Filhote que perdeu parte de suas quatro patas é exemplo de superação

Apesar de tudo que passou, Chi Chi é um cãozinho feliz e amoroso e que adora correr e brincar com suas novas patinhas curtas

por Andrezza Oestreicher — publicado 29 fev 2016 - 7:00

A cadelinha Chi Chi nasceu na Coreia do Sul, onde a carne de cachorro é uma iguaria (embora a prática de comer carde de cachorro seja menos comum nos dias de hoje). Chi Chi foi um dos muitos cães nascido para ser consumido.

O cãosinho de dois anos da raça Labrador foi amarrado pelas patas e pendurado de cabeça para baixo, pois os coreanos acreditam que dessa forma a carne do cachorro fica mais macia. Além disso, era dada a Chi Chi uma grande quantidade de comida, para que ela ganhasse peso mais rapidamente.

*ATENÇÃO: Foto a seguir contém imagem forte

Ficar pendurada amarrada pelas patas causou graves danos a cadelinha. (Foto: Reprodução / ARME)

Ficar pendurada amarrada pelas patas causou graves danos a cadelinha. (Foto: Reprodução / ARME)

De acordo com Monique Hanson, uma das coordenadoras do Animal Rescue, Media & Education (ARME), organização de resgate e cuidado de animais, Chi Chi ficou pendurada pelas patas por tanto tempo que a corda já tinha atravessado sua pele e corroeu seus ligamentos até chegar ao ponto em que a corda estava amarrando seus ossos.

A ARME ficou sabendo sobre o caso de Chi Chi através de um grupo de bem-estar animal com base na Coreia do Sul, o Nabiya Irion Hope Project.

Chi Chi teve que ter parte das quatro patas amputadas. (Foto: Reprodução / ARME)

Foi necessário amputar parte das quatro patas do cãosinho. (Foto: Reprodução / ARME)

Com ferimentos graves e parte dos ossos expostos, a cadelinha passou a ser considerada não apta para o consumo. Com isso Chi Chi foi jogada fora, literalmente jogada no lixo.

Por um milagre, Chi Chi foi encontrada por membros do grupo Nabiya Irion Hope Project. Ela estava jogada em uma lata de lixo de uma região de abate de cães e gatos muito conhecida na Coreia do Sul. A cadelinha foi resgatada pelo grupo e levada para o hospital.

O cão se adaptou rapidamente ao novo tamanho das patinhas. (Foto: Reprodução / ARME)

O cão se adaptou rapidamente ao novo tamanho das patinhas. (Foto: Reprodução / ARME)

Apesar de todos os maus tratos pelos quais Chi Chi passou, ela ainda tinha uma vontade incrível de viver. Foi esse mesmo espírito que levou seus salvadores para dar a ela uma chance de lutar.

Chi Chi sobreviveu, porém suas patas estavam tão machucadas e de forma tão grave, que foi necessário amputar a parte dilacerada de todas as suas quatro patinhas para evitar que as inflamações e infecções causadas pelos machucados se espalhassem para o resto do corpo.

Filhote-que-perdeu-parte-de-suas-quatro-patas-é-exemplo-de-superação-pdd8

Mesmo com as patas curtinhas, Chi Chi é um cão feliz e que gosta muito de correr e brincar. (Foto: Reprodução / ARME)

A cadelinha passou muito bem pelas amputações e em breve irá ganhar próteses, porém ela já está completamente adaptada ao novo tamanho de suas patas. Os meus tratos e a amputação não tiraram de Chi Chi sua vontade de brincar.

Apesar de tudo, Chi Chi é um animal feliz e carinhoso com todos que entram em contato com ela. Ela corre e se diverte com suas novas patinhas curtas.

Apesar de tudo o que passou, Chi Chi é bastante sociável e adora receber carinho. (Foto: Reprodução / ARME)

Apesar de tudo o que passou, Chi Chi é bastante sociável e adora receber carinho. (Foto: Reprodução / ARME)

Chi Chi permanece atualmente sob os cuidados do grupo coreano de resgate Nabiya Irion Hope Project com a colaboração da ARME. Após passar pela reabilitação e estar confortável com as próteses que irá receber, Chi Chi vai para os Estados Unidos, onde fará uma breve parada no ARME da Califórnia e depois irá para a casa da família que irá lhe adotar, no Arizona. Sua nova família possui vários cães resgatados.

Chi Chi já está com tudo pronto para pousar nos EUA em torno da segunda semana de março e começar sua nova vida como um animal de estimação e recebendo muito amor.

 

Fonte: The Dodo

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio,

 » Read more about: Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama  »

Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 7:02

O incidente é tão absurdo que é difícil acreditar como alguém pode ser tão insensível em relação a vida do próximo.

Operários em uma estrada de Agra, na Índia, não se deram o trabalho de mover um cachorro que dormia no local enquanto eles recapeavam a rua e seguiram com o dia como se não houvesse ninguém ali. Sim, eles construíram a rua em cima do cachorro e ele morreu após ter sido esmagado pelo rolo compressor enquanto os trabalhadores nivelavam a rua.

 » Read more about: Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua  »

Hotelzinho para cachorro compartilha a loucura quando a piscina é liberada para seus hóspedes caninos

por Samantha Kelly — publicado 14 jun 2018 - 8:20

O hotelzinho canino Happy Tails Camp em Norfolk, no estado norte-americano de Virginia, compartilhou o momento exato quanto seus hóspedes caninos foram liberados para cair na piscina.

Para quem acha que já foi em uma pool party bacana, sem dúvida não incluiu no currículo essa experiência incrível.

 

 » Read more about: Hotelzinho para cachorro compartilha a loucura quando a piscina é liberada para seus hóspedes caninos  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio, o que salva bastante espaço. Dá até para adicionar uma proteção na escada para evitar acidentes.

Elas são feitas com excelente qualidade e o preço, apesar de ser salgado (começa em US $ 420 e, para a opção mais cara, você precisa desembolsar mais de US $ 1.500), ainda são uma ótima ideia e opção para quem pode pagar.

Queremos opções mais acessíveis para ontem!

 

Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 7:02

O incidente é tão absurdo que é difícil acreditar como alguém pode ser tão insensível em relação a vida do próximo.

Operários em uma estrada de Agra, na Índia, não se deram o trabalho de mover um cachorro que dormia no local enquanto eles recapeavam a rua e seguiram com o dia como se não houvesse ninguém ali. Sim, eles construíram a rua em cima do cachorro e ele morreu após ter sido esmagado pelo rolo compressor enquanto os trabalhadores nivelavam a rua.

Transeuntes ainda podiam ver metade do corpo do cão preso ao asfalto e a brutalidade do acontecido provocou uma série de protestos por parte da população, levando com que polícia local abrisse um caso contra a empresa contratada.

De acordo com uma entrevista publicada pelo India Today, um oficial de polícia envolvido na investigação explicou que o animal estava dormindo quando foi esmagado pelo rolo compressor. Os trabalhadores declararam que eles informaram o engenheiro responsável pelo projeto sobre o ocorrido, porém ainda assim ele ordenou que a estrada fosse construída em cima do animal e assim eles fizeram.

 

Foto: Reprodução