Curiosidades sobre chihuahuas

Conheça alguns fatos dessa raça de cães pequenos e valentes.

por Karina Sakita — publicado 22 jul 2014 - 10:46

Quem tem ou já viu um Chihuahua pessoalmente sabe que é uma raça de cachorros pequenos, porém muito valentes.

Por outro lado, costumam ser carinhosos com seus tutores.

 

Chihuahuas costumam ser muito corajosos. (Foto: Reprodução / Google)

Chihuahuas costumam ser muito corajosos. (Foto: Reprodução / Google)

 

Agora conheça 8 curiosidades sobre os Chihuahuas:

 

  1. É a raça mais antiga da América do Norte – Um antigo ancestral do Chihuahua era o Techichi, cuja origem vem do México durante o século IX. Como essa raça é muito antiga, seus detalhes se perderam. Mas muitos acreditam que os exploradores europeus levaram seus cachorros à América do Norte e fizeram o cruzamento com os Techichis, dessa maneira, começaram o processo de criação do atual Chihuahua.
  2. O nome Chihuahua veio de um estado do México – No século XIX, foram encontrados restos mortais de cães Techichis astecas no México, no estado que se chama Chihuahua. Como a raça atual se tornou muito popular nos Estados Unidos,  com os turistas que levaram os cães do México para casa, a raça acabou recebendo o nome do local.
  3. O ancestral do Chihuahua era sagrado para os astecas e toltecas – Os cães Techichis se tornaram bichos de estimação dos toltecas quando eles conquistaram os Maias. E para os astecas, esses cachorros eram reverenciados como místicos poderosos.
  4. É a menor raça do mundo – Apesar do recorde de menor cachorro da história pertencer à um yorkshire terrier, atualmente, o título de menor cão do mundo é da chihuahua Miracle Milly, uma fêmea de apenas 9,65 centímetros de altura.
  5. O Chihuahua vive mais tempo do que a maioria das raças – A expectativa de vida variar bastante entre as diferentes raças de cachorro. E o tamanho costuma interferir, porque o enorme Dog Alemão costuma ter uma vida mais curta e o pequeno Chihuahua pode passar dos 20 anos. Além disso, é uma raça que não costuma ter problemas graves de saúde.
  6. A variedade de cores que os Chihuahuas podem ter é maior do que qualquer outra raça – O American Kennel Club lista mais de 40 variações de cores e manchas existentes da raça. E o Chihuahua também é dividido oficialmente em dois grupos: pelo curto e pelo longo.
  7. O recorde de maior ninhada de Chihuahuas foi de 10 filhotes – Em setembro de 2011, a chihuahua Coco teve 10 filhotes de uma vez.
  8. Marilyn Monroe era apaixonada por Chihuahuas – Ela tinha muitos animais de estimação: um gato, um pássaro, um cavalo e vários cachorros, incluindo uma chihuahua chamada Josepha.

 

Para saber mais sobre a raça, clique aqui.

 

Chihuahua e suas curiosidades. (Foto: Reprodução / Google)

Chihuahua e suas curiosidades. (Foto: Reprodução / Google)

 

Fonte: Pawnation

Voluntários resgatam cão que ficou 24h preso em tubulação em Santos

por Andrezza Oestreicher — publicado 11 dez 2017 - 18:31

Durante um passeio com seu tutor, um pequeno cãozinho da raça Chihuahua se soltou de sua coleira e fugiu. Porém, o animal acabou caindo em um canal e ficando preso em tubulação da rede pluvial de Santos, no litoral de São Paulo, que coleta água da chuva de bueiros e a despeja no Canal 6.

“Eu estava passeando com ele de tarde quando ele se soltou da coleira, saiu correndo e caiu no canal”,

 » Read more about: Voluntários resgatam cão que ficou 24h preso em tubulação em Santos  »

Bruno Gagliasso faz parceria com Ibama e constrói casa de recuperação para animais silvestres

por Andrezza Oestreicher — publicado 11 dez 2017 - 9:30

O ator Bruno Gagliasso e sua esposa, a também atriz Giovanna Ewbank, são apaixonados por cachorros. O casal é, atualmente, tutor de sete cães e já ajudou animais abandonados a encontrarem novas famílias.

Porém, o amor que a família tem pelos animais não se restringe somente aos cachorros. E prova disso é o que Bruno está fazendo para ajudar a milhares de animais silvestres em nosso país.

Quando a felicidade invade o coração e alma….

 » Read more about: Bruno Gagliasso faz parceria com Ibama e constrói casa de recuperação para animais silvestres  »

Cadelinha mantida presa por usuários de droga é resgatada por agentes da Polícia Federal

por Andrezza Oestreicher — publicado 9 dez 2017 - 18:38

As drogas podem ser as causadoras de graves problemas, como furtos, roubos, podem causar ainda a destruição de famílias e até morte, principalmente dos seus usuários.

No Paraná, mais um grave problema que tem as drogas como causa foi descoberto pela Polícia Federal. Usuários de drogas, mais especificamente de crack, estavam prendendo cachorros para que eles fossem abatidos e comidos, como churrasco.

Mãezinha é um dos animais que teve a sua vida salva pelos policiais.

 » Read more about: Cadelinha mantida presa por usuários de droga é resgatada por agentes da Polícia Federal  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Voluntários resgatam cão que ficou 24h preso em tubulação em Santos

por Andrezza Oestreicher — publicado 11 dez 2017 - 18:31

Durante um passeio com seu tutor, um pequeno cãozinho da raça Chihuahua se soltou de sua coleira e fugiu. Porém, o animal acabou caindo em um canal e ficando preso em tubulação da rede pluvial de Santos, no litoral de São Paulo, que coleta água da chuva de bueiros e a despeja no Canal 6.

“Eu estava passeando com ele de tarde quando ele se soltou da coleira, saiu correndo e caiu no canal”, contou Luiz Skitnevsky, tutor do animal.

O resgate do animal foi feito por voluntários, que contaram com a ajuda da equipe da Coordenadoria de Defesa da Vida Animal. (Foto: Reprodução / Prefeitura de Santos / Isabela Carrari)

No mesmo dia em que seu cachorro caiu no canal, os bombeiros foram chamados para fazer o resgate. Porém, como o animal, que se chama Junior, estava muito assustado, cada vez que via os soldados se aproximando, ele se afastava.

O trabalho teve de ser suspenso durante toda a noite e madrugada e foi retomado no dia seguinte ao acidente. “À noite, pedi para um morador de rua ficar monitorando e, se caso o cachorro saísse da tubulação, ele pegaria pra mim”, disse Luiz.

No outro dia, voluntários voltaram para tentar resgatar o cãozinho Junior e dessa vez contaram com a ajuda da equipe da Coordenadoria de Defesa da Vida Animal (Codevida). “Como havia um banco de areia que impedia de chegarmos até o cachorro, conseguimos maquinário para abrir caminho”, explicou Leila Abreu, coordenadora do órgão.

O cãozinho estava bastante sujo, mas não apresentava ferimentos. (Foto: Reprodução / Prefeitura de Santos / Isabela Carrari)

Leila Abreu também explicou que a família do animal acompanhou o resgate e negou que Junior fosse vítima de maus-tratos. O cãozinho foi devolvido para o seu tutor logo depois que um voluntário conseguiu retirá-lo da tubulação.

Junior, que estava bastante sujo, mas não apresentava ferimentos, foi imediatamente levado para uma clínica veterinária, onde foi examinado e logo liberado para voltar para casa. “Estávamos nervosos e desde ontem acompanhamos tudo. Foi um alívio e agora estamos felizes”, disse o tutor do animal.

Fonte: G1

Bruno Gagliasso faz parceria com Ibama e constrói casa de recuperação para animais silvestres

por Andrezza Oestreicher — publicado 11 dez 2017 - 9:30

O ator Bruno Gagliasso e sua esposa, a também atriz Giovanna Ewbank, são apaixonados por cachorros. O casal é, atualmente, tutor de sete cães e já ajudou animais abandonados a encontrarem novas famílias.

Porém, o amor que a família tem pelos animais não se restringe somente aos cachorros. E prova disso é o que Bruno está fazendo para ajudar a milhares de animais silvestres em nosso país.

O ator firmou uma parceria com o Ibama e o Instituto Vida Livre e transformou o seu rancho pessoal em um centro de recuperação e área de soltura de animais silvestres que sofreram e foram resgatados do tráfico de animais.

“Você sabia que o Rio de Janeiro é a principal rota do tráfico de animais silvestres? Por isso há tanto bicho sofrendo”, explica o ator.

No rancho, que fica localizado em Secretário, na Serra Fluminense, está sendo construída uma casa que servirá como hospital, onde os animais receberão os cuidados e tratamentos necessários antes de serem recolocados na natureza.

“Acabamos de libertar um veado e estamos cuidando de um lobo-guará. Montei ainda um viveiro para reensinar pássaros machucados a voar”, conta Bruno.

Os custos da construção da casa, que já está sendo feita e será toda sustentável, com placas solares, reuso d’água, teto verde e cortinas automáticas para preservar a temperatura ambiente conforme o deslocamento do sol, devem chegar aos 3 milhões de reais.

A obra deverá ficar pronta no primeiro semestre de 2018, porém, animais recuperados já estão sendo soltos no terreno.

Fonte: Veja Rio