Família transforma lar em santuário de pets especiais e compartilha seu dia a dia online

Eles têm como missão a adoção de animais especiais e a família reflete a personalidade de cada um.

por Samantha Kelly — publicado 15 maio 2017 - 16:50

Steve Greig dedica sua vida para adotar pets especiais, aqueles que normalmente esperam a vida inteira por uma família, mas por motivos como idade, deficiência física ou espécie, ficam no final da fila.

Essa linda missão começou em homenagem a sua falecida cadelinha Wolfgang, uma Pinscher que o marcou profundamente.

Munido com amor e o desejo de ajudar, ele foi ao abrigo e procurou o animal que tinha menos chances de ser adotado. Foi então que ele encontrou Eeyore, de 12 anos.

A partir daí sua missão de auxiliar animais idosos e necessitados começou. Hoje sua casa conta com a presença de 8 cachorros (Waylon, Edsel, Josh, Englebert, Eeyore, Edna, Loretta, Phyllis e Enoch), o porco Bikini, o coelho Stuart e a galinha Oprah.

Para a nossa sorte, Steve compartilha através da conta Wolfgang2242 o dia a dia dessa família super especial e com isso incentiva a adoção.

Ele possui um site que vende camisas com sua turminha de pets e o lucro é todo revertido para a luta contra os cachorros que ainda vivem nas ruas.

 

Phyllis is home and although still very weak she is eating and recovering. Yesterday she wasn’t feeling well and by the time I got out of the shower she was almost completely unresponsive. I rushed her to the ER where they determined she had very low blood pressure and she was anemic. She has been going through chemo treatments for six months now and until this last one she has weathered them incredibly well. But now her body has had enough and I’m stopping the last two treatments that were planned. She appears to be cancer-free so now it’s time to heal from the chemo. Thank you sincerely for all the prayers. Just hearing her snore in my ear again last night was the best sound in the world. #featherweightchampion

A post shared by Steve (@wolfgang2242) on

Waiting just inside my front door… While I would love to take credit for taking this picture I can’t, it was taken by @shainafishman one of New York’s finest pet photographers. We were introduced a couple years ago at a get-together and she took a picture for me of Englebert that I love so much I framed it and hung it on the wall. I was excited that we were recently able to coordinate our schedules and she came to the house to take pictures of the entire gang. (She also generously shared a few professional tips that will hopefully increase my photo taking skills, but don’t hold your breath. 😁) I have a few more photos of hers to share in the next few weeks, including one of Edna that is absolutely priceless. From top to bottom: Waylon, Edsel, Josh, Englebert, Eeyore, Edna, Loretta, Phyllis, Enoch, and Bikini, peeking around the corner. She just had to see what she was missing.

A post shared by Steve (@wolfgang2242) on

I’m one of those people that rarely get sick. This week I got so sick I couldn’t get out of bed to feed everyone and that has never happened. The dogs seemed to know something was wrong and didn’t want to leave my side. Englebert decided sitting on my head would be the best way to protect me and I was just too tired to move him. Luckily my housekeeper came in and took over the daily chores. When my friend took me to the hospital on Thursday we left the house to 9 mournfuly howling dogs clawing at the front door. (I’m sure Bikini was upset too but she’s probably just one of those that hold it in…… 😀) I’m home now and starting to feel back to normal, and I’m very thankful for the healing comfort these guys bring me, day in and day out.

A post shared by Steve (@wolfgang2242) on

Okay, this picture might be a slight exaggeration, but I swear it seems like this is what I have to make my way through every time I run up the stairs to get something or to go to the bathroom; loving obstacles at every step. Waylon is the best at this. He has a keen sense for knowing exactly which direction your next step will be and he strongly feels the need to get there first, just to check it out. (I have a handyman that like to say Waylon was named very appropriately because he’s always in the Way…lon). I’m not complaining. I honestly wouldn’t have it any other way. I mean, it sharpens my agility skills and keeps my mind alert and at some point I’m sure all of that will come in handy. 😀 And no, Bikini wouldn’t pose for this picture. Her window of cooperation has a very small opening and it doesn’t include group poses on the stairway. #gettingoutofthewaylon

A post shared by Steve (@wolfgang2242) on

A group throwback picture in honor of Hercules’s (and Madeline’s) recent passing. I get asked a lot about how I managed to cope with the inevitable heartbreak that comes with senior dog adoption. I think that the heartbreak is offset by the increased appreciation I have for life specifically because I have a house full of seniors. When you are young or when your pets are young its easy to take them (and everything else) for granted. The end is so far away that you don’t even think about it and it’s easy to overlook the intricate beauty of the daily dance. It happens to all of us; life is busy, you wake up, you go to work, you go to bed and before you know it a year or two has gone by. Having senior pets helps to change that pattern and slow everything down. I watch them so closely. I help them with things that younger pets can do for themselves and so I get to celebrate the ordinary; days when everyone eats all their food, the nights we are able to go for a walk, the times they don’t need any medicine, or the times when the medicine they do need cures them. Those little things make me stop and feel that everything is right in the world at that moment. It makes me look around and take stock of all the love in my life, and smile about the love that has been there before. #slowdance Picture by @senior_dogs_across_america

A post shared by Steve (@wolfgang2242) on

Sharon Stone aumenta a família com um novo filhotinho

por Andrezza Oestreicher — publicado 26 abr 2018 - 13:23

Coisa boa é aumentar a família e levar um cachorrinho novo para casa. Além de todo o amor que eles sempre estão prontos para nos dar, esses animais conseguem trazer ainda mais luz, vida e alegria para o lar.

Quem está vivendo esse momento de muita alegria com um novo cãozinho em casa é Sharon Stone.

Joe and I welcome his new pal Bandit. #JoeStone #BanditStone #family ❤️

 » Read more about: Sharon Stone aumenta a família com um novo filhotinho  »

Cadela surfa com crianças com Atrofia Muscular Espinhal e proporciona muita felicidade aos pacientes

por Andrezza Oestreicher — publicado 26 abr 2018 - 9:23

A Atrofia Muscular Espinhal, bastante conhecida também como AME, é uma doença degenerativa genética que afeta o sistema nervoso e leva à redução das funções motoras. Ela resulta em fraqueza e atrofia muscular caracterizada por problemas nos movimentos voluntários.

A AME afeta os movimentos das pernas e braços, muitos pacientes perdem esses movimentos, e afeta também os músculos que atuam na deglutição de alimentos e na respiração.

Por conta disso tudo, pessoas com Atrofia Muscular Espinhal acabam não vivendo uma série de experiências que para aqueles que não sofrem com a doença seria tão simples. 

 » Read more about: Cadela surfa com crianças com Atrofia Muscular Espinhal e proporciona muita felicidade aos pacientes  »

Cachorros da raça Galgo Italiano são encontrados vivendo em terríveis condições em São Paulo

por Andrezza Oestreicher — publicado 25 abr 2018 - 13:00

Mais uma vez, a ganância do ser humano, chamado de racional, transformou seres tão amáveis como os cachorros em máquinas de reproduzir filhotes e em fonte de lucro e de dinheiro. É exatamente isso o que criadouros clandestinos fazem.

Na última sexta-feira, dia 20 de abril, a Polícia Militar Ambiental (PMA) encontrou em uma residência em Praia Grande, no litoral de São Paulo, cachorros da raça Galgo Italiano, considerada rara no Brasil, em um estado terrível e em visíveis condições de grave negligência.

 » Read more about: Cachorros da raça Galgo Italiano são encontrados vivendo em terríveis condições em São Paulo  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Sharon Stone aumenta a família com um novo filhotinho

por Andrezza Oestreicher — publicado 26 abr 2018 - 13:23

Coisa boa é aumentar a família e levar um cachorrinho novo para casa. Além de todo o amor que eles sempre estão prontos para nos dar, esses animais conseguem trazer ainda mais luz, vida e alegria para o lar.

Quem está vivendo esse momento de muita alegria com um novo cãozinho em casa é Sharon Stone.

Joe and I welcome his new pal Bandit. #JoeStone #BanditStone #family ❤️

A post shared by Sharon Stone (@sharonstone) on

Já tutora de um cachorro da raça Buldogue Francês chamado Joe, a atriz decidiu aumentar sua família e levou para casa um fofo filhotinho. O cãozinho também é da raça Buldogue Francês, porém em cores diferentes do seu irmão canino mais velho, e recebeu o nome de Bandit Stone.

Goodnight. ❤️ #BanditStone

A post shared by Sharon Stone (@sharonstone) on

Sharon apresentou o novo membro de sua família para seus fãs e seguidores através de seu perfil oficial no Instagram. Em uma série de duas fotos, uma em que ela aparece muito feliz segurando o novo filhote e outra em que Joe aparece debaixo das pernas da tutora, a atriz escreveu: “Joe e eu demos boas-vindas ao seu novo amigo Bandit”.

Depois da apresentação, Sharon Stone já começou a encher seu perfil na rede social de fotos do novo filhote, assim como toda tutora apaixonada e mamãe coruja.

Joe and Bandit! ❤️ #puppylove #JoeStone #BanditStone #bigbrother

A post shared by Sharon Stone (@sharonstone) on

A atriz também compartilhou um vídeo em que aparecem os dois cachorros, onde o pequeno Bandit tenta chamar a atenção de Joe, que prefere se coçar um pouquinho.

Entre as fotos que mostra o fofo filhote dormindo, Sharon postou uma em que aparece com Bandit no colo e confessou que Joe parece estar com um pouquinho de ciúmes do novo irmãozinho. Porém, apesar disso, ela afirmou que eles estão se dando bem.

Bandit é realmente uma fofura de cãozinho.

Fonte: People

Cadela surfa com crianças com Atrofia Muscular Espinhal e proporciona muita felicidade aos pacientes

por Andrezza Oestreicher — publicado 26 abr 2018 - 9:23

A Atrofia Muscular Espinhal, bastante conhecida também como AME, é uma doença degenerativa genética que afeta o sistema nervoso e leva à redução das funções motoras. Ela resulta em fraqueza e atrofia muscular caracterizada por problemas nos movimentos voluntários.

A AME afeta os movimentos das pernas e braços, muitos pacientes perdem esses movimentos, e afeta também os músculos que atuam na deglutição de alimentos e na respiração.

(Foto: Reprodução / Killer Surf Pix / Ionis Pharmaceuticals)

Por conta disso tudo, pessoas com Atrofia Muscular Espinhal acabam não vivendo uma série de experiências que para aqueles que não sofrem com a doença seria tão simples. Porém, um grupo de pacientes nos Estados Unidos contou com uma ajuda para lá de especial para ter uma experiência diferente e muito feliz.

Juntamente com o Cure SMA, um grupo que financia pesquisas relacionadas à doença, a cadelinha surfista Ricochet proporcionou muita diversão a esses pacientes, que tiveram a oportunidade de entrar no mar e surfar com a peluda.

(Foto: Reprodução / Killer Surf Pix / Ionis Pharmaceuticals)

(Foto: Reprodução / Killer Surf Pix / Ionis Pharmaceuticals)

Ricochet é o único SURFice dog® do mundo que fornece assistência terapêutica enquanto cria experiências únicas de surfe e outras atividades que reduzem a ansiedade social e capacitam crianças com necessidades especiais, pessoas com deficiências, soldados feridos e veteranos com TEPT.

As crianças eram as mais animadas do grupo de pacientes, todas queriam ser a primeira a surfar com Ricochet, cadela que tem treinamento extensivo como cão de serviço.

(Foto: Reprodução / Killer Surf Pix / Ionis Pharmaceuticals)

(Foto: Reprodução / Killer Surf Pix / Ionis Pharmaceuticals)

Como muitas das crianças que participaram da atividade não conseguem manter a cabeça erguida sozinha, uma cadeira de banho foi adaptada e fixada na prancha de surf para deixar os pequenos seguros e confortáveis.

O passeio contou com a participação e ajuda de uma incrível equipe de voluntários qualificados que fez com que a experiência fosse um sucesso e muito feliz para todos.

(Foto: Reprodução / Killer Surf Pix / Ionis Pharmaceuticals)

Apesar de todas as dificuldades e trabalho que deu colocar a ideia do surf com os pacientes em prática, todos, tanto crianças quanto adultos, se divertiram bastante e não queriam que aquele dia acabasse.

Fonte: 3 Million Dogs / Diário Catarinense