Casal adota cão mais velho e mal-humorado e recebe muito amor em troca

Apesar de todos os pontos que poderiam ser tidos como “contra”, o casal adotou Bubbe e hoje formam uma família feliz e cheia de amor

por Andrezza Oestreicher — publicado 2 nov 2016 - 21:30

Quando o casal Amanda e Greg, que se conheciam desde pequenos, decidiu morar junto, a primeira prioridade era encontrar um apartamento que permitisse cachorros.

Pouco tempo depois eles começaram a pesquisar cães para adoção e foram até o Fairfax County Animal Shelter, na Virgínia, Estados Unidos. O casal estava interessado em um animal especificamente, porém o cão tinha acabado de ser adotado quando eles chegaram ao local.

Bubbe costumava ser uma cadela bastante mal-humorada, além de idosa. (Foto: Reprodução / Bubbe The Chow)

Bubbe costumava ser uma cadela bastante mal-humorada, além de idosa. (Foto: Reprodução / Bubbe The Chow)

Então eles conhecerem Bubbe, até então conhecida como Brendinie. Bubbe, uma cadela da raça Chow-chow, era irmã do cão que eles haviam se interessado. A cadela já tinha cerca de 9 anos de idade e o pessoal do abrigo suspeita de que ela era utilizada para reprodução em um criadouro ilegal e foi descartada quando ficou mais velha.

Talvez pelo seu passado, Bubbe era uma cadela ranzinza e, mal-humorada como era, não estava muito interessada nos visitantes e nem em seus possíveis adotantes.

Amanda e Greg resolveram adotá-la justamente por saber que dificilmente ela seria escolhida por outra família. (Foto: Reprodução / Bri & Wes Photography)

Amanda e Greg resolveram adotá-la justamente por saber que dificilmente ela seria escolhida por outra família. (Foto: Reprodução / Bri & Wes Photography)

Por não ser a mais amigável dos animais, o casal sabia que ela teria muitas dificuldades para ser escolhida e adotada por uma família. Ela precisaria de um tempo maior para se adaptar em uma nova casa e poderia não se dar bem com crianças de cara, sem contar que já tinha uma idade mais avançada.

E, mesmo com todos esses pontos que poderiam ser tidos como “contra”, o casal se apaixonou pela senhorinha ranzinza de quatro patas e logo decidiu ficar com Bubbe.

Desde o início o casal foi bastante paciente com a cadela e sempre lhe deu muito amor. (Foto: Reprodução / Bubbe The Chow)

Desde o início o casal foi bastante paciente com a cadela e sempre lhe deu muito amor. (Foto: Reprodução / Bubbe The Chow)

A transição não foi fácil. Logo no começo a cadela já apresentou problemas de saúde e não comia, latia e rosnava sempre que o casal se aproximava. Depois de alguns dias, quando Amanda conseguiu fazer com que Bubbe lambesse um pouquinho de comida para bebê que lhe ofereceu, eles perceberam que a maré estava começando a virar.

Em pouco tempo Bubbe já estava bem melhor e Amanda estava lhe ensinando alguns comandos básicos. A família estava, finalmente, conseguindo construir um relacionamento. Amanda e Greg conseguiam perceber que a cadela estava se esforçando para deixá-los felizes.

Com o tempo ela foi se adaptando e retribuindo com muito amor todo o cuidado que recebia. (Foto: Reprodução / Bri & Wes Photography)

Com o tempo ela foi abrindo o seu coração, se adaptando e retribuindo com muito amor todo o cuidado que recebia. (Foto: Reprodução / Bri & Wes Photography)

Logo Bubbe estava acompanhando a rotina do casal. A cadela acordava junto com Amanda e já sacudia feliz sua cauda para a tutora. Hoje, Bubbe adora caminhadas, abraços, manteiga de amendoim, brincar com o cachorro da mãe de Greg e ama seus tutores, mas ainda não se dá tão bem com estranhos.

Quando o casal decidiu formalizar a união e preparar uma festa de casamento, eles tinham certeza de que Bubbe iria participar daquele momento tão especial, mas de uma maneira que a deixasse confortável. Assim, a cadela foi dispensada das partes mais movimentadas da festa. Em vez disso, ela compartilhou momentos especiais com seus tutores durante aquele dia e participou de algumas fotos.

A cadela ama seus tutores e adora um abraço. (Foto: Reprodução / Bubbe The Chow)

A cadela ama seus tutores e adora um abraço. (Foto: Reprodução / Bubbe The Chow)

Bubbe ficou a manhã toda ao lado de sua tutora, enquanto ela se maquiava, arrumava o cabelo e se vestia. Ao final do dia, a cadela foi levada pelo mais novo casal de marido e mulher para uma caminhada.

Amanda Novotny, coordenadora de adoção do abrigo onde Bubbe estava, se emocionou com a adoção e a evolução da cadela em seu novo lar. Para ela, tudo o que Bubbe é hoje se deve apenas ao cuidado e paciência que o casal teve com a cadela, além do amor que eles lhe deram desde o início.

Apesar de saberem que não terão tanto tempo juntos, Amanda e Greg não se arrependem de ter adotado um cão idoso e são muito gratos por todo o amor que Bubbe dá para eles.

Hoje, os três formam uma família muito feliz e cheia de amor. (Foto: Reprodução / Bubbe The Chow)

Hoje, os três formam uma família muito feliz e cheia de amor. (Foto: Reprodução / Bubbe The Chow)

A cadela mudou a vida deles para melhor. Segundo Amanda, cuidar de Bubbe não é um problema, para ela, é justamente isso que faz a vida do casal mais significativa. “Antes do Bubbe, éramos apenas nós dois. Bubbe fez de nós dois uma família”, afirma Amanda.

51 Cães resgatados na Cracolândia pelo Instituto Luisa Mell foram adotados nesse final de semana

por Samantha Kelly — publicado 21 ago 2017 - 18:52

Como noticiado aqui, depois que os dependentes químicos foram expulsos da Cracolândia, seus cães e gatos ficaram e foram acolhidos por Dona Graça, que segurou todo o fardo e abriu as portas de sua pensão para os mais de 100 animais.

Para complicar ainda mais a situação, a pensão foi interditada e seria demolida em breve.

Ao todo foram 71 animais resgatados em um período de 36 horas, na maior operação até hoje realizada pelo Instituto Luisa Mell.

 » Read more about: 51 Cães resgatados na Cracolândia pelo Instituto Luisa Mell foram adotados nesse final de semana  »

Mais um cãozinho é baleado em tiroteio no Rio de Janeiro

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 ago 2017 - 18:05

Nós já mostramos aqui no Portal do Dog como a violência em nosso país está afetando, de várias formas, também os nossos animais de estimação.

Entre os casos frutos dessa grande violência estão os de animais que acabam sendo vítimas de bala perdida durante tiroteios. Ocorrências desse tipo estão crescendo bastante no Rio de Janeiro, onde mais um animal precisou ser atendido ao ser baleado.

O cão foi atingindo na manhã da última quinta-feira,

 » Read more about: Mais um cãozinho é baleado em tiroteio no Rio de Janeiro  »

Cleo Pires arrasa na nova capa da Glamour com seu cachorro Baltazar

por Samantha Kelly — publicado 21 ago 2017 - 12:15

A musa maior, também conhecida como Cleo Pires, estrela na capa da última revista Glamour Brasil.

Além de usar vários looks bombásticos e de uma ótima entrevista, como uma boa mãe de cachorro, ela divide a atenção com seu filho canino, o pequeno Baltazar.

@rosanarodini e @glamourbrasil obrigada pelas lindas fotos e entrevista deliciosa de fz 💋❤️🤘🏼🔥

A post shared by CLEO (@cleopiresoficial) on Aug 1,

 » Read more about: Cleo Pires arrasa na nova capa da Glamour com seu cachorro Baltazar  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

51 Cães resgatados na Cracolândia pelo Instituto Luisa Mell foram adotados nesse final de semana

por Samantha Kelly — publicado 21 ago 2017 - 18:52

Como noticiado aqui, depois que os dependentes químicos foram expulsos da Cracolândia, seus cães e gatos ficaram e foram acolhidos por Dona Graça, que segurou todo o fardo e abriu as portas de sua pensão para os mais de 100 animais.

Para complicar ainda mais a situação, a pensão foi interditada e seria demolida em breve.

Ao todo foram 71 animais resgatados em um período de 36 horas, na maior operação até hoje realizada pelo Instituto Luisa Mell.

E agora. após 2 meses de tratamento, esse final de semana no Shopping Morumbi finalmente todos os animais tiveram a chance de encontrar um lar.

Especialmente para o evento desse sábado (19), o vídeo “Missão Bichinhos da Cracolândia” criado pela VML apostou na emoção, intercalando depoimentos de Luisa Mell, presidente e fundadora do Instituto, do diretor financeiro, Marcelo Glauco, e da médica veterinária, Marina Passadore.

A ação sem dúvida rendeu frutos e o sucesso foi traduzido em 51 adoções. A partir de agora o trabalho de pós-adoção começa com o acompanhamento dos adotantes e adotados.

Mais um cãozinho é baleado em tiroteio no Rio de Janeiro

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 ago 2017 - 18:05

Nós já mostramos aqui no Portal do Dog como a violência em nosso país está afetando, de várias formas, também os nossos animais de estimação.

Entre os casos frutos dessa grande violência estão os de animais que acabam sendo vítimas de bala perdida durante tiroteios. Ocorrências desse tipo estão crescendo bastante no Rio de Janeiro, onde mais um animal precisou ser atendido ao ser baleado.

O cão foi atingindo na manhã da última quinta-feira, dia 17 de agosto, sétimo dia consecutivo de confrontos e tiroteios na comunidade do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Baleado no tórax, o cachorro foi levado para a Suipa (Sociedade União Internacional Protetora dos Animais) localizada no bairro Benfica, onde foi constatado que o animal precisava rapidamente de uma transfusão de sangue.

Cachorro sem raça definida foi baleado em tiroteio na comunidade do Jacarezinho, no Rio de Janeiro. (Foto: Reprodução / Extra)

“Ele perdeu muito sangue, teve que ser feita uma transfusão de sangue de imediato. Estabilizou o quadro, e tivemos que fazer o fechamento da ferida”, contou o veterinário Luiz Eduardo Castro ao Extra.

Segundo informações dadas pelo veterinário, que participou do atendimento do cão baleado, o animal é sem raça definida e tem cerca de cinco anos de idade.

Todo o atendimento e primeiros cuidados mais urgentes foram feitos na unidade da Suipa. Mas, por não ter serviço de internação no local, os responsáveis pelo cãozinho foram orientados a interná-lo em uma unidade privada.

Fonte: Extra