava a caminho dos EUA. O grupo de resgate acreditava que ela ficaria traumatizada durante meses, talvez anos, antes de encontrar um lar, mas ela provou que eles estavam errados.

Foto: Reprodução – The Barking Lot

Darling encontrou sua família em semanas e agora é super companheira de sua mamãe.