Após morte de cadelinha, mulher apresenta problema no coração conhecido como síndrome do coração partido

A síndrome tem sintomas parecidos com os de um infarto e ocorre após grandes acontecimentos emocionais, como a perda de um filho

por Andrezza Oestreicher — publicado 25 out 2017 - 9:25

Quem já perdeu um cachorrinho ou um animalzinho de estimação que amava muito sabe como este momento pode ser sofrido e como a falta do bichinho é bem dolorosa, parece que o nosso coração vai se quebrar.

Nos Estados Unidos, uma mulher apresentou um problema de coração após perder sua amada cadelinha de estimação da raça Yorkshire Terrier.

A cadelinha tinha nove anos quando faleceu e sua tutora sofreu bastante. (Foto: Reprodução / The Washington Post / Joanie Simpson)

Em uma manhã como outra qualquer, Joanie Simpson acordou com uma forte dor nas costas que subiu para o peito no momento em que ela se mexeu. Em menos de meia hora ela estava na emergência em uma clínica local, de onde foi encaminhada para um hospital logo em seguida.

Joanie, que tem 62 anos de idade, estava apresentando sinais claros de infarto. Porém, exames mais criteriosos feitos no Memorial Hermann Heart & Vascular Institute -Texas Medical Center, hospital de doenças cardíacas e vasculares, mostraram que o problema no coração da mulher era outro.

Ela estava na verdade com cardiomiopatia de Takotsubo, uma condição mais conhecida como síndrome do coração partido e que tem sintomas muito parecidos com os de ataques cardíacos.

A síndrome do coração partido acontece após grandes acontecimentos ou estresses emocionais, como a morte de um ente muito querido, como um filho, marido/esposa, e é daí que vem o nome “síndrome do coração partido”. No caso de Joanie, a condição apareceu após a morte de sua cadela Meha.

A síndrome do coração partido acontece após grandes acontecimentos emocionais, como a morte de um ente muito próximo e amado, por isso o problema é conhecido por esse nome. (Foto: Reprodução / publicdomainpictures)

Meha, que tinha nove anos quando faleceu, sofria de insuficiência cardíaca. Segundo Joanie, a cadela era como uma filha para ela e foi uma grande companhia para ela e seu marido depois que seus filhos saíram de casa.

Na época em que apresentou seu problema cardíaco, Joanie estava passando por uma série de pequenos estresses: seu filho tinha que passar por uma cirurgia e seu genro estava desempregado.

A morte da cadelinha, que aconteceu em maio do ano passado na frente de Joanie um dia depois dela ter desistido de eutanasiar o animal, foi como a gota d’água para a mulher, que afirmou ter sido horrível testemunhar a morte de sua cadela e que foi realmente um momento muito difícil para ela.

Após receber o tratamento necessário, Joanie recebeu alta médica e segue se cuidando em casa. Ela hoje está bem, mas precisa tomar medicamentos diariamente para o coração.

A síndrome do coração partido apresenta sintomas muito parecidos com os de um infarto. (Foto: Reprodução / Burger / Phanie / Arquivo AFP)

Apesar de não ser o primeiro caso de síndrome do coração partido após a morte de um animal de estimação, o acontecimento foi bastante divulgado na mídia, principalmente para mostrar como a perda de animais de estimação pode afetar de forma muito forte os seus tutores, que muitas vezes têm seus cães como verdadeiros filhos.

Fonte: The Washington Post

Após 10 anos desaparecida, cadela volta para a casa de sua família

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 fev 2018 - 18:37

Quando um cachorro foge de casa e acaba se perdendo, é sempre muito difícil para os tutores. Não saber onde seu animal está e em que condição ele está é terrível.

Em alguns casos, quando esses animais são encontrados por pessoas de bom coração eles chegam a ser devolvidos para os tutores. Em muitos outros, os cães não retornam e a família fica sem saber o que de fato aconteceu.

E existe também o caso da cadelinha Abby,

 » Read more about: Após 10 anos desaparecida, cadela volta para a casa de sua família  »

Artistas internacionais aproveitam o Valentine’s Day para incentivar a adoção de animais

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 fev 2018 - 9:21

Em uma data como o Valentine’s Day, em que se é comemorado o amor em suas diversas formas e a amizade em vários países do mundo, nada mais natural, e também justo, do que celebrar e homenagear aqueles que nos amam da forma mais pura e sem esperar nada em troca, os nossos cachorros e animais de estimação.

Pensando em fazer uma bela homenagem aos amorosos peludos e em ajudar animais que estão em abrigos esperando por uma família,

 » Read more about: Artistas internacionais aproveitam o Valentine’s Day para incentivar a adoção de animais  »

Coreia do Sul não vai parar de servir carne de cachorro durante Olimpíadas de Inverno

por Andrezza Oestreicher — publicado 17 fev 2018 - 18:40

Sabendo que o consumo de carne de cachorro é muito grande na Coreia do Sul, onde se acredita que este tipo de carne é uma rica fonte de energia e são abatidos cerca de 2 milhões de cães todos os anos, ativistas animais intensificaram ainda mais as campanhas para tentar dar fim a esta prática.

Além de diversos protestos realizados em Seul, capital da Coreia do Sul, também foram feitas petições on-line pedindo o boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang 2018,

 » Read more about: Coreia do Sul não vai parar de servir carne de cachorro durante Olimpíadas de Inverno  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Após 10 anos desaparecida, cadela volta para a casa de sua família

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 fev 2018 - 18:37

Quando um cachorro foge de casa e acaba se perdendo, é sempre muito difícil para os tutores. Não saber onde seu animal está e em que condição ele está é terrível.

Em alguns casos, quando esses animais são encontrados por pessoas de bom coração eles chegam a ser devolvidos para os tutores. Em muitos outros, os cães não retornam e a família fica sem saber o que de fato aconteceu.

A cadelinha fugiu de casa quando tinha um ano de idade. (Foto: Reprodução / Nate Sallwood / Tribune-Review)

E existe também o caso da cadelinha Abby, um Labrador preto que desapareceu de casa durante uma brincadeira e só foi encontrada novamente 10 anos depois.

De acordo com Debra Suierveld, tutora da cadela, há 10 anos, seus filhos estavam brincando com Abby no quintal de casa, na Pensilvânia. Parecia ser um dia normal, até que a pequena cadelinha, que tinha um ano na época, correu, fugiu e desapareceu completamente.

Debra contou que a família procurou o animal por toda parte, mas parecia que ela tinha simplesmente evaporado. Um tempo depois, a família passou a acreditar que a pequena Abby tinha falecido, por isso não era encontrada.

O susto e a surpresa vieram 10 anos depois, quando Debra Suierveld recebeu um chamado falando que sua cadela tinha sido encontrada.

10 anos depois, ela foi encontrada,identificada e finalmente voltou para a sua família. (Foto: Reprodução / Nate Sallwood / Tribune-Review)

Segundo informações que foram passadas para Debra, a cadela foi encontrada na varanda de uma residência localizada a cerca de 12 km de distância da casa da sua família e de lá foi levada para um abrigo, onde a cadela foi identificada graças a um microchip que Debra tinha implantado em Abby quando ela era ainda uma filhote.

Não se sabe o que aconteceu com a cadela por todos esses anos e nem como ela foi parar novamente tão pertinho da casa de sua família, porém, todos ficaram muito felizes em poder ter Abby de volta em casa.

Fonte: Bored Panda

Artistas internacionais aproveitam o Valentine’s Day para incentivar a adoção de animais

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 fev 2018 - 9:21

Em uma data como o Valentine’s Day, em que se é comemorado o amor em suas diversas formas e a amizade em vários países do mundo, nada mais natural, e também justo, do que celebrar e homenagear aqueles que nos amam da forma mais pura e sem esperar nada em troca, os nossos cachorros e animais de estimação.

Pensando em fazer uma bela homenagem aos amorosos peludos e em ajudar animais que estão em abrigos esperando por uma família, a Best Friends Animal Society, organização de bem-estar animal dedicada a acabar com a morte de cães e gatos nos abrigos dos Estados Unidos, juntou vídeos caseiros de celebridades internacionais cantando uma música para lá de especial para seus bichinhos de estimação adotados e transformou em um videoclipe.

A atriz Selma Blair gravou com seus dois cachorros, ambos adotados de abrigos. (Foto: Reprodução / Facebook Best Friends Animal Society)

A música escolhida foi a clássica L-O-V-E (AMOR em português), de Nat King Cole, cantor e pianista de jazz norte-americano, que fala de amor e diz em um trecho:
“Amor é tudo que eu posso te dar
Amor é mais do que um jogo para dois

Pegue meu coração, mas, por favor, não o parta
Amor foi feito para mim e para você”.

Uma letra que combina muito bem com o amor completamente gratuito que os animais de estimação sempre costumam dar para os seus tutores, mesmo para aqueles que nem merecem.

L O V E

Love is all that they can give to you — but you can give homeless pets across the country an extraordinary future when you pledge your love along with Amanda Seyfried, Josh Gad, Selma Blair, Jamie Chung, Natalie Morales and Mayim Bialik to Save Them All!Show the animals just how much you care when you take the pledge: http://bit.ly/STAPledgeLove. -emily

Posted by Best Friends Animal Society on Monday, February 12, 2018

Entre os artistas que aparecem no vídeo com seus animais adotados estão Amanda Seyfried, Selma Blair, Josh Gad, Mayim Bialik, Jamie Chung e Natalie Morales.

A Best Friends Animal Society espera que o vínculo e amor entre tutores e seus pets vistos no vídeo inspirem mais pessoas a adotar animais de abrigos e mostre o quanto esses bichinhos podem ser amorosos, carinhosos e muito companheiros.

Fonte: People