Ama animais? Saiba 15 maneiras de como você pode ajudá-los

O que muitos desconhecem é que há muitas formas de ajudar. O único elemento necessário é boa vontade e comprometimento.

por Samantha Kelly — publicado 3 fev 2015 - 14:39

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

São muitas as pessoas que dizem que amam animais, que adorariam fazer alguma coisa, porém, não fazem nada para ajudá-los. As desculpas vão desde os que dizem que não têm dinheiro aos que não têm tempo.

O que talvez desconheçam, é que há muitas formas de ajudar. O único elemento necessário é boa vontade e comprometimento.

Por isso, listamos 15 maneiras que você pode ser mais ativo e influenciar positivamente a vida dos animais.

 

1- Adote

Está aberto a ter um novo companheiro? Adote, dê uma chance de uma vida melhor para um animal que está perfeito, só a espera de um lar

2- Não compre de Puppy Mills

Se decidir comprar um animal, investigue sua origem e nunca compre de um criador que não trata bem seus animais e não garante o bem estar dos animais em sua responsabilidade.

3- Não coloque seus animais para procriar indiscriminadamente

Colocar seu animal para procriar, sem estar preparado para arcar com o trabalho e despesas financeiras, de ser responsável pela vida dos filhotes, caso ninguém os adote ou compre, é jogar aqueles filhotes a própria sorte no mundo.

4- Não tenha preconceito com SRDs

Os Sem Raça Definida (SRS) têm sem brilho. Veja a beleza e o companheirismo que vão além dos padrões de pedrigree.

5- Resgate

Viu um animal na rua? Ajude-o! A sua ação mudará completamente a vida daquele ser.

6- Ofereça lar temporário

Muitas ONGs não têm o espaço ou contingente humano para cuidar de todos os animais que são resgatados. Abra as portas de suas casa para um animal, preparando-o para a nova família, enquanto ele não é adotado permanentemente.

7- Pratique a posse responsável

Seja um bom tutor e garanta que seu animal tenha uma vida digna, com amor e saúde. O bem estar do seu cachorro é de sua responsabilidade.

8- Auxilie uma ONG financeiramente

Muitas ONGs fazem um belo trabalho no resgate de animais, porém, sem auxílio financeiro do poder público, os protetores sofrem para garantir que os animais tenham os cuidados necessários e suas necessidades básicas supridas,. Uma ajuda financeira, de preferência um compromisso mensal, mesmo que pequena, representa muito.

9- Compre os produtos de uma ONG

Uma das maneiras que ONGs conseguem custear parte de seu trabalho é vendendo produtos.

10- Auxilie uma ONG com trabalho físico e presencial

Há diversos exemplos de como você pode auxiliar o trabalho de uma ONG presencialmente: Participe de mutirões de limpeza, de construção de novos canis, seja voluntário em feiras, etc.

11- Conscientize e dissemine informações importantes

Se mantenha informado e garanta que as informações e conteúdo que você adquiriu sejam disseminados. Quanto mais pessoas atingir, mais chances desse conhecimento ajudar animais e pessoas.

12- Utilize de seu trabalho/talento para mudar vidas

É artista? Se inspire e faça um projeto que conscientiza. Jornalista? Que tal utilizar de suas palavras e veículos para tocar mais pessoas. Trabalha com o poder público? Lute pelo direito dos animais com leis e projetos. Trabalha em uma empresa que possui projetos sociais? Utilize essa possibilidade para ajudar alguma ONG ou projeto voltado aos animais.

13- Apoie empresas que se importam com os animais

Várias empresas são conscientes e realizam um trabalho especial com os animais. Apoie o trabalho e deixe claro que eles fazem a diferença.

14- Cobre do poder público

O governo é teoricamente responsável por cuidar dos animais de nosso país. Cobre que os projetos de leis, há tanto tempo engavetados, sejam aprovados, e fique de olho para que eles sejam implementados.

15- Não permita o abuso animal 

Se você presenciou o abuso animal, denuncie, a lei está ao seu lado. Abuso animal é crime no Brasil.

Notou um comportamento estranho por parte de algum conhecido com o pet dele? Não fique calado e tente explicar que aquilo é errado. Não seja omisso com o sofrimento do outro.

deixe seu comentário: