Elisa Barros registra os animais da ONG Cão Viver

O projeto incentiva a adoção de vira-latas

por Samantha Kelly — publicado 27 set 2013 - 0:02

A fotógrafa Elisa Barros registrou vários amigos peludos que estão atualmente sob os cuidados da ONG de Minas Gerais Cão Viver. As imagens são de uma sutileza ímpar e transmitem toda a fragilidade e inocência dos animais.

As fotos em preto e branco são uma forma que Elisa encontrou de simbolizar a dificuldade que os animais já passaram, muitos abandonados na porta da ONG, sozinhos, desnutridos e cheios de parasitas. A única foto colorida do ensaio é de Lenda, uma cachorrinha cega.

Esse é mais um exemplo de que qualquer ajuda é válida. Se você não puder adotar, que tal doar uma quantia financeira, oferecer seu trabalho e ser um voluntário? Nesse caso, as belas fotografias ajudam muitos bichinhos a serem vistos e as chances de serem adotados aumentam.

A história de Elisa e a sua motivação para auxiliar emprestando seu talento e trabalho começou quando ela ainda era uma criança e conheceu o amor de um cachorro junto a seu pai. Aos 12 anos, depois de muito insistir, ganhou um filhote da raça Cocker Spaniel de seu pai, que a ajudou também em muitos momentos cuidando do cachorrinho. Infelizmente, o pai de Elisa não está mais entre nós e através do convite da ONG ela viu uma maneira de homenageá-lo e o amor que ele sentia pelos animais.

Conheçam mais sobre o trabalho de Elisa Barros visitando seu site (elisabarros.com.br) e sobre o trabalho da ONG Cão Viver (www.caoviver.com.br)

 

Animais sob o cuidado da ONG Cão Viver. Foto: Elisa Barros

 

Animais sob o cuidado da ONG Cão Viver. Foto: Elisa Barros

 

Animais sob o cuidado da ONG Cão Viver. Foto: Elisa Barros

 

Animais sob o cuidado da ONG Cão Viver. Foto: Elisa Barros

 

Animais sob o cuidado da ONG Cão Viver. Foto: Elisa Barros

 

Animais sob o cuidado da ONG Cão Viver. Foto: Elisa Barros

 

Animais sob o cuidado da ONG Cão Viver. Foto: Elisa Barros

 

Animais sob o cuidado da ONG Cão Viver. Foto: Elisa Barros

deixe seu comentário: