Cuidados com os filhotes e vacinação.

Descubra os cuidados necessários para vacinar o seu filhote

por ricardojuca — publicado 7 out 2012 - 2:18

Vacinando seu filhote. Foto: Reprodução

Vacinando seu filhote. Foto: Reprodução

Olá leitores do blog! Muito prazer, meu nome é Ricardo Jucá, sou formado em Medicina Veterinária pela Faculdade de Veterinária do Ceará, FAVET da UECE. Neste pequeno blog irei dar dicas sobre cães e gatos (pequenos animais), tentarei ser bem direto e simples nas minhas palavras.

Bom, no meu primeiro “post” irei falar sobre cuidados dos filhotes e vacinações. Geralmente, recebo muitos clientes que tem muitas dúvidas, e sempre começo assim, “pense no seu filhote como um filho”, ele precisa de uma ótima alimentação, uma boa vermifugação e fazer todas as vacinas necessárias. Quando eu falo em alimentação, estou me referindo a uma ração de boa qualidade, saiba que um produto bom não precisa fazer propaganda em programas de culinárias matinais e nem patrocinar filmes de um cachorro bonito baseado em um livro (entenderam a indireta? quando for para falar mal de tal coisa não vou falar o nome direto), as melhores rações no mercado brasileiro são: Hill´s, Royal Canin e Proplan. Existe outras que você pode encontrar conversando com seu veterinário (balconista tem mania de comparar rações ruins com a Royal Canin, então acredite no seu veterinário, ele não ganha comissão por venda). Essas rações tem pouco corante e conservante (o excesso pode causar, por exemplo, problemas de pele), tem alto valor de digestibilidade (ou seja, o que ele come, quase 100% é absorvido pelo organismo) e produzem fezes pequenas e menos fedorenta. Vermifugação é o ato de dar remédio de verme, em filhotes pode ser dado a partir dos 20 dias de nascido, e ficar repetindo uma vez por mês até 7 meses de idade, e então dar reforço da dose a cada quatro meses. Por que todo mês até 7 meses de idade? Volto a falar, pense nele como uma criança, criança e filhote tem mania de tudo que ver na frente morder, levar para boca, o filhote quando está crescendo gosta de “investigar” o ambiente, então vai morder sandálias, gramas, sujeiras e brincar (como brincam) com baratas e formigas. Tudo isso pode causar ingestão de ovos de vermes, então 7 meses é o período, que em média, o filhote sai de filhote para jovem.

Agora, vacinação. Vou logo falando, o ato de vacinar é de responsabilidade do Médico Veterinário, exija isso! Estou cansado de ver balconistas fazendo vacinas não-éticas… O que são vacinas não-éticas? Irei falar agora, pense assim: Se existe mercado, com certeza vai ter alguém fabricando para tentar suprir aquele mercado com produtos de má qualidade, porém de baixo valor financeiro. Esse é o lance das vacinas não-eticas ( que podem ser até importadas), o público tem mania de dizer que vacina importada é a boa, não é exatamente assim. Essas vacinas não-éticas, são vacinas que o fabricante faz sem os pré-requisitos de biossegurança e de boas práticas de fabricação (BPF), não exigem conservação e vendem para qualquer pessoa, são vacinas que um bom Médico Veterinário não assina nem morto, são as famosas vacinas de R$10 ou R$ 15 que são feitas por balconistas e que não tem carimbo do Médico Veterinário. Vacinas éticas são vacinas que seguem todo um protocolo de produção, o fabricante exige uma boa conservação, vendem somente para Médicos Veterinários, tem um valor bem mais alto, em média R$ 50,00 da virose. Em filhotes pode começar a vacinação depois da vermifugação, existe vacinas que se pode começar com 30 dias de nascido, porém o protocolo mais famoso é para começar com 45 dias.

Irei falar mais sobre alimentação, vacinação e vermifugação nos próximos encontros, tentei ser bem direto e tentei resumir um pouco de tudo. Não fique triste, toda semana estarei aqui para falar um pouco de tudo. Podem enviar comentários, dúvidas ( consultas não se pode fazer por nenhum meio de telecomunicação, é proibido por lei).

Só mais uma coisa, só para resumir: Procure sempre um Médico Veterinário, não vá atrás de um prático, o barato sai muito mais caro, o seu animal é um ser vivo e merece ser tratado com dignidade. Obrigado por ler o meu post, acho que ler e aprender não é perda de tempo. Até a próxima.

 

Texto escrito por Dr. Ricardo Jucá

deixe seu comentário: