Novo produto que é uma alternativa aos medicamentos promete aliviar diversos tipos de dor animal

O Assisi Loop 2.0 é um dispositivo anti-inflamatório não farmacêutico que funciona através de pulsação eletromagnética e não causa dor e nem efeitos colaterais

por Andrezza Oestreicher — publicado 25 jan 2016 - 9:24

Assim como nós, nossos cães também sofrem muito com o peso da idade, e no caso deles tudo acontece ainda de forma mais rápida. Os principais problemas que os anos podem nos trazer, para nós e para eles, são os que afetam ossos e articulações, como artrite, artrose ou alguma doença articular, que atinge muitos cães.

Esses problemas causar dores em nossos bichinhos que podem ir piorando com o tempo. Para aliviar este tipo de dor são usados atualmente os medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINE).

O laço pode ser usado em várias regiões do corpo do animal. (Foto: Reprodução / Assisi Animal Health)

O laço pode ser usado em várias regiões do corpo do animal. (Foto: Reprodução / Assisi Animal Health)

Porém, uma novidade para ajudar a aliviar este tipo de dor em cães pode estar chegando logo em breve. Durante a Conferência Veterinária Norte Americana em Boston, Massachusetts, a Assisi Animal Health anunciou a criação de um produto que pode auxiliar nos tratamentos de nossos animais.

O “Assisi Loop 2.0” é um dispositivo anti-inflamatório não farmacêutico que funciona através de pulsação eletromagnética. O produto já foi aprovado pelo FDA (Food and Drug Administration), órgão governamental dos Estados Unidos responsável pelo controle de alimentos e medicamentos tanto humano como animal e mais vários outros produtos.

O nome do produto é Assisi Loop 2.0 (Foto: Reprodução / Assisi Animal Health)

O nome do produto é Assisi Loop 2.0 (Foto: Reprodução / Assisi Animal Health)

O laço funciona enviando ondas eletromagnéticas para o local afetado melhorando a produção de óxido nítrico, uma molécula importante na cura para os seres humanos e animais, no tecido animal inflamado. Isso ajuda a reduzir a dor e a inflamação. E o melhor, sem causar efeitos colaterais e nem dor, no máximo uma pequena sensação de formigamento por conta do aumento do fluxo sanguíneo  causado pelo produto, o que também ajuda muitos animais a relaxar.

A comunidade veterinária já está vendo o produto com bons olhos, afirmando que ele pode ser uma ótima alternativa aos medicamentos normalmente usados para este tipo de tratamento, que apesar de eficazes podem trazer efeitos colaterais, principalmente para o estômago e rins, quando utilizados por um período longo de tempo.

O produto pode ser usado por cães, gatos e até cavalos. Ele não causa dor e nem efeitos colaterais. (Foto: Reprodução / Assisi Animal Health)

O produto pode ser usado por cães, gatos e até cavalos. Ele não causa dor e nem efeitos colaterais. (Foto: Reprodução / Assisi Animal Health)

O laço é eficaz para uma série de questões, incluindo: lesões ortopédicas, osteoartrite, doenças degenerativas da coluna vertebral como instabilidade espinhal, feridas, questões internas como a pancreatite, dor pós-cirúrgica e inchaço e mais.

O Assisi Loop 2.0 já está disponível para venda nos Estados Unidos. Ele pode ser encontrado em dois tamanhos, funciona a bateria, que ainda não pode ser recarregada ou trocada, que pode durar de três semanas a seis meses e ele só pode ser comprado com prescrição de um médico veterinário.

 

Fonte: I Heart Dogs

Veterinários são enviados para tratar cães de rua que vivem próximo de Chernobyl

por Andrezza Oestreicher — publicado 23 ago 2017 - 11:00

A explosão e o incêndio na fábrica de Chernobyl em 26 de abril de 1986 foi o pior acidente nuclear civil do mundo e deixou altos níveis de radioatividade nas áreas ao redor da fábrica.

Hoje, 31 anos depois, ainda existem áreas de contaminação radioativa na região e muitos cães abandonados vivem por essa região sem receber nenhum tipo de cuidado.

De acordo com o grupo Four Paws, centenas de descendentes de cães abandonados na área de Chernobyl estão vagando por dentro e ao redor do reator destruído.

 » Read more about: Veterinários são enviados para tratar cães de rua que vivem próximo de Chernobyl  »

Tata Werneck adota cãozinho deficiente da Ampara Animal

por Samantha Kelly — publicado 23 ago 2017 - 8:41

A musa do humor brasileiro mais uma vez deixou claro que o seu talento é proporcional ao seu coração.

Já mãe de 14 pets, ela abriu as portas de sua casa novamente, agora para um cachorro especial que foi regatado através do incrível trabalho que a Ampara Animal realiza.

Meu novo filho! Doida pra chegar e te dar todo amor que vc não recebeu! Pra cuidar de todas as feridas que pessoas maldosas fizeram com vc!

 » Read more about: Tata Werneck adota cãozinho deficiente da Ampara Animal  »

Adolescentes gravam símbolo da suástica na cabeça de um Chihuahua e assustam família

por Andrezza Oestreicher — publicado 22 ago 2017 - 18:23

No Arizona, Estados Unidos, um cãozinho com um símbolo da suástica pintado na cabeça deixou uma família bastante aterrorizada.

Uma mulher ficou chocada quando o animal, que é de um vizinho, apareceu na porta de sua casa. O medo que ela sentiu é fácil de explicar.

A suástica é como uma marca da raça ariana e foi muito utilizada pela Alemanha Nazista, período em que os alemães acreditavam que sua raça era a pura e havia muito preconceito com outros povos.

 » Read more about: Adolescentes gravam símbolo da suástica na cabeça de um Chihuahua e assustam família  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Veterinários são enviados para tratar cães de rua que vivem próximo de Chernobyl

por Andrezza Oestreicher — publicado 23 ago 2017 - 11:00

A explosão e o incêndio na fábrica de Chernobyl em 26 de abril de 1986 foi o pior acidente nuclear civil do mundo e deixou altos níveis de radioatividade nas áreas ao redor da fábrica.

Hoje, 31 anos depois, ainda existem áreas de contaminação radioativa na região e muitos cães abandonados vivem por essa região sem receber nenhum tipo de cuidado.

Os cães que vivem por lá são alimentados por trabalhadores da usina. (Foto: Reprodução / Daily Mail / Getty Images)

De acordo com o grupo Four Paws, centenas de descendentes de cães abandonados na área de Chernobyl estão vagando por dentro e ao redor do reator destruído. Ainda segundo informações, muitos destes animais vivem em áreas com contaminação radioativa.

Pensando nestes cachorros, um grupo internacional de bem-estar animal com base nos Estados Unidos, disse que está enviando uma equipe de médicos veterinários para a Ucrânia para cuidar destes cães.

O grupo, que irá se juntar a uma turma de outros especialistas que já estão na região, vai oferecer tratamentos médicos, como vacinas contra a raiva e serviços de castração, para os cachorros que vivem dentro da área conhecida como “zona de exclusão”.

“Devido a animais selvagens que também vivem dentro da zona de exclusão, os cães abandonados são frequentemente infectados com raiva, representando um risco para as pessoas que trabalham na usina”, informaram representantes do grupo Four Paws.

Os cachorros irão receber cuidados médicos e vacinas. (Foto: Reprodução / Daily Mail / Getty Images)

Ainda de acordo com o grupo, após o desastre nuclear, aconteceu o que ficou conhecido como “temporada aberta”, quando soldados foram autorizados a caçar os animais que viviam pela região atingida. Alguns cães sobreviveram a esse período e acabaram fugindo para bosques próximos.

Porém, a presença de outros animais e a falta de comida fez com que esses cachorros voltassem para a cidade abandonada e para a usina nuclear ainda ativa. “Lá, os trabalhadores começaram a alimentar os cães e eles ficaram desde então”, explicou Julie Sanders, diretora internacional de animais de companhia da Four Paws.

Fonte: Radio Free Europe/Radio Liberty

Tata Werneck adota cãozinho deficiente da Ampara Animal

por Samantha Kelly — publicado 23 ago 2017 - 8:41

A musa do humor brasileiro mais uma vez deixou claro que o seu talento é proporcional ao seu coração.

Já mãe de 14 pets, ela abriu as portas de sua casa novamente, agora para um cachorro especial que foi regatado através do incrível trabalho que a Ampara Animal realiza.

Meu novo filho! Doida pra chegar e te dar todo amor que vc não recebeu! Pra cuidar de todas as feridas que pessoas maldosas fizeram com vc! E juntos seremos mto felizes! E obrigada @amparanimal ! Por todo cuidado que tem com os bichos que (não consigo entender) algumas pessoas não têm capacidade de ter!

Foto: Reprodução/Instagram

Nino já aparece muito confortável e se familiarizando com sua nova moradia em vídeos postados nas redes por Tata e seu companheiro Rafael Vitti.

O fato dele não ter uma perna não muda em nada sua disposição e capacidade de amar e só prova que todos merecem uma segunda chance.

Nino tá feliz 😁 @amparanimal @tatawerneck

A post shared by Rafael Vitti (@rafaavitti) on

Deitei no tapete mesmo esperando mamãe chegar 😍❤️

A post shared by Tata Werneck (@tatawerneck) on