Cachorros são atingidos por balas perdidas em mais um confronto na Rocinha

Um dos cachorros foi atingido no olho e o outro na coxa. Os dois já receberam atendimento médico

por Andrezza Oestreicher — publicado 27 jan 2018 - 18:29

A última quinta-feira, dia 25 de janeiro, foi mais um dia tenso e de tiroteios na comunidade da Rocinha, no Rio de Janeiro. O confronto entre PMs e criminosos aconteceu durante uma operação do COE (Comando de Operações Especiais).

Além de terminar com um policial morto e mais sete pessoas feridas, o confronto fez ainda duas vítimas caninas.

Durante todo o confronto, o jovem Juan Gabriel Ribeiro Dias, de 19 anos, ficou escondido debaixo de sua cama, ele só saiu de casa ao ficar sabendo que um de seus cachorros, o Taz, tinha sido baleado.

O jovem nem pensou duas vezes e imediatamente saiu para socorrer seu animal, que tem três anos de idade. “Ainda tinha tiros rolando, mas nem pensei. Subi na laje e saí correndo com ele no colo atrás de ajuda”, contou Juan em entrevista ao UOL.

Tutor se desespera ao ver seu cachorro machucado e sangrando depois de ser atingido por uma bala perdida. (Foto: Reprodução / Ricardo Moraes / Reuters)

A foto que mostra Juan desesperado carregando o cachorro sangrando em seus braços foi uma das imagens mais marcantes do conflito do dia 25 de janeiro.

O tutor contou ainda que muitas pessoas falaram para ele esperar os tiros cessarem antes de sair para buscar ajuda para o animal, mas que ele não aguentou ao ver seu cachorro ferido.

Juan levou o cão para uma clínica veterinária, onde passou por uma consulta de emergência. Agora, o tutor, que está desempregado, está tentando arrecadar dinheiro com amigos e vizinhos para fazer uma radiografia no cachorro e saber se a bala ainda se encontra no corpo do animal.

“Não tem como a gente saber se a bala segue lá dentro ou não, só com o exame. Ele tem dois buracos de bala na coxa. Como é algo mais complexo tem que ser em uma clínica na Barra da Tijuca”, explicou o tutor.

O caso do outro cachorro baleado durante o mesmo tiroteio foi ainda mais grave. O animal, que vivia nas ruas da Rocinha, foi atingido em um dos olhos e precisou retirar o globo ocular perfurado.

O cachorro recebeu cuidados médicos e está em um lar temporário. A mulher que se solidarizou com o animal e decidiu cuidar dele, fez uma publicação nas redes sociais pedindo ajuda financeira para arcar com os custos do tratamento do peludo, que também está com câncer e outras doenças.

Fonte: UOL / R7

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio,

 » Read more about: Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama  »

Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 7:02

O incidente é tão absurdo que é difícil acreditar como alguém pode ser tão insensível em relação a vida do próximo.

Operários em uma estrada de Agra, na Índia, não se deram o trabalho de mover um cachorro que dormia no local enquanto eles recapeavam a rua e seguiram com o dia como se não houvesse ninguém ali. Sim, eles construíram a rua em cima do cachorro e ele morreu após ter sido esmagado pelo rolo compressor enquanto os trabalhadores nivelavam a rua.

 » Read more about: Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua  »

Hotelzinho para cachorro compartilha a loucura quando a piscina é liberada para seus hóspedes caninos

por Samantha Kelly — publicado 14 jun 2018 - 8:20

O hotelzinho canino Happy Tails Camp em Norfolk, no estado norte-americano de Virginia, compartilhou o momento exato quanto seus hóspedes caninos foram liberados para cair na piscina.

Para quem acha que já foi em uma pool party bacana, sem dúvida não incluiu no currículo essa experiência incrível.

 

 » Read more about: Hotelzinho para cachorro compartilha a loucura quando a piscina é liberada para seus hóspedes caninos  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio, o que salva bastante espaço. Dá até para adicionar uma proteção na escada para evitar acidentes.

Elas são feitas com excelente qualidade e o preço, apesar de ser salgado (começa em US $ 420 e, para a opção mais cara, você precisa desembolsar mais de US $ 1.500), ainda são uma ótima ideia e opção para quem pode pagar.

Queremos opções mais acessíveis para ontem!

 

Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 7:02

O incidente é tão absurdo que é difícil acreditar como alguém pode ser tão insensível em relação a vida do próximo.

Operários em uma estrada de Agra, na Índia, não se deram o trabalho de mover um cachorro que dormia no local enquanto eles recapeavam a rua e seguiram com o dia como se não houvesse ninguém ali. Sim, eles construíram a rua em cima do cachorro e ele morreu após ter sido esmagado pelo rolo compressor enquanto os trabalhadores nivelavam a rua.

Transeuntes ainda podiam ver metade do corpo do cão preso ao asfalto e a brutalidade do acontecido provocou uma série de protestos por parte da população, levando com que polícia local abrisse um caso contra a empresa contratada.

De acordo com uma entrevista publicada pelo India Today, um oficial de polícia envolvido na investigação explicou que o animal estava dormindo quando foi esmagado pelo rolo compressor. Os trabalhadores declararam que eles informaram o engenheiro responsável pelo projeto sobre o ocorrido, porém ainda assim ele ordenou que a estrada fosse construída em cima do animal e assim eles fizeram.

 

Foto: Reprodução