Mulher salva a vida de 13 animais com postagem no Facebook

Ao escutar o choro de cão preso em pequena gaiola no calor, mulher sabia que tinha que ajudar. Sua atitude foi essencial para que os animais fossem resgatados

por Andrezza Oestreicher — publicado 27 jun 2016 - 9:55

Cães e todos os outros animais, sejam eles de estimação ou não, não nasceram para viver presos ou em gaiolas. Mas infelizmente nem todas as pessoas conseguem entender isso.

Quando Cassandra Clark viu pela primeira vez um cão da raça Husky preso em uma gaiola em uma varanda próximo a sua casa, ele pelo menos ainda tinha espaço para se movimentar.

Porém, à medida que o cão foi crescendo, o tamanho de sua pequena gaiola não mudou.

O cão vivia preso em uma gaiola do lado de fora da casa. (Foto: Reprodução / Cassandra Clark)

O cão vivia preso em uma gaiola do lado de fora da casa. (Foto: Reprodução / Cassandra Clark)

De acordo com Cassandra, após um tempo ela começou a perceber outras formas de maus tratos que o animal recebia. Ela chegou a ver o cão com uma focinheira de metal e, em outra situação, o mesmo cachorro foi visto preso do lado de fora, na varanda da casa, em um dia de calor muito forte e sem água à vista.

Em pouco tempo, o Husky estava confinado a uma gaiola pequena demais para ele, onde ele tinha que ficar sempre curvado e não conseguia mais se movimentar. E sempre sozinho na varanda.

“Um dia eu estava andando com meus cachorros e ouvi chorando e lamentando. Eu pensei, ‘Oh Deus. Ele está lá naquele caixote!’ Era uma segunda-feira e o calor estava muito forte”, disse Cassandra ao site The Dodo.

A mulher então decidiu que tinha que fazer alguma coisa e não podia simplesmente deixar o cão naquela situação sozinho. Ela tinha que tentar ajudá-lo.

Com o passar do tempo, a gaiola ficou tão pequena que o cão tinha que ficar curvado e não conseguia se movimentar. (Foto: Reprodução / Cassandra Clark)

Com o passar do tempo, a gaiola ficou tão pequena que o cão tinha que ficar curvado e não conseguia se movimentar. (Foto: Reprodução / Cassandra Clark)

Cassandra chamou os serviços de ajuda animal para ver se eles poderiam ajudar, porém eles não conseguiriam chegar em menos de 24 horas. Com medo de que o pobre cão não resistisse a essa espera, a mulher resolveu tentar outros meios para ajudar o animal.

Cassandra fez uma postagem no Facebook contando tudo o que viu e todo o sofrimento vivido pelo cão. Em pouco tempo, para sua surpresa, ela atingiu muitas pessoas, que se mostraram indignadas com a situação do cachorro e dispostas a ajudar.

A postagem de Cassandra foi compartilhada quase 1.000 vezes, mas a melhor parte de tudo foi que isso fez com que o Husky conseguisse ser finalmente resgatado.

O Dallas Animal Services, organização de cuidados e bem estar animal, foi até a casa onde o cão vivia e descobriu algo que ninguém esperava, mais outros 12 animais vivendo dentro da residência e também precisando de resgate e cuidados, todos abaixo do peso e desnutridos.

Além do cão, outros 12 animais viviam em situação de risco dentro da casa. Todos foram salvos pela postagem de Cassandra. (Foto: Reprodução / Cassandra Clark)

Além do cão, outros 12 animais viviam em situação de risco dentro da casa. Todos foram salvos pela postagem de Cassandra. (Foto: Reprodução / Cassandra Clark)

Entre os 13 animais estavam o Husky, outros cães e diversos gatinhos.

Se Cassandra não tivesse seguido seus instintos e tomado uma atitude, os 13 animais ainda estariam à espera de alguém para ajudá-los, e talvez alguns deles não tivessem resistido.

Essa história nos mostra que, quando utilizada de forma correta, as mídias sociais podem sim ajudar a salvar vidas. Além disso, mostra também que não devemos nos calar ao ver situações desse tipo. Se você encontrar um animal em situação de maus tratos e risco, denuncie e procure ajuda! Você também pode ajudar a salvar a vida de um animal indefeso.

 

Fonte: The Dodo

Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly

por Samantha Kelly — publicado 21 jun 2018 - 9:52

O auxílio canino no caso da morte de Vitória Gabrielly tem sido fundamental. Ate agora, tanto um pet quanto uma equipe de cães especializados, foram peças chaves na investigação do crime.

Em um primeiro momento, enquanto a polícia ainda tentava encontrá-la e havia a esperança da menina ainda estar viva, a pista da localização exata do paradeiro de Vitória veio de um catador de latinhas que estava passeando com seu cachorro.

O pet ficou intrigado com o cheiro forte que vinha da mata e começou a latir sem parar.

 » Read more about: Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly  »

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio,

 » Read more about: Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama  »

Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 7:02

O incidente é tão absurdo que é difícil acreditar como alguém pode ser tão insensível em relação a vida do próximo.

Operários em uma estrada de Agra, na Índia, não se deram o trabalho de mover um cachorro que dormia no local enquanto eles recapeavam a rua e seguiram com o dia como se não houvesse ninguém ali. Sim, eles construíram a rua em cima do cachorro e ele morreu após ter sido esmagado pelo rolo compressor enquanto os trabalhadores nivelavam a rua.

 » Read more about: Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly

por Samantha Kelly — publicado 21 jun 2018 - 9:52

O auxílio canino no caso da morte de Vitória Gabrielly tem sido fundamental. Ate agora, tanto um pet quanto uma equipe de cães especializados, foram peças chaves na investigação do crime.

Em um primeiro momento, enquanto a polícia ainda tentava encontrá-la e havia a esperança da menina ainda estar viva, a pista da localização exata do paradeiro de Vitória veio de um catador de latinhas que estava passeando com seu cachorro.

O pet ficou intrigado com o cheiro forte que vinha da mata e começou a latir sem parar. Foi graças a reação estranha do cachorro que o tutor foi verificar se havia de fato algo errado. Foi então que ele acabou se deparando com o corpo da menina, que se encontrava no mesmo local há 4 dias.

Após a confirmação da morte e localização do corpo, a próxima fase da investigação contou com a ajuda de Bazuka, Adaga e Duke, cães farejadores do grupo GBR. Através de odores de suspeitos fornecidos pela polícia, os cães vasculharam a área delimitada e verificaram se os cheiros poderiam ser encontrados no local.

Apesar da equipe envolvida não poder contar muito sobre o resultado para não atrapalhar o trabalho investigativo, o treinador dos cães afirma que os animais confirmaram a presença de alguns dos odores no local.

 

Foto: Reprodução/Record

 

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio, o que salva bastante espaço. Dá até para adicionar uma proteção na escada para evitar acidentes.

Elas são feitas com excelente qualidade e o preço, apesar de ser salgado (começa em US $ 420 e, para a opção mais cara, você precisa desembolsar mais de US $ 1.500), ainda são uma ótima ideia e opção para quem pode pagar.

Queremos opções mais acessíveis para ontem!