Empresa sul-coreana criou competição que deu como prêmio clonagem de cachorro

Apenas moradores do Reino Unido puderam participar e a vencedora teve sua cadela clonada com sucesso.

por Karina Sakita — publicado 9 abr 2014 - 9:07

A vida dos cachorros é muito curta, ainda mais quando comparamos com a dos humanos. Perder um companheiro canino traz bastante sofrimento. E se você pudesse clonar seu cão?

Uma empresa sul-coreana criou uma competição em que o prêmio era a clonagem do cachorro do vencedor. Porém, apenas moradores do Reino Unido puderam participar.

A vencedora foi Rebecca Smith, de 29 anos. Sua dachshund de 12 anos, que se chama Winnie, foi clonada com sucesso.

 

A cachorra Winnie de 12 anos (lado esquerdo da foto) e a clone Mini Winnie recém-nascida (direito). (Foto: Reprodução / Daily Mail UK)

A cachorra Winnie de 12 anos (lado esquerdo da foto) e a clone Mini Winnie recém-nascida (direito). (Foto: Reprodução / Daily Mail UK)

 

A clone, que ganhou o nome de Mini Winnie, foi concebida num tubo de ensaio e nasceu em Seul, no dia 30 de março.

Todo o processo foi acompanhado pelo canal de tv britânica Channel 4.

 

A clone Mini Winnie nasceu no dia 30 de março. (Foto: Reprodução / Daily Mail UK)

A clone Mini Winnie nasceu no dia 30 de março. (Foto: Reprodução / Daily Mail UK)

 

A competição foi criada pela Sooam Biotech Reasearch Foundation, que é uma organização sem fins lucrativos com foco na pesquisa de biotecnologia avançada.

Ao criar essa competição, a Sooam Biotech tinha como objetivo divulgar e incentivar a clonagem de cachorros. Porque, segundo a empresa, a maioria dos clones são de pedidos vindos dos Estados Unidos.

E o maior obstáculo para muitas pessoas é o preço da clonagem: 100 mil dólares (cerca de 220 mil reais). A justificativa do custo elevado é o esforço necessário dos pesquisadores para clonar um cachorro, o que demora meses.

Essa foi a primeira vez que um cachorro do Reino Unido foi clonado. Essa divulgação está sendo importante para a empresa.

Para participar, as pessoas tinham que enviar foto ou vídeo e uma descrição do seu relacionamento com o cachorro.

 

Histórico de clonagens

 

O primeiro mamífero a ser clonado foi a ovelha Dolly, em 1996, na cidade de Edimburgo, capital da Escócia.

 

Ovelha clonada Dolly. (Foto: Reprodução / Daily Mail UK)

Ovelha clonada Dolly. (Foto: Reprodução / Daily Mail UK)

 

A Sooam Biotech que começou com a clonagem de cachorros em 2005 na Coreia do Sul, com o galgo afegão Snuppy.

 

Snuppy foi o primeiro cachorro clonado. (Foto: Reprodução / Daily Mail UK)

Snuppy foi o primeiro cachorro clonado. (Foto: Reprodução / Daily Mail UK)

 

A personalidade do clone será a mesma?

 

Sir Ian Wilmut, um dos cientistas britânicos responsáveis pela clonagem da ovelha Dolly, é cético em relação a clonagem de cães:

 

Os tutores ficarão desapontados. A maior parte da personalidade do cachorro vem da forma como o tratamos. Se você gastar 100 mil dólares em um clone de cachorro, você vai tratá-lo diferente.

 

Fontes: Sooam Biotech Research Foundation e Daily Mail UK

Tosadora japonesa aperfeiçoa o visual bolinha e transforma poodle em ovelha

por Samantha Kelly — publicado 22 jun 2018 - 12:34

Sesame é um Poodle japonês que ganhou fama por causa de seu corte bolinha impecável que faria qualquer fashionista sentir inveja. O motivo de tanta comoção é o fato do penteado ter transformado o garotinho canino em uma ovelha.

Infelizmente Yoriko Hamachiyo, a tosadora responsável por essa obra prima da pelagem canina, não compartilhou um vídeo dos bastidores do corte.

Será que o Poodle, uma das raças caninas com penteados mais clássicos de todas,

 » Read more about: Tosadora japonesa aperfeiçoa o visual bolinha e transforma poodle em ovelha  »

Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly

por Samantha Kelly — publicado 21 jun 2018 - 9:52

O auxílio canino no caso da morte de Vitória Gabrielly tem sido fundamental. Ate agora, tanto um pet quanto uma equipe de cães especializados, foram peças chaves na investigação do crime.

Em um primeiro momento, enquanto a polícia ainda tentava encontrá-la e havia a esperança da menina ainda estar viva, a pista da localização exata do paradeiro de Vitória veio de um catador de latinhas que estava passeando com seu cachorro.

O pet ficou intrigado com o cheiro forte que vinha da mata e começou a latir sem parar.

 » Read more about: Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly  »

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio,

 » Read more about: Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Tosadora japonesa aperfeiçoa o visual bolinha e transforma poodle em ovelha

por Samantha Kelly — publicado 22 jun 2018 - 12:34

Sesame é um Poodle japonês que ganhou fama por causa de seu corte bolinha impecável que faria qualquer fashionista sentir inveja. O motivo de tanta comoção é o fato do penteado ter transformado o garotinho canino em uma ovelha.

Infelizmente Yoriko Hamachiyo, a tosadora responsável por essa obra prima da pelagem canina, não compartilhou um vídeo dos bastidores do corte.

Será que o Poodle, uma das raças caninas com penteados mais clássicos de todas, ganhará mais um modelo? Se depender de nós, votamos sim mil vezes.

Sério, o resultado é tão incrível que as fotos parecem montagem, mas não são.

 

Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly

por Samantha Kelly — publicado 21 jun 2018 - 9:52

O auxílio canino no caso da morte de Vitória Gabrielly tem sido fundamental. Ate agora, tanto um pet quanto uma equipe de cães especializados, foram peças chaves na investigação do crime.

Em um primeiro momento, enquanto a polícia ainda tentava encontrá-la e havia a esperança da menina ainda estar viva, a pista da localização exata do paradeiro de Vitória veio de um catador de latinhas que estava passeando com seu cachorro.

O pet ficou intrigado com o cheiro forte que vinha da mata e começou a latir sem parar. Foi graças a reação estranha do cachorro que o tutor foi verificar se havia de fato algo errado. Foi então que ele acabou se deparando com o corpo da menina, que se encontrava no mesmo local há 4 dias.

Após a confirmação da morte e localização do corpo, a próxima fase da investigação contou com a ajuda de Bazuka, Adaga e Duke, cães farejadores do grupo GBR. Através de odores de suspeitos fornecidos pela polícia, os cães vasculharam a área delimitada e verificaram se os cheiros poderiam ser encontrados no local.

Apesar da equipe envolvida não poder contar muito sobre o resultado para não atrapalhar o trabalho investigativo, o treinador dos cães afirma que os animais confirmaram a presença de alguns dos odores no local.

 

Foto: Reprodução/Record