Cadelinha levada por uma águia sobrevive e reencontra sua família

Zoey foi encontrada cerca de 6 km distante de sua casa e, graças a um apelo publicado nas redes sociais, conseguiu voltar para a sua família

por Andrezza Oestreicher — publicado 8 jan 2018 - 18:44

Uma pequena cadelinha da raça Bichon Frisé viveu, sem querer, uma aventura bastante perigosa e aterrorizante ao ser carregada até o céu por uma águia em Palmerton, distrito localizado no estado norte-americano de Pensilvânia.

De acordo com Monica Newhard, tutora de Zoey, contou que, no dia 2 de janeiro, reparou que uma águia estava sobrevoando sua casa. Mas não se preocupou muito com isso. Até que a ave deu um rasante e pegou a pequena cadelinha, que pesa menos de 4kg e estava brincando no quintal.

A pequena cadelinha Zoey foi levada do quintal de casa por uma águia. (Foto: Reprodução / Facebook)

Monica e seu irmão, Felipe Rodriguez, não acreditaram quando viram a ave sumir no céu por entre as árvores carregando a pequena cadelinha branca. “Pareceu-me como algo de ‘O Mágico de Oz’”, disse o homem ainda bastante impressionado.

A tutora partiu imediatamente, junto com seu marido e seu irmão, para a floresta que fica em seu bairro para procurar Zoey. Quando nem a família e nem a equipe de resgate encontrou o animal, Monica ficou bastante abalada, pois acreditava que sua cadelinha tinha falecido.

Porém, felizmente, Zoey não só tinha sobrevivido ao voo e à queda, como também foi encontrada e resgatada por uma pessoa de muito bom coração que cuidou dela e a devolveu para a família assim que descobriu o que realmente tinha acontecido com a cadelinha.

Christina Hartman contou que estava dirigindo por uma estrada cheia de neve quando viu um pontinho branco e peludo na sua frente. Ela ficou curiosa e foi ver mais de perto do que se tratava.

Foi quando percebeu que era uma pequena cadelinha e que ela não estava bem. De acordo com a salvadora, Zoey estava congelando, ferida e com o pelo todo desgrenhado. Ela pegou o animal, o enrolou em um cobertor e o levou para a sua casa, onde alimentou e aqueceu a cadelinha.

Aos poucos a cadela foi se aquecendo, melhorando e se movendo mais. Então, além dos machucados, Christina conseguiu perceber que, apesar de não ter uma placa de identificação, o animal era bem cuidado e parecia ter uma família.

Enquanto buscava informações sobre um animal de estimação perdido, Christina viu um apelo circulando pelas redes sociais contendo uma foto de Zoey e logo entrou em contato com os tutores da cadela.

Felizmente a cadela sobreviveu, foi encontrada por uma pessoa de bom coração e conseguiu voltar para a sua família. (Foto: Reprodução / Associated Press Photo)

Um dia depois de ser levada pela águia, Zoey voltou para a sua família. A cadelinha apresentava algumas feridas e contusões, mas nada muito grave. Porém, ela ficou bastante abalada e está até com medo de sair de casa, mas, de acordo com Monica, toda a família está dando muito amor para Zoey para que ela consiga se recuperar o mais rápido possível.

Segundo especialistas do Hawk Mountain Sanctuary, um santuário de aves selvagens, as águias são capazes de levar um cachorro pequeno ou um gato. “Já foi documentado antes, mas não com frequência”, contou Laurie Goodrich, uma bióloga do santuário.

Ainda de acordo com informações da bióloga, isso pode acontecer por conta da dificuldade de encontrar comida nesse período do ano, quando muitos lagos ficam congelados.

Fonte: Daily Mail UK

Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly

por Samantha Kelly — publicado 21 jun 2018 - 9:52

O auxílio canino no caso da morte de Vitória Gabrielly tem sido fundamental. Ate agora, tanto um pet quanto uma equipe de cães especializados, foram peças chaves na investigação do crime.

Em um primeiro momento, enquanto a polícia ainda tentava encontrá-la e havia a esperança da menina ainda estar viva, a pista da localização exata do paradeiro de Vitória veio de um catador de latinhas que estava passeando com seu cachorro.

O pet ficou intrigado com o cheiro forte que vinha da mata e começou a latir sem parar.

 » Read more about: Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly  »

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio,

 » Read more about: Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama  »

Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 7:02

O incidente é tão absurdo que é difícil acreditar como alguém pode ser tão insensível em relação a vida do próximo.

Operários em uma estrada de Agra, na Índia, não se deram o trabalho de mover um cachorro que dormia no local enquanto eles recapeavam a rua e seguiram com o dia como se não houvesse ninguém ali. Sim, eles construíram a rua em cima do cachorro e ele morreu após ter sido esmagado pelo rolo compressor enquanto os trabalhadores nivelavam a rua.

 » Read more about: Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly

por Samantha Kelly — publicado 21 jun 2018 - 9:52

O auxílio canino no caso da morte de Vitória Gabrielly tem sido fundamental. Ate agora, tanto um pet quanto uma equipe de cães especializados, foram peças chaves na investigação do crime.

Em um primeiro momento, enquanto a polícia ainda tentava encontrá-la e havia a esperança da menina ainda estar viva, a pista da localização exata do paradeiro de Vitória veio de um catador de latinhas que estava passeando com seu cachorro.

O pet ficou intrigado com o cheiro forte que vinha da mata e começou a latir sem parar. Foi graças a reação estranha do cachorro que o tutor foi verificar se havia de fato algo errado. Foi então que ele acabou se deparando com o corpo da menina, que se encontrava no mesmo local há 4 dias.

Após a confirmação da morte e localização do corpo, a próxima fase da investigação contou com a ajuda de Bazuka, Adaga e Duke, cães farejadores do grupo GBR. Através de odores de suspeitos fornecidos pela polícia, os cães vasculharam a área delimitada e verificaram se os cheiros poderiam ser encontrados no local.

Apesar da equipe envolvida não poder contar muito sobre o resultado para não atrapalhar o trabalho investigativo, o treinador dos cães afirma que os animais confirmaram a presença de alguns dos odores no local.

 

Foto: Reprodução/Record

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio, o que salva bastante espaço. Dá até para adicionar uma proteção na escada para evitar acidentes.

Elas são feitas com excelente qualidade e o preço, apesar de ser salgado (começa em US $ 420 e, para a opção mais cara, você precisa desembolsar mais de US $ 1.500), ainda são uma ótima ideia e opção para quem pode pagar.

Queremos opções mais acessíveis para ontem!