Cão idoso abandonado em saco de lixo é resgatado e recebe cuidados

Instituição de resgate que assumiu os cuidados do cão está na busca pelas pessoas responsáveis pelos maus-tratos causados ao animal

por Andrezza Oestreicher — publicado 2 jan 2018 - 9:37

No dia 19 de dezembro, um cachorro sem raça definida, uma mistura de Pastor, foi encontrado em uma situação absolutamente terrível. A cena mais parecia ter saído de um filme de terror.

O cão, um idoso de cerca de 11 anos de idade, foi encontrado abandonado com a boca fechada, coberto de sangue e urina, preso dentro de um saco de lixo preto no Brooklyn, em Nova Iorque.

O cachorro foi encontrado em uma situação terrível. (Foto: Reprodução / NY Bully Crew)

Um pedestre que passava próximo ao lixo percebeu que um dos sacos se mexia. Ao chegar mais perto escutou a respiração pesada do animal e imediatamente pediu socorro.

Oficiais do Departamento de Polícia de Nova Iorque rapidamente chegaram ao local e ao abrir o saco encontraram o cão ferido e em uma situação péssima. Ele estava sangrando pelo nariz e quase não respirava.

Com a ajuda de voluntários da New York Bully Crew, uma instituição de resgate animal sem fins lucrativos, Saint Vincent (São Vicente), como o cão foi nomeado por seus socorristas, foi levado para o hospital animal de emergência VERG.

O cachorro teve atendimento de emergência e recebeu soro, medicação para dor e antibióticos enquanto médicos veterinários lhe examinavam.

Os veterinários puderam comprovar que o cão tem displasia bilateral do quadril, que afeta as patas traseiras, e pode ter ainda alguma condição neurológica. Por esse motivo, Saint Vincent foi transferido para outra unidade do hospital VERG, onde ele poderá fazer exames mais específicos.

O animal segue recebendo cuidados médicos e os veterinários esperam que ele consiga se recuperar. (Foto: Reprodução / NBC4)

De acordo com Dr. Brett Levitzke, diretor médico do VERG, o caso ainda não tem um prognóstico definitivo, mas os veterinários esperam que ele possa seguir com um tratamento e consiga se recuperar.

Enquanto isso, a New York Bully Crew segue na busca pelos responsáveis pelo abandono do cachorro, que foi deixado em péssimas condições para morrer.

“Espero que possamos encontrar os selvagens que fizeram isso com ele. Ele foi deliberadamente colocado lá para morrer. Ele é um cão muito grande… Uma pessoa não poderia ter feito isso sozinho”, disse Carla Mohan, da New York Bully Crew.

O cachorro Saint Vincent ficará sob a responsabilidade da New York Bully Crew até que ele possa ser adotado.

Fonte: Daily Mail UK

Tosadora japonesa aperfeiçoa o visual bolinha e transforma poodle em ovelha

por Samantha Kelly — publicado 22 jun 2018 - 12:34

Sesame é um Poodle japonês que ganhou fama por causa de seu corte bolinha impecável que faria qualquer fashionista sentir inveja. O motivo de tanta comoção é o fato do penteado ter transformado o garotinho canino em uma ovelha.

Infelizmente Yoriko Hamachiyo, a tosadora responsável por essa obra prima da pelagem canina, não compartilhou um vídeo dos bastidores do corte.

Será que o Poodle, uma das raças caninas com penteados mais clássicos de todas,

 » Read more about: Tosadora japonesa aperfeiçoa o visual bolinha e transforma poodle em ovelha  »

Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly

por Samantha Kelly — publicado 21 jun 2018 - 9:52

O auxílio canino no caso da morte de Vitória Gabrielly tem sido fundamental. Ate agora, tanto um pet quanto uma equipe de cães especializados, foram peças chaves na investigação do crime.

Em um primeiro momento, enquanto a polícia ainda tentava encontrá-la e havia a esperança da menina ainda estar viva, a pista da localização exata do paradeiro de Vitória veio de um catador de latinhas que estava passeando com seu cachorro.

O pet ficou intrigado com o cheiro forte que vinha da mata e começou a latir sem parar.

 » Read more about: Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly  »

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio,

 » Read more about: Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Tosadora japonesa aperfeiçoa o visual bolinha e transforma poodle em ovelha

por Samantha Kelly — publicado 22 jun 2018 - 12:34

Sesame é um Poodle japonês que ganhou fama por causa de seu corte bolinha impecável que faria qualquer fashionista sentir inveja. O motivo de tanta comoção é o fato do penteado ter transformado o garotinho canino em uma ovelha.

Infelizmente Yoriko Hamachiyo, a tosadora responsável por essa obra prima da pelagem canina, não compartilhou um vídeo dos bastidores do corte.

Será que o Poodle, uma das raças caninas com penteados mais clássicos de todas, ganhará mais um modelo? Se depender de nós, votamos sim mil vezes.

Sério, o resultado é tão incrível que as fotos parecem montagem, mas não são.

 

Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly

por Samantha Kelly — publicado 21 jun 2018 - 9:52

O auxílio canino no caso da morte de Vitória Gabrielly tem sido fundamental. Ate agora, tanto um pet quanto uma equipe de cães especializados, foram peças chaves na investigação do crime.

Em um primeiro momento, enquanto a polícia ainda tentava encontrá-la e havia a esperança da menina ainda estar viva, a pista da localização exata do paradeiro de Vitória veio de um catador de latinhas que estava passeando com seu cachorro.

O pet ficou intrigado com o cheiro forte que vinha da mata e começou a latir sem parar. Foi graças a reação estranha do cachorro que o tutor foi verificar se havia de fato algo errado. Foi então que ele acabou se deparando com o corpo da menina, que se encontrava no mesmo local há 4 dias.

Após a confirmação da morte e localização do corpo, a próxima fase da investigação contou com a ajuda de Bazuka, Adaga e Duke, cães farejadores do grupo GBR. Através de odores de suspeitos fornecidos pela polícia, os cães vasculharam a área delimitada e verificaram se os cheiros poderiam ser encontrados no local.

Apesar da equipe envolvida não poder contar muito sobre o resultado para não atrapalhar o trabalho investigativo, o treinador dos cães afirma que os animais confirmaram a presença de alguns dos odores no local.

 

Foto: Reprodução/Record