Crash Test para cachorros demonstra falta de segurança com os pets

Teste de segurança veicular mostra falta de segurança no transporte de nossos pets.

por Fabio Sakita — publicado 13 out 2013 - 14:26

Os crash tests ou testes de colisão veiculares são muitos comuns quando se referem a humanos. Porém desta vez os testes foram feitos para os cachorros. Será que cintos e itens de segurança vendidos atualmente no mercado realmente funcionam? Segundo o teste, não.

Não há padrões de testes para pets ainda, foram usados parâmetros de crianças. Foto: Reprodução / Wired

Não há padrões de testes para pets ainda, foram usados parâmetros de crianças. Foto: Reprodução / Wired

Para o teste foram selecionados os melhores produtos oferecidos no mercado e bichos de pelúcia em três tamanhos simularam os cachorros, um terrier de aproximadamente 12 quilos, um Border Collie de 20 quilos e um Golden Retriever de 34 quilos. O crash test conduzido pela Subaru e Center for Pet Safety (‘Centro para Segurança Pet’, tradução livre), foi realizado no laboratório da MGA nos EUA.

De todos os produtos testados, apenas um conseguiu boa pontuação nos procedimentos, o Clickit Dog Harness. Diversas falhas foram encontradas, e vão desde a costura, problemas no material e em alguns casos podendo levar seu cão ao óbito. Segundo a Subaru/CPS, o maior problema é que não há testes específicos para pets, com isso é difícil medir e melhorar os produtos. Porém a maioria dos apetrechos continham informações de que haviam sido testados ou que eram seguros contra acidentes. Para qualificar os testes, foram usados parâmetros de segurança para crianças.

Bob Vetere, executivo da American Pet Products Association (Associação Americana de Produtos Pets, tradução livre), acredita que as empresas estão sempre aprimorando e melhorando os produtos para melhorar a vida, saúde e segurança de nossos pets.

 

O crash test reprovou praticamente todos os produtos testados. Foto: Reprodução / Wired

O crash test reprovou praticamente todos os produtos testados. Foto: Reprodução / Wired


 

Segundo estudo da AAA, aproximadamente 90% dos donos de pets viajam de carro com seus animais, porém a minoria utiliza algum tipo de cinto para o pet. E 17% dos entrevistados admitiram dirigir com o cachorro no colo.
 

Na maioria dos testes os cachorros sairiam com lesões. Reprodução / Wired

Na maioria dos testes os cachorros sairiam com lesões. Reprodução / Wired


 
Apesar dos testes demonstrarem a fragilidade dos produtos oferecidos atualmente, essa ainda é a melhor maneira de transportar seu pet. Lembrando que no Brasil é infração levar o seu animal solto, na caçamba ou com a cabeça do lado de fora do veículo.
 
Três tamanhos de cachorros fora utilizados nos testes. Foto: Reprodução / Wired

Três tamanhos de cachorros fora utilizados nos testes. Foto: Reprodução / Wired


 
Veja um vídeo do teste de colisão com cachorros
 
deixe seu comentário: