Cachorro de rua acompanha time de atletas durante uma longa competição esportiva

O cão seguiu o time sueco Peak Performance durante seis dias do Adventure Racing World Championship 2014

por Karina Sakita — publicado 24 nov 2014 - 6:57

Um cachorro de rua aventureiro decidiu acompanhar um time de atletas durante seis dias em uma longa competição esportiva no Equador.

 

O cachorro Arthur acompanhou o time nessa longa competição. (Foto: Reprodução / Facebook / Team Peak Performance)

O cachorro Arthur acompanhou o time Peak Performance nessa longa competição. (Foto: Reprodução / Facebook / Team Peak Performance)

 

O cão, que recebeu o nome de Arthur, participou do Adventure Racing World Championship 2014 com o time sueco Peak Performance.

Essa corrida de aventuras é uma competição que envolve diversas modalidades esportivas, como longas caminhadas por trilhas difíceis, pedalar e trechos de canoagem. A competição dura vários dias.

 

O cachorro Arthur acompanhou o time nessa difícil competição. (Foto: Reprodução / Facebook / Team Peak Performance)

O cachorro participou de todos os desafios. (Foto: Reprodução / Facebook / Team Peak Performance)

 

O grupo encontrou o cão durante uma de suas paradas para descanso. Eles estavam exaustos, sujos de lama e com fome.

Quando Mikael Lindnord, um dos integrantes do grupo, abriu uma lata de comida notou a presença do cachorro, que estava olhando para ele.

Lindnord deu comida ao cão. Então, quando eles continuaram a corrida, o cachorro permaneceu ao lado deles até o final.

 

Mikael Lindlord com o cão Arthur. (Foto: Reprodução / Facebook / Team Peak Performance)

Mikael Lindnord com o cão Arthur. (Foto: Reprodução / Facebook / Team Peak Performance)

 

Nesse momento, faltavam dois estágios para a linha de chegada e Arthur insistiu em acompanhar o grupo. Inclusive durante o trecho de canoagem, quando o grupo foi avisado por organizadores que seria perigoso para o cão participar.

O time partiu para a canoagem sem o cachorro, mas Arthur nadou desesperadamente ao lado do caiaque. Então, Lindnord pegou o cachorro do rio e ele seguiu a aventura. Espectadores ovacionaram o time quando isso aconteceu.

 

Arthur nadou ao lado do caiaque porque queria seguir com o time. (Foto: Reprodução / Facebook / Team Peak Performance)

Arthur nadou ao lado do caiaque porque queria seguir com o time. (Foto: Reprodução / Facebook / Team Peak Performance)

 

O time pegou o cachorro novamente. (Foto: Reprodução / Facebook / Team Peak Performance)

O time pegou o cachorro novamente. (Foto: Reprodução / Facebook / Team Peak Performance)

 

Ao todo, Arthur participou dessa aventura durante 6 dias. Ele nadou, subiu montanhas, andou por rodovias e por trechos cheios de lama.

 

Staffan Björklund, Simon Niemi, Karen Lundgren, Mikael Lindnord e o cachorro Arthur na linha de chegada. (Foto: Reprodução / Facebook / Team Peak Performance)

Staffan Björklund, Simon Niemi, Karen Lundgren, Mikael Lindnord e o cachorro Arthur na linha de chegada. (Foto: Reprodução / Facebook / Team Peak Performance)

 

Assim que a competição acabou, Lindnord levou o cachorro ao veterinário, porque foram dias de muito esforço físico.

 

Arthur em um hospital veterinário na cidade de Quito. (Foto: Reprodução / Facebook / Team Peak Performance)

Arthur em um hospital veterinário na cidade de Quito, Equador. (Foto: Reprodução / Facebook / Team Peak Performance)

 

Lindnord decidiu adotar o cachorro e conseguiu autorização para levar Arthur para a Suécia.

O cão sofreu alguns pequenos ferimentos, mas está se recuperando. Ele já está na Suécia com seu novo tutor.

 

A história de Arthur fez sucesso e a chegada do cão no Aeroporto de Arlanda, na Suécia, contou com a presença de muitos jornalistas. (Foto: Reprodução / Facebook / Team Peak Performance)

A história de Arthur fez sucesso e a chegada do cão no Aeroporto de Arlanda, na Suécia, contou com a presença de muitos jornalistas. Nesta foto, quem segura Arthur é Staffan Björklund (Foto: Reprodução / Facebook / Team Peak Performance)

 

Referência: Daily Mail UK / Facebook (Team Peak Performance)

 

Tata Werneck adota cãozinho deficiente da Ampara Animal

por Samantha Kelly — publicado 23 ago 2017 - 8:41

A musa do humor brasileiro mais uma vez deixou claro que o seu talento é proporcional ao seu coração.

Já mãe de 14 pets, ela abriu as portas de sua casa novamente, agora para um cachorro especial que foi regatado através do incrível trabalho que a Ampara Animal realiza.

Meu novo filho! Doida pra chegar e te dar todo amor que vc não recebeu! Pra cuidar de todas as feridas que pessoas maldosas fizeram com vc!

 » Read more about: Tata Werneck adota cãozinho deficiente da Ampara Animal  »

Adolescentes gravam símbolo da suástica na cabeça de um Chihuahua e assustam família

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 ago 2017 - 18:23

No Arizona, Estados Unidos, um cãozinho com um símbolo da suástica pintado na cabeça deixou uma família bastante aterrorizada.

Uma mulher ficou chocada quando o animal, que é de um vizinho, apareceu na porta de sua casa. O medo que ela sentiu é fácil de explicar.

A suástica é como uma marca da raça ariana e foi muito utilizada pela Alemanha Nazista, período em que os alemães acreditavam que sua raça era a pura e havia muito preconceito com outros povos.

 » Read more about: Adolescentes gravam símbolo da suástica na cabeça de um Chihuahua e assustam família  »

Empresa customiza drone para passear com seu cachorro

por Samantha Kelly — publicado 22 ago 2017 - 10:49

A empresa britânica DronesDirect.co.uk está personalizando o drone Phantom 4 para possibilitar que a máquina passei com seu cachorro.

Pelo precinho nada camarada de £2 mil (aproximadamente R$8 mil), o Dog Drone tem uma coleira retráctil e um dispositivo contra colisão que o impediria de bater em obstáculos no caminho.

Para o tutor restaria apenas fazer o download da rota e teoricamente sentar e relaxar enquanto o drone faz todo o trabalho.

 » Read more about: Empresa customiza drone para passear com seu cachorro  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Tata Werneck adota cãozinho deficiente da Ampara Animal

por Samantha Kelly — publicado 23 ago 2017 - 8:41

A musa do humor brasileiro mais uma vez deixou claro que o seu talento é proporcional ao seu coração.

Já mãe de 14 pets, ela abriu as portas de sua casa novamente, agora para um cachorro especial que foi regatado através do incrível trabalho que a Ampara Animal realiza.

Meu novo filho! Doida pra chegar e te dar todo amor que vc não recebeu! Pra cuidar de todas as feridas que pessoas maldosas fizeram com vc! E juntos seremos mto felizes! E obrigada @amparanimal ! Por todo cuidado que tem com os bichos que (não consigo entender) algumas pessoas não têm capacidade de ter!

Foto: Reprodução/Instagram

Nino já aparece muito confortável e se familiarizando com sua nova moradia em vídeos postados nas redes por Tata e seu companheiro Rafael Vitti.

O fato dele não ter uma perna não muda em nada sua disposição e capacidade de amar e só prova que todos merecem uma segunda chance.

Nino tá feliz 😁 @amparanimal @tatawerneck

A post shared by Rafael Vitti (@rafaavitti) on

Deitei no tapete mesmo esperando mamãe chegar 😍❤️

A post shared by Tata Werneck (@tatawerneck) on

Adolescentes gravam símbolo da suástica na cabeça de um Chihuahua e assustam família

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 ago 2017 - 18:23

No Arizona, Estados Unidos, um cãozinho com um símbolo da suástica pintado na cabeça deixou uma família bastante aterrorizada.

Uma mulher ficou chocada quando o animal, que é de um vizinho, apareceu na porta de sua casa. O medo que ela sentiu é fácil de explicar.

A suástica é como uma marca da raça ariana e foi muito utilizada pela Alemanha Nazista, período em que os alemães acreditavam que sua raça era a pura e havia muito preconceito com outros povos.

Por ter origem hispânica e ter três filhos adotivos que também possuem diferentes origens, a mulher, que preferiu não se identificar, ficou bastante apreensiva ao ver aquele símbolo tão próximo.

Adolescentes pintaram o símbolo na cabeça do cão com esmalte e disseram que tudo não passou de uma “piada”. (Foto: Reprodução / Kare 11 / KPNX)

Oficiais do Departamento de Polícia de Glendale foram chamados e conseguiram descobrir rapidamente quem tinha feito aquilo com o cachorro. Preocupados de que o cão estivesse sofrendo negligências, eles foram até a casa onde o animal vive.

Na residência, os oficiais foram informados de que o caso não passou de uma “pegadinha”, uma “brincadeira de adolescentes”.

Dois adolescentes, um filipino e um negro (que também sofreriam preconceito dos Nazistas por não se enquadrarem no perfil da “raça ariana” alemã), admitiram que pintaram a suástica na cabeça do cachorro com esmalte vermelho como uma piada.

“Eles começaram pintando as unhas do cachorro, depois as orelhas e, finalmente, a suástica. Foram apenas algumas crianças fazendo algo como uma brincadeira cruel”, disse a porta-voz do Departamento de Polícia de Glendale, Tiffany Smith ao HuffPost.

De acordo com a polícia, os adolescentes disseram que iriam remover a pintura feita no cachorro.

Fonte: HuffPost