Mosquito Aedes aegypti pode transmitir doença letal para animais de estimação

A dirofilariose é transmitida pelo mosquito da dengue e causa insuficiência cardíaca em cães e gatos, podendo causar também a morte do animal

por Andrezza Oestreicher — publicado 16 fev 2016 - 13:30

O mosquito Aedes aegypti está se tornando um problema cada vez maior para a saúde humana aqui no Brasil. Responsável por transmitir a dengue, o zika vírus e a chikungunya, o mosquito tem uma proliferação e desenvolvimento rápidos, o que dificulta ainda mais o seu combate.

Agora, a preocupação passa a ser ainda maior para quem tem bichinhos de estimação em casa, já que o mosquito também é uma ameaça para eles. Foi descoberto que, além de transmitir doenças graves em humanos, o Aedes aegypti pode infectar também cães e gatos e levá-los até a morte.

Mosquito Aedes aegypti pode transmitir a dirofilariose para cães e gatos. (Foto: Reprodução / Vet Care)

Mosquito Aedes aegypti pode transmitir a dirofilariose para cães e gatos. (Foto: Reprodução / Vet Care)

No caso dos animais, a doença transmitida pelo Aedes aegypti é a dirofilariose. A doença causa, entre outras consequências, o aumento do tamanho do coração, aumento de pressão, hipertensão pulmonar e insuficiência cardíaca nos animais, podendo causar ainda a morte do pet.

Ao picar o animal, o mosquito infectado libera larvas que crescem na corrente sanguínea e se alojam no coração do animal picado.

É de extrema importância que a doença seja detectada o mais rápido possível para que o animal possa fazer o tratamento correto e se livrar da doença. Segundo médicos veterinários, o diagnóstico da dirofilariose pode ser difícil, por esse motivo é ainda mais indispensável que se preste bastante atenção aos sinais.

Ciclo da doença. (Foto: Reprodução / Blog Xanadu)

Ciclo da doença. (Foto: Reprodução / Blog Xanadu)

Entre os principais sintomas da dirofilariose, doença popularmente conhecida como “verme do coração”, estão falta de ar, cansaço, tosse e inchaço da barriga e das patas.

Animais que vivem nas ruas estão mais suscetíveis a pegarem a doença por viverem mais próximos a focos do mosquito, porém animais de estimação que vivem tanto em casa quanto apartamentos também podem se tornar alvos.

Para prevenir a doença já existem opções como tabletes mastigáveis e coleiras repelentes, que prometem manter os mosquitos e pernilongos longes do animal. Porém, a melhor forma é realmente evitar deixar água parada em qualquer lugar que seja.

Larvas na corrente sanguínea de animal infectado. (Foto: Reprodução / CachorrosBlogs)

Larvas na corrente sanguínea de animal infectado. (Foto: Reprodução / CachorrosBlogs)

É bom lembrar também que, o potinho de água dos nossos bichinhos pode ser usado pelos mosquitos para colocarem suas larvas. Para evitar isso é necessário fazer uma higienização com esponja e sabão nos potes pelo menos uma vez ao dia.

Katherine Heigl passa momentos complicados com doença grave de sua cadelinha

por Andrezza Oestreicher — publicado 12 dez 2017 - 18:53

A atriz Katherine Heigl não é só conhecida por atuar em filmes como “Ligeiramente Grávidos”, “Vestida para Casar” e “A Verdade Nua e Crua” ou por seu papel de Dra. Izzie Stevens em “Grey’s Anatomy”, ela também é conhecida por ser uma das maiores amantes de animais entre as estrelas de Hollywood.

Porém, infelizmente, ela esta agora passando por uma grave situação com um de seus cães de estimação que ninguém deseja passar. A cadela Gracie Lou está com um tumor cerebral.

 » Read more about: Katherine Heigl passa momentos complicados com doença grave de sua cadelinha  »

Cadela que sofria maus-tratos em casa é resgatada pela polícia

por Andrezza Oestreicher — publicado 12 dez 2017 - 9:32

Em Santa Cruz do Sul, município do Rio Grande do Sul, policiais civis foram até uma residência para resgatar dois cães que sofriam maus-tratos causados pelo homem que deveria cuidar dos animais.

As denúncias foram feitas por uma ONG de proteção animal local, a Protetores de Santa Cruz, que já tinha ficado com um outro animal do mesmo homem, depois que também receberam, no mês de abril, denúncias de que ele maltratava o cão que tinha acabado de adotar.

 » Read more about: Cadela que sofria maus-tratos em casa é resgatada pela polícia  »

Voluntários resgatam cão que ficou 24h preso em tubulação em Santos

por Andrezza Oestreicher — publicado 11 dez 2017 - 18:31

Durante um passeio com seu tutor, um pequeno cãozinho da raça Chihuahua se soltou de sua coleira e fugiu. Porém, o animal acabou caindo em um canal e ficando preso em tubulação da rede pluvial de Santos, no litoral de São Paulo, que coleta água da chuva de bueiros e a despeja no Canal 6.

“Eu estava passeando com ele de tarde quando ele se soltou da coleira, saiu correndo e caiu no canal”,

 » Read more about: Voluntários resgatam cão que ficou 24h preso em tubulação em Santos  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Katherine Heigl passa momentos complicados com doença grave de sua cadelinha

por Andrezza Oestreicher — publicado 12 dez 2017 - 18:53

A atriz Katherine Heigl não é só conhecida por atuar em filmes como “Ligeiramente Grávidos”, “Vestida para Casar” e “A Verdade Nua e Crua” ou por seu papel de Dra. Izzie Stevens em “Grey’s Anatomy”, ela também é conhecida por ser uma das maiores amantes de animais entre as estrelas de Hollywood.

Porém, infelizmente, ela esta agora passando por uma grave situação com um de seus cães de estimação que ninguém deseja passar. A cadela Gracie Lou está com um tumor cerebral.

Hey, small dog moms and dads! Have you shared why your small dog is great yet? Share a photo or video with #MySmallDogIs so we can inspire more adoptions and save the lives of small dogs in the U.S.!

A post shared by Katherine Heigl (@katherineheigl) on

O animal foi diagnosticado em setembro, mas só agora a atriz tornou o assunto público.

De acordo com Katherine, há cerca de um ano Gracie Lou “começou a mostrar alguns sinais que estava sentindo dores”. A cadela foi imediatamente levada ao veterinário, que acreditou que ela estava com uma hérnia de disco ou alguma lesão no pescoço, mas nada extremamente grave.

Então, o veterinário receitou alguns medicamentos para dor e tratamento. Com isso, a cadelinha aparentemente voltou ao normal, mas há cerca de três meses ela pareceu estar ruim novamente.

O veterinário tentou outras terapias e medicamentos, porém todas pensando que o problema do animal seria no pescoço. Porém, a cadela continuou piorando e passou a ter convulsões. Foi quando resolveram fazer uma ressonância magnética, que revelou não só tumor cerebral, mas também que ele já estava muito grande, ao ponto de estar pressionando o cérebro de Gracie Lou.

De acordo com informações, a cadelinha passou por uma cirurgia que conseguiu remover quase 50% do tumor, que estava localizado em um ponto bastante complicado do cérebro.

“Estamos passando a maior parte do tempo atendendo as necessidades pós-operatórias da Gracie”, disse Katherine em uma postagem feita no dia 1º de dezembro em seu blog, Those Heavenly Days. “Agora meus dias consistem em tentar salvar Grace”, completou a tutora, explicando que a cadelinha teve um dano cerebral que a fez desaprender a beber água sozinha.

Em uma publicação em seu perfil oficial no Instagram, Katherine contou que vai fazer uma pausa no seu blog para se dedicar completamente aos cuidados de Grace.

“Qualquer um que tenha amado um animal de companhia sabe o quanto de amor incondicional, paciência, conforto, lealdade, risos e alegria eles trazem para nossas vidas. Gracie foi tudo isso e mais para mim, então agora vou fazer tudo o que posso para salvá-la!”, escreveu Katherine Heigl junto com uma série de fotos com a cadelinha.

Fonte: People

Cadela que sofria maus-tratos em casa é resgatada pela polícia

por Andrezza Oestreicher — publicado 12 dez 2017 - 9:32

Em Santa Cruz do Sul, município do Rio Grande do Sul, policiais civis foram até uma residência para resgatar dois cães que sofriam maus-tratos causados pelo homem que deveria cuidar dos animais.

As denúncias foram feitas por uma ONG de proteção animal local, a Protetores de Santa Cruz, que já tinha ficado com um outro animal do mesmo homem, depois que também receberam, no mês de abril, denúncias de que ele maltratava o cão que tinha acabado de adotar.

A cadela encontrada no local estava assustada e parecia muito debilitada. (Foto: Reprodução / Portal Gaz)

Dessa vez, a Polícia Civil esteve na casa do acusado, juntamente com ativistas da causa animal e a Brigada Militar, onde cumpriu um mandado de busca e apreensão para recuperar dois cachorros.

De acordo com delegada Raquel Schneider, da Delegacia de Polícia de Pronto-Atendimento, as denúncias afirmam que o acusado, um homem que vivia na mesma casa que os animais, agredia os cachorros com pauladas e chutes.

No local, apenas um animal foi encontrado, uma cadela da raça Labrador de cerca de 12 anos de idade que estava sem água, sem comida e aparentava estar bastante debilitada. Além disso, a cadela apresentava marcas de ferimentos.

Ainda na casa, também foram encontrados e apreendidos objetos que podem ter sido usados na agressão aos animais, como um estilete e pedaços de madeira.

Na casa também foram encontrados e apreendidos objetos que podem ter sido usados para agredir os animais. (Foto: Reprodução / Portal Gaz / Paola Severo)

Em relação ao outro animal, também uma cadela, o acusado disse informalmente que a abandonou na Avenida Paul Harris próximo a uma oficina mecânica. Policiais chegaram a buscar pela região mas ela não foi encontrada.

O animal resgatado foi levado para uma clínica veterinária. A cadela ficou internada para fazer exames e um laudo. Além de muito assustada e aparentar ter medo de pessoas, existe a suspeita de que ela tenha alguma fratura, pois estava se movendo com muita dificuldade.

O acusado foi levado à Delegacia de Polícia, onde respondeu algumas perguntas e assinou termo circunstanciado. Ele irá responder por maus-tratos a animais e o abandono de animal deve ser incluído na acusação, pois isso também é crime.

Fonte: Portal GAZ