Alemanha revogará lei que permite sexo com animais

por Samantha Kelly — publicado 7 dez 2012 - 7:39

Ministra da Agricultura – Isle Aigner. Foto: Gon Alo Silva/Demotix/Corbis

 

Para quem não sabe, uma lei aceita em 1969 na Alemanha permitiu que a Zoofilia, ou seja, a prática sexual entre pessoas e animais, fosse legalizada.

Devido ao grande trabalho de grupos que lutam pelos direitos dos animais e desejam que o ato seja visto como estupro e o crescente número da prática nos último anos, incluindo “zoológicos eróticos” onde as pessoas podem visitar e abusar de animais, que vão desde llamas à cabras, a ministra da Agricultura, Ilse Aigner, está revisando a lei. A decisão final será tomada dia 14 de dezembro em Bundestag.

O governo de Angela Merkel, que está desenvolvendo a mudança na lei, diz que a chave para a nova legislação é reconhecer que relações sexuais com humanos são “inapropriadas” para os animais.

De acordo com Hans-Michael Goldmann, presidente da comissão de agricultura, animais não deveriam ser usados para “atividades sexuais pessoais ou estarem disponíveis para atividades sexuais com terceiros…Forçando-os a agir de maneira inapropriada para suas espécies”.

Com a nova lei, o culpado deverá pagar uma multa de 25.000 euros.

 

Comunidade Zoófila luta contra a decisão

A Alemanha possui uma comunidade de zoófilos que defende a prática, no geral afirmando que não há nada de errado já que eles nunca forçariam o animal a fazer o que não quer.

Michael Kiok, presidente do grupo Zoophile Engagement for Tolerance and Information (Zeta) e atualmente em um “relacionamento” com seu cachorro de 8 anos, explica:

 

Nós vamos tomar ações legais e lutar contra. O ponto central dos zoófilos é que não fazemos nada que os animais não queiram. Nós não os tratamos cruelmente. Um animal é bem capaz de mostrar precisamente o que quer e quando quer. Quando eu olho para o meu cachorro, eu sei exatamente o que ele quer. Animais são bem mais fáceis de entender do que as mulheres.

 

Por mais incrível que pareça, a zoofilia ainda é permitida em alguns países europeus como Bélgica, Dinamarca e Suécia .

 

Fonte The Guardian e BBC

 

 

deixe seu comentário: