Entrevista com Victoria Girardelli, idealizadora do Projeto Dr. Au Au

por Samantha Kelly — publicado 23 out 2012 - 0:45

Foto: Armando Catunda

 

Nós do Portal do Dog adoramos a Pet Terapia e o poder que os animais tem em transformar vidas, mudar rotinas e semear sorrisos em situações difíceis.

Hoje, apresentaremos o belo trabalho do Dr. Au Au, Projeto promovido pelo Instituto Girardelli, entidade filantrópica, que há 8 anos trabalha no desenvolvimento da Atividade Assistida por Animais (AAA) e da Terapia Assistida por Animais (AAT).

Conhecemos o Dr. Au Au através da matéria do Jornal Tribuna – 1ª Edição (assistam aqui o vídeo), que cobriu o evento especial para o Dia das Crianças no Hospital Guilherme Álvaro, com o intuito de levar alegria para os pequenos em seu dia especial.

Conversamos com a idealizadora do Dr. Au Au, Victoria Girardelli, e em uma entrevista muito interessante, ela nos contou mais sobre o Projeto, como começou esse sonho, a realidade e as ambições futuras.

Atualmente o Projeto conta com a ajuda de voluntários e com o trabalho canino de dois cachorrinhos lindos da raça Schnauzer: Freud e Jung, nome perfeito para os garotos;

Porém, há muito ainda a ser feito e a sua ajuda é fundamental para auxiliar que o trabalho continue sendo possível. Com mais investimentos em infraestrutura, mais pessoas vão poder ter acesso ao Dr. Au Au.

 

Banho tomada , se preparando…

 

PDD – Como surgiu o projeto?

Victoria Girardelli: O DrAuAu surgiu há cerca de 7 anos , quando adquiri o Freud. Logo senti que  não queria que fosse um cão só meu. E fui pesquisar o que poderia fazer .Vi a possibilidade de utilizá-lo na Peterapia.. E ai  me veio o nome do projeto , as roupinhas que iríamos usar, tudo como a cara do projeto.

Comecei então a buscar locais onde oferecer o trabalho. Nossa primeira visita foi no Recanto Vitoria – coincidência? Lar Republica  de  idosos. A recepção foi maravilhosa !

Ai partimos para mais locais. No Hospital Guilherme Álvaro já haviam feito o trabalho de peterapia com o Nanquim ( da raça labrador ) e ele estava se aposentando.Conversando com Dr. Paulo Baldin, ele me abriu as portas da pediatria do HGA  e lá estamos até hoje.

Passamos por vários outros locais que puderam conhecer o Dr AuAu. Casa do Sol, Casa Caio ( crianças soro positivas – lá foi feito um TCC comprovando a eficácia da Peterapia), Lar Vicentino, Republica Fraternidade, Hospital Mario Covas.

 

Victoria Girardelli à direita.

 

PDD – Como funciona a terapia?

Victoria Girardelli: Por hora estamos só com dois cães da raça schnauzer, Freud e Jung de minha propriedade.

Realizamos as visitas uma vez por semana. A duração é cerca de 45 min 1 hora., tempo este que não possibilita qualquer contaminação seja de lá (hospital) pra cá ou de cá (cães) pra lá.

Um dia antes os cães passam por banho e não saem mais de casa e não tem contato com outros animais.

Chegando ao local da visita , fazemos uma nova assepsia e adentramos o local.

Em cada quarto pedimos a autorização dos pias para a visita e assim liberados  a alegria começa.

 

Freud e Jung

 

PDD – É preciso algum tipo de treinamento para se tornar um cão de terapia?

Victoria Girardelli: Os cães e ou voluntários precisam passar por  um breve treinamento e adaptação.

Os carinhos e afagos por vezes são desajeitados e eles precisam saber aceitar.

Podem  e devem obedecer comandos e acima de tudo ter facilidade no convívio com outros cães e pessoas.

Antes de adquirir o papel de  cão doutor,  eles têm que passar por avaliação de nosso veterinário para que ateste sua condição de saúde  e também vacinação e vermifugação.

 

 

PDD – Como tem sido a resposta dos pacientes ao tratamento?

Victoria Girardelli: O contato, o afago, o amor incondicional são  responsáveis pela melhora geral da saúde. Pressão arterial, imunidade, depressão, auto estima são elevadas com a presença e o contato dos cães.

Já houve caso de criança que pediu para ser internada no HGA por que lá tem os cachorrinhos.

Eles também saem do leito e caminham pelos corredores o que auxilia no funcionamento do intestino e isso pode auxiliar na alta hospitalar.

O ambiente fica muito mais próximo de um lar, o que também ajuda por demais.

 

 

PDD – Quais são os planos futuros?

Victoria Girardelli: Crescer e expandir o Dr.uAu. Se espalhar e ensinar o maior numero de pessoas possível, para se dedicarem ao trabalho voluntário, seja ele com cães ou não.

Ser uma sementeira, como sempre digo. Como já fomos alvo de vários TCCs que comprovam a eficácia e benécias , que os hospitais abram suas portas para este trabalho do bem.

 

Cupcakes especiais para o dia das crianças. Guloseimas foram cortesia de Hannah Designer.

 

PDD – Como o público pode ajudar o projeto?

Victoria Girardelli: Com parcerias, doações  para que possamos crescer e estruturar o Dr. AuAu.

Temos gastos com ração, banho, tosa, produtos de higiene, coleiras , vacinação, vermifugação, transporte ( aliás estamos sem carro), uniformes, enfim….

Já tivemos cerca de 15 cães trabalhando e se houver uma maneira de oferecer a infraestrutura para que todos os cuidados sejam cumpridos, talvez os voluntários não abandonariam.

Demanda gastos .

 

Não esqueçam de visitar o Blog do projeto: www.drauausantos.blogspot.com.br

Assistam as matérias do Dr. Au Au que saíram na Globo e Tv Record.

 

Nosso agradecimento especial para Victoria Girardelli pelo tempo e atenção.

deixe seu comentário: