Entrevista com Renata Cobo, biomédica que constrói voluntariamente cadeiras de rodas para cães

Conheça o trabalho voluntário de Renata e Albano Cobo

por Fabio Sakita — publicado 10 fev 2013 - 8:24

Albano e Renata Cobo com Princesa. Foto: Reprodução

 

 

Conheça a iniciativa inspiradora de Renata Cobo, biomédica que realiza o trabalho voluntário de construção de cadeiras de rodas para cães em parceria com seu marido Albano Cobo.

O início dessa jornada se deu com a história de Princesa que deu entrada no Hospital Veterinário de Uberaba, onde Renata trabalha, com lesão na coluna. Após ser abandonada por seu antigo dono e diversas cirurgias, Princesa precisaria de uma cadeira de rodas para auxiliá-la na movimentação. A equipe do Hospital se afeiçoou muito a ela e resolveu fazer uma vaquinha por uma cadeira que custaria R$ 550,00.

Ao chegar em casa e comentar com o marido, Albano Cobo, ele teve a ideia de construir a cadeira com as próprias mãos.

Deu tudo tão certo que desde então os dois constroem as cadeiras de rodas caninas em seu tempo livre, visando ajudar os muitos cães que possuem problemas que influenciam em sua mobilidade.

Em nossa entrevista com Renata Cobo, você confere mais sobre o trabalho fantástico que vem sendo feito pelo casal.

 

 

PDD – O que a levou a começar o trabalho voluntário de construção de cadeiras de rodas para cães?

Eu sou Biomédica e trabalho no laboratório do Hospital Veterinário de Uberaba, onde uma cadelinha chamada Princesa ficou internada após ter sido atropelada. Sofreu lesão na coluna, passou por várias cirurgias, mas precisaria de uma cadeira de rodas para se locomover sem ficar se arrastando. Perante o quadro da Princesa, apesar de ser uma cadela linda e muita amorosa, o proprietário abandonou ela no hospital. A maioria dos funcionários se apegou muito a ela e resolveu fazer uma vaquinha para adquirir uma cadeira tradicional para ela, no valor de R$ 550,00. Eu cheguei em casa e comentei com o meu marido Albano sobre a vaquinha e a situação da Princesa que ia ser entregue para adoção. Eu só não levei ela para casa porque tenho dois boxers que são muito ciumentos e eu tinha medo que machucassem ela. Então o Albano disse que iria fazer uma cadeira para ela.

Pegamos várias fotos na internet e fomos adaptando o que ficasse mais barato e se adaptasse melhor às necessidades dela. Demoramo cerca de um mês para chegar no modelo final. Na hora que coloquei ela na cadeirinha, já saiu correndo pelos corredores do hospital. Aí foi emoção geral! Um professor resolveu fazer uma matéria sobre a Princesa na tv regional daqui, a partir daí começaram a ser feitos os pedidos.

 

Foto: Reprodução

 

PDD –Como é o processo de construção de uma cadeira? Quais são os passos desde o primeiro contato, concepção da cadeira ao envio?

O proprietário me liga ou entra em contato por email, eu envio as instruções de como tirar as medidas, recebo as instruções, passo os valores do mateial e do frete, a pessoa deposita o dinheiro e eu envio a cadeira pelo correio.

 

Foto: Reprodução

 

PDD –Quais são os custos que um interessado deve manter em mente (ex.: material, frete) ao pedir uma cadeira.

Na cadeira de duas rodas simple o material varia entre R$ 60,00 e R$ 70,00, na cadeira reforçada ou de quatro rodas o material varia entre R$ 65.00 e R$ 75,00. Já o frete depende do estado onde a pessoa mora, para São Paulo, por exemplo, o sedex fica em R$ 50,00 e o PAC fica em R$ 20,00.

 

Foto: Reprodução

 

PDD –Como tem sido a procura?

Aqui em Uberaba eu faço de duas a três por semana, e para enviar por correio umas 30 por semana. O grande problema é o tempo curto, pois trabalhamos e só temos tempo para montar nos fins de semana, então tenho que pedir um prazo de 20 a 30 dias para entrega.

 

Foto: Reprodução

 

PDD –Para o público que possui um cão com problemas de locomoção, como ele pode entrar em contato com você?

O contato melhor é por email [email protected], mas pode ser por telefone 34 9922-8280/ 34 9908-2186/ 349229-2972.

 

Foto: Reprodução

 

PDD – Com um trabalho tão bacana, que também pode ser muito desgastante fisicamente e emocionalmente, o que você tem tirado dessa experiência?

Com esse trabalho ficamos encantados em ver a superação desses nossos amiguinhos, pois vemos casos onde o animal já tinha sido condenado a eutanásia e com amor e muita dedicação de seus donos, se recuperam de forma surpreendente. Me emociono em conhecer cada história e ver cada foto que me mandam deles na cadeirinha. Não sei explicar, é um amor incondicional. Esse vídeo é um que me emociona toda vez que vejo, pois quando fui na casa dela para tirar as medidas, ela estava muito debilitada.

 

 

Mais fotos:

 

Foto: Reprodução

 

Foto: Reprodução

 

Foto: Reprodução

 

Foto: Reprodução

 

Foto: Reprodução

Sharon Stone aumenta a família com um novo filhotinho

por Andrezza Oestreicher — publicado 26 abr 2018 - 13:23

Coisa boa é aumentar a família e levar um cachorrinho novo para casa. Além de todo o amor que eles sempre estão prontos para nos dar, esses animais conseguem trazer ainda mais luz, vida e alegria para o lar.

Quem está vivendo esse momento de muita alegria com um novo cãozinho em casa é Sharon Stone.

Joe and I welcome his new pal Bandit. #JoeStone #BanditStone #family ❤️

 » Read more about: Sharon Stone aumenta a família com um novo filhotinho  »

Cadela surfa com crianças com Atrofia Muscular Espinhal e proporciona muita felicidade aos pacientes

por Andrezza Oestreicher — publicado 26 abr 2018 - 9:23

A Atrofia Muscular Espinhal, bastante conhecida também como AME, é uma doença degenerativa genética que afeta o sistema nervoso e leva à redução das funções motoras. Ela resulta em fraqueza e atrofia muscular caracterizada por problemas nos movimentos voluntários.

A AME afeta os movimentos das pernas e braços, muitos pacientes perdem esses movimentos, e afeta também os músculos que atuam na deglutição de alimentos e na respiração.

Por conta disso tudo, pessoas com Atrofia Muscular Espinhal acabam não vivendo uma série de experiências que para aqueles que não sofrem com a doença seria tão simples. 

 » Read more about: Cadela surfa com crianças com Atrofia Muscular Espinhal e proporciona muita felicidade aos pacientes  »

Cachorros da raça Galgo Italiano são encontrados vivendo em terríveis condições em São Paulo

por Andrezza Oestreicher — publicado 25 abr 2018 - 13:00

Mais uma vez, a ganância do ser humano, chamado de racional, transformou seres tão amáveis como os cachorros em máquinas de reproduzir filhotes e em fonte de lucro e de dinheiro. É exatamente isso o que criadouros clandestinos fazem.

Na última sexta-feira, dia 20 de abril, a Polícia Militar Ambiental (PMA) encontrou em uma residência em Praia Grande, no litoral de São Paulo, cachorros da raça Galgo Italiano, considerada rara no Brasil, em um estado terrível e em visíveis condições de grave negligência.

 » Read more about: Cachorros da raça Galgo Italiano são encontrados vivendo em terríveis condições em São Paulo  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Sharon Stone aumenta a família com um novo filhotinho

por Andrezza Oestreicher — publicado 26 abr 2018 - 13:23

Coisa boa é aumentar a família e levar um cachorrinho novo para casa. Além de todo o amor que eles sempre estão prontos para nos dar, esses animais conseguem trazer ainda mais luz, vida e alegria para o lar.

Quem está vivendo esse momento de muita alegria com um novo cãozinho em casa é Sharon Stone.

Joe and I welcome his new pal Bandit. #JoeStone #BanditStone #family ❤️

A post shared by Sharon Stone (@sharonstone) on

Já tutora de um cachorro da raça Buldogue Francês chamado Joe, a atriz decidiu aumentar sua família e levou para casa um fofo filhotinho. O cãozinho também é da raça Buldogue Francês, porém em cores diferentes do seu irmão canino mais velho, e recebeu o nome de Bandit Stone.

Goodnight. ❤️ #BanditStone

A post shared by Sharon Stone (@sharonstone) on

Sharon apresentou o novo membro de sua família para seus fãs e seguidores através de seu perfil oficial no Instagram. Em uma série de duas fotos, uma em que ela aparece muito feliz segurando o novo filhote e outra em que Joe aparece debaixo das pernas da tutora, a atriz escreveu: “Joe e eu demos boas-vindas ao seu novo amigo Bandit”.

Depois da apresentação, Sharon Stone já começou a encher seu perfil na rede social de fotos do novo filhote, assim como toda tutora apaixonada e mamãe coruja.

Joe and Bandit! ❤️ #puppylove #JoeStone #BanditStone #bigbrother

A post shared by Sharon Stone (@sharonstone) on

A atriz também compartilhou um vídeo em que aparecem os dois cachorros, onde o pequeno Bandit tenta chamar a atenção de Joe, que prefere se coçar um pouquinho.

Entre as fotos que mostra o fofo filhote dormindo, Sharon postou uma em que aparece com Bandit no colo e confessou que Joe parece estar com um pouquinho de ciúmes do novo irmãozinho. Porém, apesar disso, ela afirmou que eles estão se dando bem.

Bandit é realmente uma fofura de cãozinho.

Fonte: People

Cadela surfa com crianças com Atrofia Muscular Espinhal e proporciona muita felicidade aos pacientes

por Andrezza Oestreicher — publicado 26 abr 2018 - 9:23

A Atrofia Muscular Espinhal, bastante conhecida também como AME, é uma doença degenerativa genética que afeta o sistema nervoso e leva à redução das funções motoras. Ela resulta em fraqueza e atrofia muscular caracterizada por problemas nos movimentos voluntários.

A AME afeta os movimentos das pernas e braços, muitos pacientes perdem esses movimentos, e afeta também os músculos que atuam na deglutição de alimentos e na respiração.

(Foto: Reprodução / Killer Surf Pix / Ionis Pharmaceuticals)

Por conta disso tudo, pessoas com Atrofia Muscular Espinhal acabam não vivendo uma série de experiências que para aqueles que não sofrem com a doença seria tão simples. Porém, um grupo de pacientes nos Estados Unidos contou com uma ajuda para lá de especial para ter uma experiência diferente e muito feliz.

Juntamente com o Cure SMA, um grupo que financia pesquisas relacionadas à doença, a cadelinha surfista Ricochet proporcionou muita diversão a esses pacientes, que tiveram a oportunidade de entrar no mar e surfar com a peluda.

(Foto: Reprodução / Killer Surf Pix / Ionis Pharmaceuticals)

(Foto: Reprodução / Killer Surf Pix / Ionis Pharmaceuticals)

Ricochet é o único SURFice dog® do mundo que fornece assistência terapêutica enquanto cria experiências únicas de surfe e outras atividades que reduzem a ansiedade social e capacitam crianças com necessidades especiais, pessoas com deficiências, soldados feridos e veteranos com TEPT.

As crianças eram as mais animadas do grupo de pacientes, todas queriam ser a primeira a surfar com Ricochet, cadela que tem treinamento extensivo como cão de serviço.

(Foto: Reprodução / Killer Surf Pix / Ionis Pharmaceuticals)

(Foto: Reprodução / Killer Surf Pix / Ionis Pharmaceuticals)

Como muitas das crianças que participaram da atividade não conseguem manter a cabeça erguida sozinha, uma cadeira de banho foi adaptada e fixada na prancha de surf para deixar os pequenos seguros e confortáveis.

O passeio contou com a participação e ajuda de uma incrível equipe de voluntários qualificados que fez com que a experiência fosse um sucesso e muito feliz para todos.

(Foto: Reprodução / Killer Surf Pix / Ionis Pharmaceuticals)

Apesar de todas as dificuldades e trabalho que deu colocar a ideia do surf com os pacientes em prática, todos, tanto crianças quanto adultos, se divertiram bastante e não queriam que aquele dia acabasse.

Fonte: 3 Million Dogs / Diário Catarinense