7 formas de ajudar seu cachorro a lidar com a perda de um amigo animal

Acompanhar o cão mais de perto, manter sua rotina diária e até permitir que ele veja o animal falecido são dicas para ajudar um cachorro a superar o luto

por Andrezza Oestreicher — publicado 13 out 2017 - 18:00

Quem já perdeu um animal de estimação sabe bem como é doloroso e como a falta que ele faz causa um grande sofrimento. Porém, não somos só nós quem sentimos essa dor. Os cachorros também sofrem com a morte de um animal de estimação da família.

Como eles podem não demonstrar de uma forma tão aberta quanto nós, é preciso ficar de olho neles para perceber quando eles estão tristes e precisando de ajuda.

Os cães também podem ficar de luto após a morte de outro animal de estimação da família. (Foto: Reprodução / Dog Time)

Alguns dos sinais de que o cão está de luto e sofrendo são: mudanças no sono, mudança nos hábitos alimentares, falta de interesse nos passeios e em brincar, não querer ficar sozinho e continuar procurando pelo amigo falecido.

Porém, nós podemos fazer algumas coisas para ajudar nosso amigo peludo que também está sofrendo.

1 – Acompanhe seu animal mais de perto

Não esqueça do animal que está vivo por conta da tristeza do seu pet que faleceu, pois, assim como você, ele também perdeu seu companheiro de todas as horas. A melhor coisa para superar este momento, é vocês ficarem juntos, um dando amor e apoio ao outro. Mesmo que o seu pet não demonstre sofrimento, esteja mais atento ao comportamento dele no começo e lhe dê ainda mais carinho.

2 – Monitore a alimentação do seu cão

Quando estamos tristes e de luto, o apetite é uma das coisas mais afetadas. E o mesmo acontece com os cães. Quando estão passando por momentos assim os cachorros podem passar até 48 horas sem comer. O mais indicado é que você continue oferecendo a comida regular do cão nos horários que ele costuma comer, quando estiver se sentindo melhor, ele voltará a comer. Evite ao máximo oferecer guloseimas, pois o animal pode se acostumar.

Caso o seu cachorro demore muito para comer é hora de procurar um veterinário.

É importante ficar de olho na alimentação do cão nesse período de luto para que ele não fique tanto tempo sem comer. (Foto: Reprodução / I Heart Dogs)

3 – Dê tempo ao cão

Cada pessoa vive o luto de uma forma e por um tempo diferente. Não é possível saber por quanto tempo os cachorros vivem o luto, assim como com os humanos, não existe um prazo para que o animal volte ao normal. Se o tempo está passando e você não percebe melhoras no cão, é uma dica levá-lo ao veterinário.

4 – Mantenha a rotina diária do animal

É sempre difícil voltar á rotina após a perda de um animal de estimação tão amado, mas o cachorro que ficou vai precisar dessa continuidade na rotina para se sentir seguro e amparado. Faça o possível para manter as atividades diárias do cão, principalmente os horários de alimentação, brincadeiras e caminhada.

5 – Permita que cães sobreviventes estabeleçam sua própria estrutura social

Quando uma casa tem muitos cães perde um cão, a dinâmica entre o grupo de animais é afetada. O ideal é que eles se organizem sozinhos, mesmo que esse período seja caótico e com latidos e até estranhamentos entre eles. Desde que nenhum animal se machuque ou represente uma ameaça para os outros e para a família, o ideal é que os cães se reorganizem por conta própria.

Não se esqueça de dar muito carinho e atenção para o cão que ficou, pois ele também perdeu um amigo. (Foto: Reprodução / Cesar’s Way)

6 – Pense sobre a possibilidade do cão se despedir do amigo que faleceu

Os animais costumam entender a morte ao verem outro animal morto. Por isso, alguns veterinários incentivam tutores a dar a oportunidade do cachorro vivo inspecione o corpo do animal falecido. Isso faz com que o cão entenda o que de fato aconteceu e veja que o seu amigo não apenas sumiu.

7 – Às vezes é indicado esperar algum tempo antes de levar um novo animal para casa

Costumamos pensar que é melhor levar rapidamente um novo animal para casa para que o cãozinho que perdeu o amigo tenha uma nova companhia. Porém, alguns especialistas recomendam que se espere cerca de três meses para que o cachorro que está de luto fique bem e se “acostume” com a falta do animal falecido antes de ganhar uma nova companhia.

O ideal é observar bem o comportamento do cachorro para ver se já é hora de adicionar um novo membro na família.

Não se esqueça de que cada animal é diferente do outro e que a melhor forma de cuidar do seu pet é com a ajuda de um médico veterinário.

Fonte: I Heart Dogs

Celebridades e seus cães entram no clima da Copa do Mundo 2018

por Samantha Kelly — publicado 4 jul 2018 - 13:36

Não tem como, é só começar a Copa que durante um mês o Brasil para e entra no clima, em uma das mais lindas torcidas do mundo.

Nesse período ninguém imune e todos entram na festa, incluindo os pets, que vestem verde e amarelo e, sem entender nada, representam os torcedores mais lindos do país.

Nessa alegria, muitas celebridades e artistas brasileiros que estão vibrando com a seleção compartilharam os momentos na torcida.

 » Read more about: Celebridades e seus cães entram no clima da Copa do Mundo 2018  »

Tosadora japonesa aperfeiçoa o visual bolinha e transforma poodle em ovelha

por Samantha Kelly — publicado 22 jun 2018 - 12:34

Sesame é um Poodle japonês que ganhou fama por causa de seu corte bolinha impecável que faria qualquer fashionista sentir inveja. O motivo de tanta comoção é o fato do penteado ter transformado o garotinho canino em uma ovelha.

Infelizmente Yoriko Hamachiyo, a tosadora responsável por essa obra prima da pelagem canina, não compartilhou um vídeo dos bastidores do corte.

Será que o Poodle, uma das raças caninas com penteados mais clássicos de todas,

 » Read more about: Tosadora japonesa aperfeiçoa o visual bolinha e transforma poodle em ovelha  »

Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly

por Samantha Kelly — publicado 21 jun 2018 - 9:52

O auxílio canino no caso da morte de Vitória Gabrielly tem sido fundamental. Ate agora, tanto um pet quanto uma equipe de cães especializados, foram peças chaves na investigação do crime.

Em um primeiro momento, enquanto a polícia ainda tentava encontrá-la e havia a esperança da menina ainda estar viva, a pista da localização exata do paradeiro de Vitória veio de um catador de latinhas que estava passeando com seu cachorro.

O pet ficou intrigado com o cheiro forte que vinha da mata e começou a latir sem parar.

 » Read more about: Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Celebridades e seus cães entram no clima da Copa do Mundo 2018

por Samantha Kelly — publicado 4 jul 2018 - 13:36

Não tem como, é só começar a Copa que durante um mês o Brasil para e entra no clima, em uma das mais lindas torcidas do mundo.

Nesse período ninguém imune e todos entram na festa, incluindo os pets, que vestem verde e amarelo e, sem entender nada, representam os torcedores mais lindos do país.

Nessa alegria, muitas celebridades e artistas brasileiros que estão vibrando com a seleção compartilharam os momentos na torcida. Porém, quem roubou a cena mesmo foram os peludos. Tem Gisele, Grazi, Kevinho e muito mais.

Confiram alguns desses momentos abaixo:

 

Torcida organizada!! ✅ Vai Brasil!!!💛💚

A post shared by Gisele Bündchen (@gisele) on

Vamos Brasil 👻🇧🇷

A post shared by Kevinho (@kevinho) on

Essa vitória foi toda sua @treinadortite ⚽️🇧🇷

A post shared by Susana Vieira (@susanavieiraoficial) on

Sonequinha antes do jogo.Acorda Mano,vai começar!!!🙏✨✨✨Bora Braseeel!

A post shared by Reynaldo Gianecchini (@reynaldogianecchini) on

12 patas e 6 pés quentes aqui em casa!!! 🇧🇷

A post shared by José Loreto (@joseloreto) on

Vai Brazzzzeeellll 🇧🇷🇧🇷🇧🇷 #bbfloquinho❤🐶

A post shared by ladyfontenelle (@ladyfontenelle) on

 

Tosadora japonesa aperfeiçoa o visual bolinha e transforma poodle em ovelha

por Samantha Kelly — publicado 22 jun 2018 - 12:34

Sesame é um Poodle japonês que ganhou fama por causa de seu corte bolinha impecável que faria qualquer fashionista sentir inveja. O motivo de tanta comoção é o fato do penteado ter transformado o garotinho canino em uma ovelha.

Infelizmente Yoriko Hamachiyo, a tosadora responsável por essa obra prima da pelagem canina, não compartilhou um vídeo dos bastidores do corte.

Será que o Poodle, uma das raças caninas com penteados mais clássicos de todas, ganhará mais um modelo? Se depender de nós, votamos sim mil vezes.

Sério, o resultado é tão incrível que as fotos parecem montagem, mas não são.