6 fotos fofas que colocam a vida dos cães em perigo

Na era das redes sociais, é comum que as pessoas queiram tirar fotos que chamem a atenção sem pensar nos riscos.

por Karina Sakita — publicado 17 mar 2016 - 18:12

Atualmente, a maioria das pessoas gostam de mostrar a rotina nas redes sociais e as fotos são uma parte importante disso.

Os animais de estimação costumam chamar bastante atenção na Internet e na busca de uma imagem fofinha, alguns tutores não pensam no risco que ela representa para o cão.

Não existe nada de errado em tirar milhões de fotos do seu pet e publicar nas redes sociais, mas é preciso observar alguns erros que muitos cometem sem perceber.

Veja 6 fotos fofas que colocam a vida dos cães em perigo:

 

1. Criança

 

(Foto: Reprodução / Vetstreet)

(Foto: Reprodução / Vetstreet)

 

Este tipo de foto é umas das mais comuns e a mais alarmante! O perigo: o pai ou a mãe segurando o bebê bem na cara do cachorro ou uma criança pisando no pet. Essa interação pode ser extremamente estressante para o cão e perigosa para a criança. Infelizmente, nem todos os tutores conseguem reconhecer os sinais de estresse do pet. Saiba como identificar 10 sinais alarmantes nas interações entre criança e cachorro clicando aqui.

 

2. Janela do Carro

 

(Foto: Reprodução / Vestreet)

(Foto: Reprodução / Vestreet)

 

Essa é provavelmente a foto que mais representa a felicidade canina. Se você acha que não existe nenhum problema nisso, saiba que seu cão está em perigo quando anda solto no carro. Então você deve optar por um cinto de segurança para pets, a caixa de transporte ou um assento cadeirinha (para cães pequenos). Para saber maiores detalhes, clique aqui. Se você ainda não se convenceu do risco que seu cachorro está correndo, o Código Brasileiro de Trânsito prevê infrações do tipo médio e grave para quem transporta animais de maneira irregular.

 

3. Osso

 

(Foto: Reprodução / Vestreet)

(Foto: Reprodução / Vestreet)

 

Outra foto clássica! A intenção pode até ser boa, mas os riscos são muitos: um pedaço do osso pode se soltar e perfurar o sistema digestivo do cachorro, ficar preso no esôfago (garganta), fraturar os dentes, entre outros. Resumindo: não dê osso para seu cão. Para entender melhor os motivos, clique aqui.

Tosadora japonesa aperfeiçoa o visual bolinha e transforma poodle em ovelha

por Samantha Kelly — publicado 22 jun 2018 - 12:34

Sesame é um Poodle japonês que ganhou fama por causa de seu corte bolinha impecável que faria qualquer fashionista sentir inveja. O motivo de tanta comoção é o fato do penteado ter transformado o garotinho canino em uma ovelha.

Infelizmente Yoriko Hamachiyo, a tosadora responsável por essa obra prima da pelagem canina, não compartilhou um vídeo dos bastidores do corte.

Será que o Poodle, uma das raças caninas com penteados mais clássicos de todas,

 » Read more about: Tosadora japonesa aperfeiçoa o visual bolinha e transforma poodle em ovelha  »

Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly

por Samantha Kelly — publicado 21 jun 2018 - 9:52

O auxílio canino no caso da morte de Vitória Gabrielly tem sido fundamental. Ate agora, tanto um pet quanto uma equipe de cães especializados, foram peças chaves na investigação do crime.

Em um primeiro momento, enquanto a polícia ainda tentava encontrá-la e havia a esperança da menina ainda estar viva, a pista da localização exata do paradeiro de Vitória veio de um catador de latinhas que estava passeando com seu cachorro.

O pet ficou intrigado com o cheiro forte que vinha da mata e começou a latir sem parar.

 » Read more about: Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly  »

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio,

 » Read more about: Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Tosadora japonesa aperfeiçoa o visual bolinha e transforma poodle em ovelha

por Samantha Kelly — publicado 22 jun 2018 - 12:34

Sesame é um Poodle japonês que ganhou fama por causa de seu corte bolinha impecável que faria qualquer fashionista sentir inveja. O motivo de tanta comoção é o fato do penteado ter transformado o garotinho canino em uma ovelha.

Infelizmente Yoriko Hamachiyo, a tosadora responsável por essa obra prima da pelagem canina, não compartilhou um vídeo dos bastidores do corte.

Será que o Poodle, uma das raças caninas com penteados mais clássicos de todas, ganhará mais um modelo? Se depender de nós, votamos sim mil vezes.

Sério, o resultado é tão incrível que as fotos parecem montagem, mas não são.

 

Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly

por Samantha Kelly — publicado 21 jun 2018 - 9:52

O auxílio canino no caso da morte de Vitória Gabrielly tem sido fundamental. Ate agora, tanto um pet quanto uma equipe de cães especializados, foram peças chaves na investigação do crime.

Em um primeiro momento, enquanto a polícia ainda tentava encontrá-la e havia a esperança da menina ainda estar viva, a pista da localização exata do paradeiro de Vitória veio de um catador de latinhas que estava passeando com seu cachorro.

O pet ficou intrigado com o cheiro forte que vinha da mata e começou a latir sem parar. Foi graças a reação estranha do cachorro que o tutor foi verificar se havia de fato algo errado. Foi então que ele acabou se deparando com o corpo da menina, que se encontrava no mesmo local há 4 dias.

Após a confirmação da morte e localização do corpo, a próxima fase da investigação contou com a ajuda de Bazuka, Adaga e Duke, cães farejadores do grupo GBR. Através de odores de suspeitos fornecidos pela polícia, os cães vasculharam a área delimitada e verificaram se os cheiros poderiam ser encontrados no local.

Apesar da equipe envolvida não poder contar muito sobre o resultado para não atrapalhar o trabalho investigativo, o treinador dos cães afirma que os animais confirmaram a presença de alguns dos odores no local.

 

Foto: Reprodução/Record