Cão que foi atropelado recebe cadeira de rodas e espera por um lar

Animal que sofreu fratura na coluna e perdeu movimento das patas traseiras teve cirurgia e tratamento pagos por grupo que fez doações. Agora ele está pronto para ser adotado

por Andrezza Oestreicher — publicado 7 ago 2016 - 9:15

Bolinha, um cachorro sem raça definida, foi encontrado na porta de uma empresa localizada em uma grande avenida da cidade de Joinville, em Santa Catarina. O cãozinho estava muito magro e andava arrastando as patas traseiras.

O animal foi levado para uma clínica veterinária. Lá foi comprovado que o cão, que recebeu o nome de Bolinha, tinha sofrido uma grave fratura na coluna, sua medula foi rompida, o que causou a perda dos movimentos de suas patas traseiras. Além disso, ele estava ainda com anemia e infecção urinária.

Bolinha foi resgatado muito magro e com uma fratura na coluna. Além disso, estava com anemia e infecção urinária. (Foto: Reprodução / Facebook Bolinha, o cão de cadeirinha)

Bolinha foi resgatado muito magro e com uma fratura na coluna. Além disso, estava com anemia e infecção urinária. (Foto: Reprodução / Facebook Bolinha, o cão de cadeirinha)

Ninguém sabe ao certo qual a causa dessa lesão, porém os veterinários que cuidam do cão afirmam que o mais provável é que ele tenha sido atropelado ou sofrido algum tipo de colisão com um carro ou moto.

Apesar de pequeno e muito magrinho, o cachorro sobreviveu ao acidente que o deixou assim, fez tratamentos com medicamentos e passou por uma cirurgia bastante delicada de estabilização da coluna 15 dias após o resgate.

Cãozinho passou por uma delicada cirurgia de estabilização da coluna. (Foto: Reprodução / Facebook Bolinha, o cão de cadeirinha)

O cãozinho passou por uma delicada cirurgia de estabilização da coluna. (Foto: Reprodução / Facebook Bolinha, o cão de cadeirinha)

Todo o tratamento, que inclui ainda fisioterapia e acupuntura, e a cirurgia foram pagos por um grupo de pessoas que fizeram doações em dinheiro para que o cão pudesse receber os cuidados que necessitava.

O caso de Bolinha ganhou mais atenção depois que sua história foi divulgada nas redes sociais. A página “Bolinha, o cão de cadeirinha“, feita para o animal, tem mais de 650 curtidores e mostra a evolução do cão.

Apesar de tudo o que passou, Bolinha é muito carinhoso, amável e bastante dengoso. (Foto: Reprodução / RBS TV)

Apesar de tudo o que passou, Bolinha é muito carinhoso, amável e bastante dengoso. (Foto: Reprodução / RBS TV)

Hoje, quase dois meses depois de ser resgatado, Bolinha já está bem melhor e consegue se movimentar para todos os lados e brincar com a cadeira de rodas que ganhou.

Apesar de tudo o que já passou, Bolinha é um animal bastante calmo, tranquilo, carinhoso e muito dengoso, daqueles que tem um olhar de encantar e derreter qualquer um.

Com sua cadeira de rodas, Bolinha vai para todo lado. Para ele só falta agora uma família para lhe encher de amor. (Foto: Reprodução / RBS TV)

Com sua cadeira de rodas, Bolinha vai para todo lado. Agora só falta uma família para lhe encher de amor. (Foto: Reprodução / RBS TV)

Agora, só falta mais uma coisa para o caso de Bolinha chegar ao seu “Final Feliz”, falta ele ser adotado e ganhar uma família cheia de amor para cuidar dele pelo resto de sua vida, dando todo o carinho que ele merece.

Se você se interessou em ter Bolinha como parte da família ou ajudar contribuindo para o tratamento do animal, basta entrar em contato pelo telefone (47) 3028-5851.

 

Fonte: G1

Artistas internacionais aproveitam o Valentine’s Day para incentivar a adoção de animais

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 fev 2018 - 9:21

Em uma data como o Valentine’s Day, em que se é comemorado o amor em suas diversas formas e a amizade em vários países do mundo, nada mais natural, e também justo, do que celebrar e homenagear aqueles que nos amam da forma mais pura e sem esperar nada em troca, os nossos cachorros e animais de estimação.

Pensando em fazer uma bela homenagem aos amorosos peludos e em ajudar animais que estão em abrigos esperando por uma família,

 » Read more about: Artistas internacionais aproveitam o Valentine’s Day para incentivar a adoção de animais  »

Coreia do Sul não vai parar de servir carne de cachorro durante Olimpíadas de Inverno

por Andrezza Oestreicher — publicado 17 fev 2018 - 18:40

Sabendo que o consumo de carne de cachorro é muito grande na Coreia do Sul, onde se acredita que este tipo de carne é uma rica fonte de energia e são abatidos cerca de 2 milhões de cães todos os anos, ativistas animais intensificaram ainda mais as campanhas para tentar dar fim a esta prática.

Além de diversos protestos realizados em Seul, capital da Coreia do Sul, também foram feitas petições on-line pedindo o boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang 2018,

 » Read more about: Coreia do Sul não vai parar de servir carne de cachorro durante Olimpíadas de Inverno  »

Homem encontra cachorro perdido em frente a portão de fazenda

por Andrezza Oestreicher — publicado 17 fev 2018 - 9:34

Edi Paulo Dalbosco, policial aposentado, logo percebeu quando um cãozinho apareceu, no dia 13 de fevereiro, do lado de fora de uma fazenda localizada na região da zona rural de São Francisco de Paula, na Serra do Rio Grande do Sul, região onde vive.

De acordo com o Sr. Edi, ele até chegou a tentar levar o cachorro perdido para a sua casa, onde tem outros dois cães, mas o animal não quis sair de jeito nenhum de onde estava.

 » Read more about: Homem encontra cachorro perdido em frente a portão de fazenda  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Artistas internacionais aproveitam o Valentine’s Day para incentivar a adoção de animais

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 fev 2018 - 9:21

Em uma data como o Valentine’s Day, em que se é comemorado o amor em suas diversas formas e a amizade em vários países do mundo, nada mais natural, e também justo, do que celebrar e homenagear aqueles que nos amam da forma mais pura e sem esperar nada em troca, os nossos cachorros e animais de estimação.

Pensando em fazer uma bela homenagem aos amorosos peludos e em ajudar animais que estão em abrigos esperando por uma família, a Best Friends Animal Society, organização de bem-estar animal dedicada a acabar com a morte de cães e gatos nos abrigos dos Estados Unidos, juntou vídeos caseiros de celebridades internacionais cantando uma música para lá de especial para seus bichinhos de estimação adotados e transformou em um videoclipe.

A atriz Selma Blair gravou com seus dois cachorros, ambos adotados de abrigos. (Foto: Reprodução / Facebook Best Friends Animal Society)

A música escolhida foi a clássica L-O-V-E (AMOR em português), de Nat King Cole, cantor e pianista de jazz norte-americano, que fala de amor e diz em um trecho:
“Amor é tudo que eu posso te dar
Amor é mais do que um jogo para dois

Pegue meu coração, mas, por favor, não o parta
Amor foi feito para mim e para você”.

Uma letra que combina muito bem com o amor completamente gratuito que os animais de estimação sempre costumam dar para os seus tutores, mesmo para aqueles que nem merecem.

L O V E

Love is all that they can give to you — but you can give homeless pets across the country an extraordinary future when you pledge your love along with Amanda Seyfried, Josh Gad, Selma Blair, Jamie Chung, Natalie Morales and Mayim Bialik to Save Them All!Show the animals just how much you care when you take the pledge: http://bit.ly/STAPledgeLove. -emily

Posted by Best Friends Animal Society on Monday, February 12, 2018

Entre os artistas que aparecem no vídeo com seus animais adotados estão Amanda Seyfried, Selma Blair, Josh Gad, Mayim Bialik, Jamie Chung e Natalie Morales.

A Best Friends Animal Society espera que o vínculo e amor entre tutores e seus pets vistos no vídeo inspirem mais pessoas a adotar animais de abrigos e mostre o quanto esses bichinhos podem ser amorosos, carinhosos e muito companheiros.

Fonte: People

Coreia do Sul não vai parar de servir carne de cachorro durante Olimpíadas de Inverno

por Andrezza Oestreicher — publicado 17 fev 2018 - 18:40

Sabendo que o consumo de carne de cachorro é muito grande na Coreia do Sul, onde se acredita que este tipo de carne é uma rica fonte de energia e são abatidos cerca de 2 milhões de cães todos os anos, ativistas animais intensificaram ainda mais as campanhas para tentar dar fim a esta prática.

Além de diversos protestos realizados em Seul, capital da Coreia do Sul, também foram feitas petições on-line pedindo o boicote aos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang 2018, evento que teve sua abertura no dia 9 de fevereiro e segue até o dia 25 deste mesmo mês.

Ativistas fizeram protestos e intensificaram campanhas para acabar com o consumo de carne de cachorro. (Foto: Reprodução / AFP / Arquivos)

As próprias autoridades locais até tentaram intervir e evitar que carne de cachorro fosse servida por restaurantes na cidade sede das Olimpíadas de Inverno durante os dias em que o evento estivesse sendo realizado.

Porém, mesmo sendo oferecidos subsídios em troca dessa breve paralisação nas vendas de carne de cachorro, o oficial do governo de Pyeongchang, Lee Yong-Bae, informou que apenas dois, de um total de 12 restaurantes, acataram a solicitação.

Para evitar “uma impressão ruim dos estrangeiros”, os restaurantes substituíram os anúncios que mostram pratos feitos com carne de cachorro por pratos considerados “mais neutros”, como o yeomsotang (sopa de cabra).

Felizmente, de acordo com informações locais, à medida que os cães passam a ser vistos como animais de estimação, o consumo de carne de cachorro está diminuindo, principalmente entre a população mais jovem.

Fonte: Diário Catarinense / Agence France-Presse