Cão paralisado estava prestes a ser sacrificado quando descobriram um carrapato em seu corpo

Caso mostra a importância de manter esses parasitas longe de nossos animais e do cuidado que devemos ter, sempre checando os pelos de nossos cães

por Andrezza Oestreicher — publicado 8 jun 2016 - 10:06

Ollie, um cão de dez anos de idade da raça Pastor de Shetland ( ou Shetland Sheepdog / Sheltie), sempre foi um animal muito saudável. Ele adora correr e brincar ao ar livre, e ama quando sua família o leva para acampamentos.

Porém, depois da última viagem que fez com sua família, Ollie começou a ficar um pouco abatido. Seus pais, Al e Joelle Meteney, o levaram imediatamente ao seu médico veterinário, que fez vários testes no animal, todos sem sucesso.

Os exames não revelaram absolutamente nada, mas Ollie piorava. Em pouco tempo o animal estava completamente paralisado, incapaz de comer ou até mesmo fazer suas necessidades sozinho, e ninguém conseguia encontrar o motivo ou uma causa para essa situação de Ollie.

O cãozinho fez vários exames e nada detectava o que ele tinha. (Foto: Reprodução / DoveLewis Emergency Animal Hospital)

O cãozinho fez vários exames e nada detectava o que ele tinha. (Foto: Reprodução / DoveLewis Emergency Animal Hospital)

Para os tutores do animal, que o amaram desde o primeiro momento, era muito triste vê-lo sofrer daquele jeito, e por isso, quando viram que o cão só piorava, eles tomaram a difícil decisão de colocar um fim em todo o sofrimento do cão. Era hora de sacrificá-lo.

O casal então levou o cão para o hospital veterinário DoveLewis Emergency Animal Hospital. Enquanto o Dr. Adam Stone e sua estagiária Neena Golden preparavam Ollie para o procedimento, Neena ficou fazendo carinho no animal, alisando atrás de suas orelhas para confortá-lo. E foi nesse momento que Neena sentiu um pequeno nódulo no cão. Era um carrapato que estava em local de difícil remoção.

Dr. Stone então se lembrou de uma raríssima doença chamada “paralisia do carrapato”, onde a saliva do carrapato entra no organismo do cão durante um período prolongado de tempo e causa problemas neurológicos. Casos dessa doença são bastante raros, e nem todos os veterinários são familiarizados a este problema.

Os cuidados para evitar carrapatos devem ser grandes, pois eles podem transmitir doenças muito graves e até causar a morte do animal. (Foto: Reprodução / DoveLewis Emergency Animal Hospital)

Os cuidados para evitar carrapatos devem ser grandes, pois eles podem transmitir doenças muito graves e até causar a morte do animal. (Foto: Reprodução / DoveLewis Emergency Animal Hospital)

Para confirmar se esse era mesmo o caso de Ollie, o carrapato deveria ser retirado e depois o cão ficar em observação por três dias, para ver se sua condição iria melhorar. Depois de o carrapato encontrado ter sido retirado pelos médicos, o pelo de todo o seu corpo foi tosado, para se certificar de que não existia mais nenhum outro parasita escondido em seus pelos.

O diagnóstico parecia ser um tiro no escuro, mas após uns dias em observação foi comprovado que ele estava 100% correto.

Na verdade, não foi preciso nem os três dias para que a melhorar de Ollie fosse notável. 10 horas após a retirada do carrapato, o cão já estava quase de volta a sua forma. Seus tutores ficaram extremamente emocionados com o progresso e a melhora de Ollie.

Ollie precisou ter seu pelo todo tosado para confirmar que não tinha mais nenhum parasita em seu corpo. (Foto: Reprodução / DoveLewis Emergency Animal Hospital)

Ollie precisou ter seu pelo todo tosado para confirmar que não tinha mais nenhum parasita em seu corpo. (Foto: Reprodução / DoveLewis Emergency Animal Hospital)

Por passar muito tempo ao ar livre, Ollie realmente estava suscetível a carrapatos, mas depois do grande susto seus pais estão ainda mais cautelosos e cuidadosos quanto a isso. De acordo com seu tutor, na ocasião do último acampamento, Ollie estava usando uma coleira contra carrapatos e pulgas, e por isso foi mais difícil de relacionar a doença do cão com esse tipo de parasita.

Graças ao raciocínio rápido dos veterinários do DoveLewis Emergency Animal Hospital Ollie está completamente curado e tem muitos mais viagens de acampamento e aventuras pela frente. E a partir de agora, os pais de Ollie vão tomar ainda mais medidas para protegê-lo de carrapatos.

 

Fonte: The Dodo

Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly

por Samantha Kelly — publicado 21 jun 2018 - 9:52

O auxílio canino no caso da morte de Vitória Gabrielly tem sido fundamental. Ate agora, tanto um pet quanto uma equipe de cães especializados, foram peças chaves na investigação do crime.

Em um primeiro momento, enquanto a polícia ainda tentava encontrá-la e havia a esperança da menina ainda estar viva, a pista da localização exata do paradeiro de Vitória veio de um catador de latinhas que estava passeando com seu cachorro.

O pet ficou intrigado com o cheiro forte que vinha da mata e começou a latir sem parar.

 » Read more about: Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly  »

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio,

 » Read more about: Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama  »

Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 7:02

O incidente é tão absurdo que é difícil acreditar como alguém pode ser tão insensível em relação a vida do próximo.

Operários em uma estrada de Agra, na Índia, não se deram o trabalho de mover um cachorro que dormia no local enquanto eles recapeavam a rua e seguiram com o dia como se não houvesse ninguém ali. Sim, eles construíram a rua em cima do cachorro e ele morreu após ter sido esmagado pelo rolo compressor enquanto os trabalhadores nivelavam a rua.

 » Read more about: Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly

por Samantha Kelly — publicado 21 jun 2018 - 9:52

O auxílio canino no caso da morte de Vitória Gabrielly tem sido fundamental. Ate agora, tanto um pet quanto uma equipe de cães especializados, foram peças chaves na investigação do crime.

Em um primeiro momento, enquanto a polícia ainda tentava encontrá-la e havia a esperança da menina ainda estar viva, a pista da localização exata do paradeiro de Vitória veio de um catador de latinhas que estava passeando com seu cachorro.

O pet ficou intrigado com o cheiro forte que vinha da mata e começou a latir sem parar. Foi graças a reação estranha do cachorro que o tutor foi verificar se havia de fato algo errado. Foi então que ele acabou se deparando com o corpo da menina, que se encontrava no mesmo local há 4 dias.

Após a confirmação da morte e localização do corpo, a próxima fase da investigação contou com a ajuda de Bazuka, Adaga e Duke, cães farejadores do grupo GBR. Através de odores de suspeitos fornecidos pela polícia, os cães vasculharam a área delimitada e verificaram se os cheiros poderiam ser encontrados no local.

Apesar da equipe envolvida não poder contar muito sobre o resultado para não atrapalhar o trabalho investigativo, o treinador dos cães afirma que os animais confirmaram a presença de alguns dos odores no local.

 

Foto: Reprodução/Record

 

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio, o que salva bastante espaço. Dá até para adicionar uma proteção na escada para evitar acidentes.

Elas são feitas com excelente qualidade e o preço, apesar de ser salgado (começa em US $ 420 e, para a opção mais cara, você precisa desembolsar mais de US $ 1.500), ainda são uma ótima ideia e opção para quem pode pagar.

Queremos opções mais acessíveis para ontem!