3 coisas que todo tutor deve saber sobre os ouvidos e orelhas de seus cachorros

É importante saber que o canal auditivo dos cães não são retos, que eles podem apresentar problemas nas orelhas e que eles chacoalharem muito a cabeça não é normal

por Andrezza Oestreicher — publicado 7 mar 2018 - 18:36

As orelhas são um grande charme dos cães. Elas podem ser mais peludas, mais longas, pequenas, caídas ou estarem sempre de pé. Tem também aqueles animais que têm suas duas orelhas diferentes uma da outra, por exemplo, quando é caída e outra bem firme.

E, assim como cada tipo de orelha ganha a preferência de um humano diferente, elas também podem precisar de cuidados diferentes, ou fazer com que os ouvidos precisem de cuidados especiais.

(Foto: Reprodução / Chagrin Falls Pet Clinic)

As infecções de ouvido ainda são problemas bem comuns entre os cães e animais que possuem orelhas grandes ou algum tipo de alergia podem ser afetados de forma mais frequente. Por conta disso, é muito importante ficar atento às orelhas dos cachorros e estar ciente de algumas informações.

1 – chacoalhar muito a cabeça não é um comportamento normal

Os cães até costumam chacoalhar suas cabeças, mas quando esse comportamento é feito de forma muito recorrente e exagerado quer dizer que algo não está normal. Se o seu cão está sacudindo muito a cabeça ou coçando os ouvidos o tempo todo, há alguma coisa errada. Se as coçadas forem acompanhadas por choramingados, o caso pode ser até mais grave.

Observe o comportamento do seu cão e investigue os ouvidos dos animais. Às vezes, alguma coisa pode acabar entrando ali sem querer, como brinquedos ou peças bem pequenas e até plantas. Água dentro dos ouvidos também causam problemas e carrapatos nessa área podem incomodar bastante.

(Foto: Reprodução / Getty Images)

Lembre-se de que os ouvidos dos cães são muito sensíveis, então não devemos introduzir nenhum tipo de objeto. Para uma melhor observação e saber o que pode estar causando a irritação ou infecção no ouvido do animal, o ideal é levá-lo para uma consulta com um médico veterinário.

2 – O canal auditivo dos cães não são retos

Esse é um dos motivos pelos quais introduzir objetos para tentar limpar ou retirar algo de dentro do ouvido dos cães é bem perigoso, você pode acabar afetando a curva do canal auditivo do animal. Para conseguir visualizar o interior dos ouvidos dos cães é preciso um instrumento chamado otoscópio, que médicos e veterinários são treinados para usar.

Além disso, exames no ouvido podem ser desconfortáveis e muitos cães precisam ser sedados para que esses exames sejam feitos de forma mais completa e tranquila.

Por isso é essencial buscar por um médico veterinário caso o seu cachorro apresente qualquer sintoma de irritação ou problema nos ouvidos.

(Foto: Reprodução / Top Dog Tips)

Aqui uma dica muito boa é a de não utilizar medicamentos indicados por amigos, pois o problema que afetou o cãozinho dele pode ser diferente do que está acontecendo com os ouvidos do seu pet. Use no animal apenas medicamentos e produtos indicados pelo médico veterinário que examinar seu cachorro.

3 – Problemas nas orelhas (ouvido externo) também podem incomodar bastante

Assim como pode acontecer com os humanos, os cães também podem sofrer de uma condição chamada de hematoma auricular, ou otohematoma, que é a acumulação de sangue no ouvido externo (orelha), entre a cartilagem e a pele do pavilhão auricular, devido a lesões e traumas. A lesão tem origem na ruptura de vasos sanguíneos levando à acumulação de fluído entre a cartilagem e a pele da face interna da orelha.

No caso dos cães, a ruptura dos vasos pode ser causada por coceiras ou até com o chacoalhar de cabeça exagerado. Os principais sintomas são inchaço, vermelhidão, dor e muito desconforto na orelha afetada.

(Foto: Reprodução / O Meu Animal)

Após um exame, o médico veterinário irá informar qual a melhor forma de retirar esse líquido, que pode adquirir uma consistência dura e ficar ainda mais complicado de ser retirado.

Os ouvidos e orelhas dos cães são regiões sensíveis e que podem apresentar uma série de problemas. Por isso, sempre que perceber qualquer coisa fora do normal procure um médico veterinário para que ele possa fazer um exame e descobrir o que está acontecendo e indicar o melhor tratamento para o seu pet.

Fonte: I Heart Dogs / O Meu Animal

Tutora de dois cachorros, Thalita Rebouças afirma se sentir uma mãe

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 maio 2018 - 9:31

Antes de ter um cachorrinho, nós não temos noção do tamanho do amor que eles podem nos dar e também despertar em nossos corações. E é justamente por isso que muitos tutores se sentem pais e tratam seus pets como verdadeiros filhos, pois é um amor incondicional.

É exatamente assim que a jornalista, escritora e, agora também, apresentadora Thalita Rebouças se sente com seus dois fofos e amados cachorros de estimação, Lindão e Babete.

 » Read more about: Tutora de dois cachorros, Thalita Rebouças afirma se sentir uma mãe  »

Cachorros com doença em fase terminal se tornam amigos e aproveitam seus últimos meses juntos

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 maio 2018 - 9:36

Receber a notícia de que nosso cãozinho está com uma grave doença em fase terminal e que lhe resta apenas poucos meses de vida é muito difícil. Porém, apesar da tristeza, o ideal é aproveitar ao máximo esses dias e tentar deixar o animal o mais confortável possível, além de mimá-lo bastante.

É exatamente isso o que os tutores dos cães Harley Bruiser, um Buldogue de 10 anos de idade, e Buckeye, um Golden Retriever de 15 anos de idade,

 » Read more about: Cachorros com doença em fase terminal se tornam amigos e aproveitam seus últimos meses juntos  »

Cachorro fica com medo de trovões e acaba indo parar em telhado de mercado

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 maio 2018 - 9:27

Não é tão difícil encontrar pessoas que têm medo de trovões. Os fortes barulhos o forte barulho, que é causado por descargas elétricas na atmosfera, conseguem assustar muita gente.

Com sua audição extremamente desenvolvida, os cachorros também sofrem bastante com os trovões. Se para nós os barulhos já são fortes, imaginem para eles.

O cãozinho Thor é acostumado a ficar com seus irmãos caninos na cobertura da casa onde vive, em Caxias do Sul,

 » Read more about: Cachorro fica com medo de trovões e acaba indo parar em telhado de mercado  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Tutora de dois cachorros, Thalita Rebouças afirma se sentir uma mãe

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 maio 2018 - 9:31

Antes de ter um cachorrinho, nós não temos noção do tamanho do amor que eles podem nos dar e também despertar em nossos corações. E é justamente por isso que muitos tutores se sentem pais e tratam seus pets como verdadeiros filhos, pois é um amor incondicional.

É exatamente assim que a jornalista, escritora e, agora também, apresentadora Thalita Rebouças se sente com seus dois fofos e amados cachorros de estimação, Lindão e Babete.

O desconfiado Lindão, um gostoso peludão da raça Coton de Tulear, foi um presente que Thalita ganhou do seu ex-marido há cerca de três anos. A tutora conta que ele é um cão muito carente que, para que ele não ficasse sozinho, ela acabou adotando outro animal para fazer companhia para Lindão.

Na hora de adotar, a escolhida para fazer parte da família de Thalita foi a cadelinha Babete, uma fofa, alegre e hiperativa vira-lata que, segundo a tutora, tem uma personalidade bem diferente de seu irmão mais velho.

Porém, apesar das diferenças, a mamãe afirma que seus filhos peludos convivem muito bem juntos.

Thalita contou que sempre teve cachorros em casa, mas eles eram de seus pais e que ela queria ter seus próprios animais. Agora, com Lindão e Babete ela não só realizou o seu sonho de ter seus cachorros como se sente uma verdadeira mãe dos pets.

“Agora me sinto mãe! A melhor coisa da vida é ter cachorro, só quem tem sabe que é um amor muito louco e maravilhoso. Você se sente a pessoa mais amada e especial do mundo”, afirma ela.

Acho , só acho, que A Babete tá meio irritada com esse laço. 😂😂😂😂 Não guento a cara dessa cachorrinha !!!

A post shared by thalitareboucas (@thalitareboucas) on

A escritora, que é idolatrada pelos jovens por conta de seus livros, ainda incentiva seus fãs a adotarem um animal de estimação: “Adote um cachorrinho. Adote um bichinho de estimação, porque é amor em estado bruto”.

Fonte: Gshow

Cachorros com doença em fase terminal se tornam amigos e aproveitam seus últimos meses juntos

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 maio 2018 - 9:36

Receber a notícia de que nosso cãozinho está com uma grave doença em fase terminal e que lhe resta apenas poucos meses de vida é muito difícil. Porém, apesar da tristeza, o ideal é aproveitar ao máximo esses dias e tentar deixar o animal o mais confortável possível, além de mimá-lo bastante.

É exatamente isso o que os tutores dos cães Harley Bruiser, um Buldogue de 10 anos de idade, e Buckeye, um Golden Retriever de 15 anos de idade, estão fazendo por seus animais. Os médicos deram apenas cerca de 4 a seis meses de vida para ambos os cachorros.

Posted by Ashley McElfresh on Monday, May 14, 2018

Mas, além de muito amor de seus tutores, os cães também estão ganhando muito carinho um do outro. Os pets se conheceram depois de receber o triste diagnóstico e logo ficaram amigos.

Para aproveitar o fim de suas vidas como merecem, como muito amor, mimo e alegria, cada um ganhou de seus tutores uma lista de desejos que estão realizando, em maior parte, juntos.

Os cães já aproveitaram um dia de compras em uma loja de animais e ganharam muitas guloseimas e muitos carinhos até agora. E ainda tem mais por vir. “Eu acho que é realmente importante continuar dando ao seu animal a melhor qualidade de vida até o final”, afirma a veterinária Grace Kemp, tutora de Buckeye.

O Golden Retriever foi adotado por Grace ainda bem jovem e após ser resgatado. Além de membro da família, ele também é um companheiro de trabalho da tutora e sempre a acompanha no hospital veterinário.

Posted by Grace Kemp on Friday, May 18, 2018

Depois de anos dando muito amor para a sua família, o cãozinho Harley, que está mais próximo da estimativa que seu veterinário lhe deu, está ganhando ainda mais amor e sendo mais mimado do que já era normalmente.

O fofo Buldogue também aproveitou um gostoso picolé ao pôr do sol e um passeio com seus tutores em uma Harley Davidson.

Ashley McElfresh, tutora de do cãozinho, está publicando todas as aventuras do animal, que está fazendo uma viagem de carro com sua família, em um grupo no Facebook chamado “Bucket List Adventures of Harley Bruiser”, onde Buckeye frequentemente aparece realizando desejos da lista junto com seu amigo canino.

Posted by Ashley McElfresh on Monday, April 30, 2018

A intenção dos tutores com essa lista de desejos é que os cães, mesmo com todas as suas condições, aproveitem seu restinho de vida e sintam que são muito amados e que têm uma grande importância para toda a família.

Fonte: People