Cães que se conheceram em lar temporário se reencontram após separação

Breve separação não foi suficiente para apagar o amor que os animais sentiam um pelo outro e, depois do reencontro emocionante, os amigos não se desgrudaram mais

por Andrezza Oestreicher — publicado 29 jul 2016 - 14:20

Só quem realmente se apaixonou sabe como é de cortar o coração ficar separado de seu amado. Pois foi exatamente isso o que sentiram os cães Caesar, já idoso, e Saskia, ainda filhote. Após se apaixonarem um pelo outro, os animais foram separados, sem saber se algum dia se encontrariam novamente.

Antes de se conhecerem, os dois animais viviam em áreas diferentes de Blikkiesdorp, um município de Cape Town (Cidade do Cabo), África do Sul. Lá, a vida era difícil tanto para ambos os animais como também para os humanos.

Os animais se apaixonaram desde o primeiro instante. (Foto: Reprodução / Tin Can Town)

Os animais se apaixonaram desde o primeiro instante. (Foto: Reprodução / Tin Can Town)

Algumas das pessoas mais pobres da Cidade do Cabo chegam a viver em barracos feitos de sucata de metal, pneus velhos e pedaços de madeira e os serviços sociais são quase inexistentes, assim como o saneamento básico. Além disso, em Blikkiesdorp a violência também é um problema grave, com as gangues tornando o lugar ainda mais perigoso.

Porém, nem só coisas ruins acontecem por lá. Rosie Kunneke, Dinielle Stöckigt e Clarina Hanekom, três mulheres da África do Sul, decidiram fazer algo em relação ao sofrimento dos animais em Blikkiesdorp. Elas então criaram o Tin Can Town, uma organização que oferece ajuda para cães e gatos.

As mulheres, juntamente com uma equipe de voluntários limparam, castraram, ofereceram cuidados veterinários e alimentos a diversos animais, além de ficarem de plantão 24 horas por dia para ajudar qualquer animal em necessidade.

A Tin Can Town fornece alimentação e cuidados médicos aos animais necessitados da Cidade do Cabo.(Foto: Reprodução / Tin Can Town)

A Tin Can Town fornece alimentação e cuidados médicos aos animais necessitados da Cidade do Cabo.(Foto: Reprodução / Tin Can Town)

Em um dos dias de trabalho da organização, Rosie conheceu Caesar, um cão mais velho que vivia com um casal em um barraco pela região. Após o primeiro encontro, Caesar sempre corria para falar com Rosie quando ouvia o carro se aproximar. Ele estava muito magro, então a Tin Can Town, além de castrar o animal e oferecer cuidados médicos, auxiliava para que o cão tivesse sempre o que comer.

Quando o casal que cuidava do cão se separou, o animal ficou com a mulher. Mas, de acordo com Rosie, ela não cuidar bem do cão e as coisas acabaram piorando para ele, que passou a ser maltratado por crianças na região onde morava, chegando a levar pedradas e ficando muito ferido.

Em um dos ataques mais graves o animal teve o seu nariz machucado. A violência foi tão grande que, mesmo recebendo cuidados médicos, o nariz do cão continuou sangrando por dias. A lesão estava em dentro das narinas, um local de difícil acesso.

Caesar foi gravemente ferido e levado para um lar temporário após o tratamento. (Foto: Reprodução / Tin Can Town)

Caesar foi gravemente ferido e levado para um lar temporário após o tratamento. (Foto: Reprodução / Tin Can Town)

Após o ataque, Rosie ficou muito preocupada com o animal e teve medo de que ele não aguentasse muito tempo vivendo naquele local. O cão já tinha cerca de 10 anos, então ela levou o animal para longe de Blikkiesdorp e o colocou em um lar temporário.

Enquanto Caesar se recuperava, as responsáveis pelo Tin Can Town foram avisadas pela vizinhança sobre um animal que precisava de uma ajuda especial. Saskia, uma filhote de 4 meses de idade, estava extremamente desnutrida e sofria de gastroenterite, uma infecção que afeta estômago e intestino.

Clarina Hanekom levou a cadelinha ao veterinário para atendimento médico de emergência. Quando Saskia ficou melhor, a mulher tentou levá-la de volta para seus donos no endereço fornecido por eles. Mas ao chegar em um lote vazio, Clarina percebeu que tinham dado a ela o endereço errado e provavelmente não queriam Saskia de volta. O grupo então decidiu levar Saskia para um lar adotivo até encontrar uma família para sempre, como ela merece.

Caesar e Saskia se conheceram no lar temporários e se tornaram grandes amigos. (Foto: Reprodução / Tin Can Town)

Caesar e Saskia se conheceram no lar temporários e se tornaram grandes amigos. (Foto: Reprodução / Tin Can Town)

Com muita sorte, Saskia acabou no mesmo lar temporário que Caesar e os dois se apaixonaram desde o primeiro instante juntos. Saskia seguia Caesar para todo canto, ficava perto dele o tempo inteiro e fazia tudo junto com ele. Ela comia quando ele ia comer, bebia água quando ele ia beber e adorava deitar em sua cama com ele.

Caesar nunca ficou irritado com Saskia, nem mesmo quando ela pulava em cima dele, e também nunca a deixou de lado. O amor era bastante recíproco.

Porém, como o próprio nome diz, lares temporários são apenas por um tempo, e a torcida é de que os animais logo encontrem uma família que queira ficar com ele para sempre.

Os cães faziam tudo juntos e a separação os deixou bastante deprimidos. (Foto: Reprodução / Tin Can Town)

Os cães faziam tudo juntos e a separação os deixou bastante deprimidos. (Foto: Reprodução / Tin Can Town)

Quando um casal de aposentados na Cidade do Cabo decidiu adotar Caesar, todos ficaram muito felizes, pois a nova família do cão era bastante amorosa. Porém, Saskia ficou devastada. Ela tinha perdido seu melhor amigo e fiel companheiro. A cadela ficou bastante deprimida com a falta do amigo. Ela não queria brincar, apenas ficar deitada na cama onde ela e Caesar dormiam juntos.

A família que dava lar temporário para Saskia tentou encontrar uma família para ela, pensando que um novo ambiente iria animá-la. Eles levaram Saskia a vários eventos de adoção, sem sorte.

Alguns meses depois, os novos tutores de Caesar entraram em contato com a Tin Can Town procurando adotar um amigo para o cão, pois ele estava bastante deprimido. O pessoal da organização sabia muito bem qual animal indicar para a família de Caesar.

De acordo com a tutora dos animais, Caesar e Saskia imediatamente se reconheceram, a alegria, os rabos abanando e as lambidas não deixaram dúvidas de que eles estavam muito felizes em se reencontrar.

O reencontro dos animais foi cheio de amor e felicidade. Eles nunca mais se desgrudaram desde então. (Foto: Reprodução / Tin Can Town)

O reencontro dos animais foi cheio de amor e felicidade. Eles nunca mais se desgrudaram desde então. (Foto: Reprodução / Tin Can Town)

Caesar apresentou a casa para Saskia e em seguida os dois foram cochilar na mesma caminha, juntos como gostavam de fazer. Caesar e Saskia não saíram um do lado do outro desde então.

O grupo Tin Can Town ficou muito feliz com a reunião dos cães amigos e segue fazendo seu trabalho na Cidade do Cabo. Além de ajudar os animais, a organização também trabalha para educar as pessoas sobre como cuidar adequadamente de seus bichos de estimação. Para mais informações, você pode visitar a página do Facebook de Tin Can Town e fazer doações em dinheiro através do Paypal.

Califórnia proíbe a venda de animais provenientes de “fábricas de filhotes”

por Andrezza Oestreicher — publicado 17 out 2017 - 18:31

O governador da Califórnia, nos Estados Unidos, deu um enorme passo para o fim da comercialização de animais de estimação. A partir do ano que vem, será proibida a venda de cães, gatos e coelhos provenientes de criadores ilegais e de fábrica de filhotes no estado norte-americano.

De acordo com uma nova lei, que foi assinada pelo governador Jerry Brown no dia 13 de outubro e entrará em vigor no dia 1º de janeiro de 2019,

 » Read more about: Califórnia proíbe a venda de animais provenientes de “fábricas de filhotes”  »

Paolla Oliveira aproveita tempinho livre para relaxar com cachorro

por Andrezza Oestreicher — publicado 17 out 2017 - 9:36

A atriz Paolla Oliveira é uma amante de cachorros assumida e nós já demos muitas provas disso aqui no Portal do Dog.

Tutora de três cachorros (dois deles adotados) e 11 gatos, Paolla também é madrinha da ONG Paraíso dos Focinhos e sempre está participando de campanhas para ajudar a instituição, além de incentivar a adoção.

Pronta pra semana… Só que no horário de verão. 😂🙆

 » Read more about: Paolla Oliveira aproveita tempinho livre para relaxar com cachorro  »

Walt Disney World irá permitir a presença de cães em seus hotéis pela primeira vez

por Andrezza Oestreicher — publicado 16 out 2017 - 18:24

Pela primeira vez os hotéis e resorts do complexo Disney passaram a aceitar famílias hospedem também seus cachorros de estimação.

O Disney’s Yacht Club Resort, Disney Port Orleans Resort – Riverside, Disney’s Art of Animation Resort e o Disney’s Fort Wilderness Resort, todos localizados em Orlando, na Flórida, abriram suas portas ontem, dia 15 de outubro, para receber também hóspedes caninos.

Os animais não podem circular por todas as áreas dos hotéis e os quartos onde eles podem se hospedar com suas famílias ficam em andares específicos,

 » Read more about: Walt Disney World irá permitir a presença de cães em seus hotéis pela primeira vez  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Califórnia proíbe a venda de animais provenientes de “fábricas de filhotes”

por Andrezza Oestreicher — publicado 17 out 2017 - 18:31

O governador da Califórnia, nos Estados Unidos, deu um enorme passo para o fim da comercialização de animais de estimação. A partir do ano que vem, será proibida a venda de cães, gatos e coelhos provenientes de criadores ilegais e de fábrica de filhotes no estado norte-americano.

De acordo com uma nova lei, que foi assinada pelo governador Jerry Brown no dia 13 de outubro e entrará em vigor no dia 1º de janeiro de 2019, as lojas de animais e pet shops de toda a Califórnia só poderão oferecer animais vindos de abrigos ou provenientes de resgates.

Os locais conhecidos como “fábricas de filhotes”, na maioria das vezes, não possuem a estrutura certa para manter os animais. (Foto: Reprodução / Gaikphotos)

As lojas que forem flagradas vendendo animais vindos de criadores ilegais ou de fábricas de filhotes poderão receber multas de até 500 dólares.

Essa proibição tem como objetivo acabar com as chamadas “fábricas de filhotes”, locais onde animais são confinados apenas com a finalidade de reproduzir para que os donos tenham lucro financeiro com a venda dos filhotes. E tudo isso em larga escala, ou seja, em grandes quantidades.

A preocupação com este tipo de comércio é muito grande, pois esses locais não oferecem a estrutura e nem os cuidados que os animais precisam, tanto matrizes (como são conhecidas as cadelas reprodutoras, as mamães) quanto filhotes.

Nesses locais, as cadelas matrizes, as mães, não recebem nenhum tipo de cuidado e são bastante negligenciadas. (Foto: Reprodução / One Green Planet)

Essa falta de cuidados e condições pode causar doenças e até traumas nos animais. Além disso, na maioria das vezes as pessoas que compram animais provenientes destes lugares nem imaginam como os bichinhos viviam antes de serem levados para o novo lar.

36 cidades da Califórnia, incluindo Los Angeles, San Francisco e San Diego, já proíbem a criação em massa, em grande quantidade. Agora, a proibição da venda é em todo o estado. Porém, criadores particulares ainda poderão vender animais de forma independente.

Nas “fábricas de filhotes” os animais vivem amontoados e muitas vezes em meio a muitas sujeiras. (Foto: Reprodução / schnauzerfriendsza)

“Quando os consumidores compram cachorros e gatinhos nas lojas de animais, desconhecem, muitas vezes, a origem dos animais e contribuem para uma indústria triste e de sofrimento”, disse Deborah Howard, presidente da Companion Animal Protection Society (CAPS), que acredita que a mudança irá ajudar a quebrar um ciclo de crueldade e maus-tratos, principalmente com as cadelas utilizadas apenas para procriar e que acabam sendo descartadas quando não podem mais ter filhotes.

Fonte: The Telegraph / Jornal de Notícias

Paolla Oliveira aproveita tempinho livre para relaxar com cachorro

por Andrezza Oestreicher — publicado 17 out 2017 - 9:36

A atriz Paolla Oliveira é uma amante de cachorros assumida e nós já demos muitas provas disso aqui no Portal do Dog.

Tutora de três cachorros (dois deles adotados) e 11 gatos, Paolla também é madrinha da ONG Paraíso dos Focinhos e sempre está participando de campanhas para ajudar a instituição, além de incentivar a adoção.

Pronta pra semana… Só que no horário de verão. 😂🙆

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on

Paolla também parece ser do time daqueles que adoram passar qualquer tempo que tem livre com seus animais. Na reta final das gravações da novela a “A Força do Querer”, onde interpreta a policial Jeiza, a atriz curtiu a manhã da última segunda-feira, dia 16 de outubro, relaxando com um de seus cachorros e publicou uma imagem no seu perfil oficial no Instagram.

Junto da foto, que mostra a atriz deitada com um de seus cães em uma rede Paolla escreveu: “Pronta pra semana… Só que no horário de verão.”

Algumas horas depois, Paolla publicou mais uma foto com outro animal, dessa vez com o cachorro Iron, um cão policial da raça Pastor Belga Malinois com quem ela divide a cena na novela.

“Ganhando um carinho nas últimas gravações com meu fiel escudeiro em #AForçaDoQuerer. Vou sentir muita saudade do Iron. E vocês?”, escreveu a atriz, que parece bastante apegada ao animal, na legenda da foto.

Ganhando um carinho nas últimas gravações com meu fiel escudeiro em #AForçaDoQuerer. Vou sentir muita saudade do Iron. E vocês? 😢😘

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on

Nós já falamos aqui que Paolla até demonstrou certo interesse em adotar o cão, que atualmente pertence ao Batalhão de Ações com Cães da Polícia Militar do Rio de Janeiro, mas que está pertinho de se aposentar.

Nós continuamos torcendo para que a atriz acabe ficando mesmo com Iron e lhe dê muito amor e a aposentadoria que ele merece, assim como ela faz como todos os seus animais.