Cachorros encontrados em estado de negligência em um condomínio de luxo são resgatados

O caso foi denunciado pelos vizinhos depois que eles perceberam filhotes mortos no meio dos cães que estavam vivendo abandonados

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 jan 2018 - 9:38

Após denúncias de vizinhos, 14 cachorros foram resgatados de uma casa localizada em um condomínio de alto padrão em Mogi das Cruzes, São Paulo.

De acordo com informações dadas pelos vizinhos e registradas em boletim de ocorrência, todos os moradores da casa estavam viajando e os animais estavam, ou deveriam estar, sendo cuidados por uma funcionária. Porém, o que se via no local era uma cena de completo abandono. Os animais estavam vivendo em meio a muita sujeira e fezes.

Os cachorros estavam vivendo em estado de abandono. (Foto: Reprodução / Polícia Militar)

Segundo os vizinhos, a funcionária da casa já tinha chegado a passar seis dias sem aparecer por lá. Porém, a situação dos animais, que estavam com os pelos descuidados, cheios de nós e bem sujos, mostrava que eles estavam sendo negligenciados a mais tempo do que apenas seis dias.

O abandono dos animais foi denunciado pelos vizinhos à Comissão de Proteção e Defesa Animal da OAB Subseção de Mogi das Cruzes e a advogada Ana Carolina Arantes de Souza Faria, presidente da comissão e quem recebeu a denúncia, esteve no local pessoalmente para averiguar a situação.

“O que foi apurado é que os moradores do imóvel estão viajando e que os animais estavam sob os cuidados de uma funcionária. Essa funcionária, segundo o que foi apurado, já chegou a ficar seis dias sem aparecer no local. Quando cheguei na casa vi que o espaço onde estavam os cachorros estava abandonado, com fezes espalhadas e os animais em estado precário”, informou Ana Carolina.

Eles conviviam diariamente com muita sujeira e fezes. (Foto: Reprodução / Polícia Militar)

A denúncia foi feita depois que os vizinhos viram dois filhotes mortos no meio dos outros animais. Esses moradores, então, pediram que o condomínio interferisse. “A pedido dos mesmos [os vizinhos], por uma questão de saúde pública e até para preservar os demais cães, o supervisor da segurança adentrou ao local e retirou os corpos, tendo documentado a situação no mesmo dia, na sequência a Polícia Militar foi acionada, a qual compareceu por volta das 20:00 e informou que não tinham conhecimentos técnicos para avaliar eventual abandono ou maus-tratos, sendo necessário a presença do Centro de Controle de Zoonoses e um laudo de veterinário”, contou Gilberto Farias, diretor de segurança do condomínio.

Além destes dois filhotes mortos, os vizinhos afirmam que também viram a funcionária sair da casa com um cachorro dentro de uma sacola, mas não conseguiram ver se o animal estava vivo ou morto.

Os corpos retirados pelos funcionários do condomínio, que afirmou estar “ao lado das autoridades fornecendo todo suporte e informações que forem solicitadas”, foram enterrados.

Além disso, os cães estavam muito sujos e com os pelos cheios de nós. (Foto: Reprodução / Polícia Militar)

Ainda de acordo com informações do boletim de ocorrência, que foi registrado como crime contra o meio ambiente por praticar ato de abuso a animais, uma ONG de Mogi das Cruzes e o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) foram acionados pela presidente da Comissão de Proteção e Defesa Animal, que também solicitou apoio da Polícia Militar.

“Os animais vivos foram encaminhados para um instituto que fica em Ribeirão Pires. Esse mesmo instituto poderá ingressar com uma ação contra os tutores e requerer a posse dos animais, que depois de serem tratados poderão ser encaminhados para adoção”, informou Ana Carolina.

Sobre o caso, a presidente da Comissão de Proteção e Defesa Animal explicou que ele deve ser encaminhado para a Delegacia do Meio Ambiente, que deverá acionar o Ministério Público. “A Polícia Civil deverá atuar na investigação e a comissão vai acompanhar o andamento do inquérito”, finalizou a advogada.

Fonte: G1

Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira

por Samantha Kelly — publicado 19 abr 2018 - 8:35

Tem gente que olhou direto para o sofá. Mas nós, cachorreiros de primeira, fomos direto do cachorro. A primeira vez que vimos esse meninão, ficamos sem saber ele era mesmo um dog ou uma pantera.

Depois da confusão inicial, vimos que esse pretão lindo é o Marley, cão da raça Shar Pei e pet da musa maior Paolla Oliveira.

A atriz, que está sempre envolvida com a causa animal e frequentemente empresta sua imagem e tempo para chamar atenção para ongs e animais que necessitam de ajuda,

 » Read more about: Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira  »

Policial atira em cachorro no meio de uma praça em Campo Grande

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 abr 2018 - 7:00

No último domingo, dia 15 de abril, algumas famílias, incluindo crianças, estavam passeando em uma praça no bairro Arnaldo Esteves de Figueiredo, em Campo Grande, quando, de repente, escutaram barulho de tiro bem perto.

De acordo com informações repassadas por pessoas que estavam no local, um policial civil, que não teve o nome divulgado, atirou em um cachorro que se aproximou do seu cão.

O policial estava passeando no local com seu animal de estimação quando um cachorro da raça Labrador chamado Thor,

 » Read more about: Policial atira em cachorro no meio de uma praça em Campo Grande  »

Dicas de presentes para o Dia das Mães

por Karina Sakita — publicado 18 abr 2018 - 18:42

Os cachorros já são parte da família, então é óbvio que mãe de cachorro também deve e merece comemorar o Dia das Mães.

Maridos, namorados e irmãos, vejam essas dicas de presentes para esta data especial!

E essas sugestões também vão servir para você que tem uma mãe que é apaixonada por cachorro. Não deixe para a última hora e garanta o presente dela na loja Doguim.

 » Read more about: Dicas de presentes para o Dia das Mães  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira

por Samantha Kelly — publicado 19 abr 2018 - 8:35

Tem gente que olhou direto para o sofá. Mas nós, cachorreiros de primeira, fomos direto do cachorro. A primeira vez que vimos esse meninão, ficamos sem saber ele era mesmo um dog ou uma pantera.

Depois da confusão inicial, vimos que esse pretão lindo é o Marley, cão da raça Shar Pei e pet da musa maior Paolla Oliveira.

A atriz, que está sempre envolvida com a causa animal e frequentemente empresta sua imagem e tempo para chamar atenção para ongs e animais que necessitam de ajuda, tem uma turma grande em casa e suas redes sociais estão repletas de registros dos pets.

Tenho certeza que metade da população brasileira desejou agora mesmo ser adotada por essa família.

 

Um tapete? Não… O Marley aproveitando o chão geladinho nesse calor. 🖤

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on

A minha turma é da pesada… 😍🙈

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on

Policial atira em cachorro no meio de uma praça em Campo Grande

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 abr 2018 - 7:00

No último domingo, dia 15 de abril, algumas famílias, incluindo crianças, estavam passeando em uma praça no bairro Arnaldo Esteves de Figueiredo, em Campo Grande, quando, de repente, escutaram barulho de tiro bem perto.

De acordo com informações repassadas por pessoas que estavam no local, um policial civil, que não teve o nome divulgado, atirou em um cachorro que se aproximou do seu cão.

Praça onde tudo aconteceu, sempre com a presença de crianças brincando. (Foto: Reprodução / Campo Grande News)

O policial estava passeando no local com seu animal de estimação quando um cachorro da raça Labrador chamado Thor, que estava solto, se aproximou do seu pet e, em seguida, o policial disparou.

Thor foi atingido com um tiro e imediatamente socorrido por seus tutore, sendo levado para uma clínica veterinária. Não foi informado detalhes da situação do animal.

Além do fato de ter machucado gravemente o cachorro, os frequentadores da praça ficaram bastante assustados com o ocorrido, pois no momento do tiro havia muitas crianças brincando no local. “A praça estava lotada de crianças, poderia ter atingido outra pessoa”, afirmou uma testemunha.

De acordo com o depoimento prestado pelo policial, que se apresentou na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Piratininga ainda na noite do dia do incidente, ele contou que passeava com seu cão quando o Labrador escapou de uma casa e avançou no seu animal.

Animal baleado foi imediatamente socorrido e levado para clínica veterinária. (Foto: Reprodução / Campo Grande News)

Ainda no depoimento, o policial contou que atirou no chão para proteger seu cachorro, mas que o tiro acabou acertando Thor.

De acordo com o delegado Hoffman D’avilla, responsável pelo caso, o policial passou por teste do bafômetro, que deu negativo. Ainda segundo ele, todos os fatos serão analisados para que a ocorrência possa ser registrada.

O caso deve ser colocado em segredo de Justiça por envolver um policial.

Fonte: Campo Grande News