Nos Estados Unidos, se o seu cachorro precisar de um transplante de rim, você pode pegar de um cão de rua, basta adotá-lo

por Samantha Kelly — publicado 28 ago 2012 - 11:15

Nos Estados Unidos, se o seu cachorro precisar de um transplante de rim, você pode pegar de um cão de rua, basta adotá-lo.

 

Se por um acaso do destino, seu cachorro amado precisasse de um transplante de rim, e você tivesse o dinheiro e morasse nos Estados Unidos, você poderia pegar o órgão de um cachorro de rua, bastaria adotá-lo.

Claro que disso surge o dilema ético: Porque um cachorro saudável deveria perder um rim? A lógica apresentada é que as duas vidas seriam poupadas. Primeiro, para poder tirar de fato o rim de um cachorro de rua, o mesmo precisaria estar em um abrigo, prestes a ser eutanasiado. Segundo, o doador teria que ser adotado pelo dono do cachorro enfermo. Dessa maneira, o enfermo não morreria de doença renal, e o cachorro no abrigo não seria eutanasiado e ainda teria uma casa para ir.

Na teoria é muito simples, porém é preciso ver todas as complicações que o procedimento implicaria, fora a possível queda na qualidade de vida do doador.

No caso de outros órgãos, como o fígado e o coração, no qual o órgão inteiro é substituído, o dilema ético é ainda maior. Dr. Gregory disse: “Eu não acredito que transplante de coração será uma alternativa plausível (em medicina veterinária) por causa do problema do doador.” Dr. Walshaw corcorda e continua “É inaceitável matar um animal saudável só para usar o seu coração, e não é possível coletar órgãos de cachorros que estão com morte cerebral, como é feito em humanos.”

Por não ser prático manter o coração de um cachorro batendo através de máquinas, a maioria das clínicas e hospitais veterinários nem possuem o tipo de equipamento necessário para reconhecer um animal que sofreu de morte cerebral. Os veterinários geralmente reconhecem a morte de um animal quando o coração para de bater ou quando a respiração para irrevogavelmente.

 

Fonte Dog Channel.

 

deixe seu comentário: