ONG pede ajuda para alimentar 700 cães que vivem em zona de guerra na Ucrânia

Os cachorros foram acolhidos das ruas de Donetsk e dependem de doações para sobreviver.

por Karina Sakita — publicado 23 out 2015 - 6:00

Por causa da guerra civil, milhares de pessoas estão deixando suas casas e saindo da Ucrânia. Mas o conflito não está afetando apenas os humanos. Muitas famílias não conseguiram levar seus cachorros, que acabaram ficando para trás.

Felizmente, existe uma esperança para esses cães. Um abrigo já acolheu 700 cachorros abandonados, que sobrevivem graças ao trabalho dos voluntários e de doações.

 

Os cães contam com a ajuda de voluntários. (Foto: Reprodução / Facebook)

Os cães contam com a ajuda de voluntários. (Foto: Reprodução / Facebook)

 

Para ajudar tantos cães necessitados que vivem em zona de guerra, a ONG Harmony Fund pede doações financeiras para poder levar comida e oferecer tratamento veterinário para todos.

Para fazer sua contribuição, acesse o link: http://harmonyfund.org/donate2/donate-ukraines-combat-zone-animals

 

Veja como os cachorros vivem neste abrigo na Ucrânia:

 

HOW DO YOU FEED 700 DOGS? WITH LOTS OF LOVE!HOW DO YOU FEED 700 DOGS? WITH LOTS OF LOVE!How do you feed 700 dogs in a war zone? Well, impossible missions are our specialty. Watch this quick video shot in Donetsk, Ukraine. The Harmony Fund flies under the banner, “Love the Underdog” and for the past three years we have provided aid to partners in the Ukraine during times of need. But this is different. This is war. If you believe in this mission to help the animals in the combat zone, please consider making a donation and share this video. The dogs will gratefully gobble your contribution! GIVE HERE: http://harmonyfund.org/donate2/donate-ukraines-combat-zone-animals

Posted by The Great Animal Rescue Chase & Harmony Fund on Segunda, 9 de março de 2015

 

Tradução:

Na zona de guerra da Ucrânia, existe um lugar de paz.
Um lugar para os cães da guerra.
Este abrigo cuida dos refugiados de quatro patas.
Nas ruas, os cachorros tinham medo de latir. Mas agora eles se sentem seguros e está na hora de comer.
Uma mistura de mantimentos e aveia recebidos através de doações.
Todos cachorros ganham um pote de comida.
Ferimentos causados por estilhaços são curados na enfermaria.
Os idosos e doentes são alimentados com comida mais pastosa.
Esses cachorros não têm nenhum outro lugar para ir.
O abastecimento de comida é perigosamente baixo, mas nós acreditamos em você.
A Harmony Fund é uma ONG conhecida, cuja base fica nos Estados Unidos.
Nós amamos os desfavorecidos.
Aqui é Donetsk, este centro de resgate está contando com a nossa ajuda.
Obrigada por ajudar a comprar comida.
Suas doações serão comidas com gratidão.

Rainha Elizabeth fica de coração partido ao perder seu último Corgi Galês

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 abr 2018 - 19:58

Apaixonada por cachorros da raça Corgi desde que seu pai introduziu esses animais na família, em 1933, a Rainha Elizabeth está de coração partido após a morte de seu último Corgi Galês.

No seu aniversário de 18 anos, a então Princesa Elizabeth ganhou o seu primeiro Corgi de presente de seu pai. A cadelinha Susan foi a matriarca de 14 gerações de Corgi Galês que a rainha manteve por muitos anos em suas quatro casas reais.

 » Read more about: Rainha Elizabeth fica de coração partido ao perder seu último Corgi Galês  »

Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira

por Samantha Kelly — publicado 19 abr 2018 - 8:35

Tem gente que olhou direto para o sofá. Mas nós, cachorreiros de primeira, fomos direto do cachorro. A primeira vez que vimos esse meninão, ficamos sem saber ele era mesmo um dog ou uma pantera.

Depois da confusão inicial, vimos que esse pretão lindo é o Marley, cão da raça Cane Corso e pet da musa maior Paolla Oliveira.

A atriz, que está sempre envolvida com a causa animal e frequentemente empresta sua imagem e tempo para chamar atenção para ongs e animais que necessitam de ajuda,

 » Read more about: Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira  »

Policial atira em cachorro no meio de uma praça em Campo Grande

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 abr 2018 - 7:00

No último domingo, dia 15 de abril, algumas famílias, incluindo crianças, estavam passeando em uma praça no bairro Arnaldo Esteves de Figueiredo, em Campo Grande, quando, de repente, escutaram barulho de tiro bem perto.

De acordo com informações repassadas por pessoas que estavam no local, um policial civil, que não teve o nome divulgado, atirou em um cachorro que se aproximou do seu cão.

O policial estava passeando no local com seu animal de estimação quando um cachorro da raça Labrador chamado Thor,

 » Read more about: Policial atira em cachorro no meio de uma praça em Campo Grande  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Rainha Elizabeth fica de coração partido ao perder seu último Corgi Galês

por Andrezza Oestreicher — publicado 19 abr 2018 - 19:58

Apaixonada por cachorros da raça Corgi desde que seu pai introduziu esses animais na família, em 1933, a Rainha Elizabeth está de coração partido após a morte de seu último Corgi Galês.

No seu aniversário de 18 anos, a então Princesa Elizabeth ganhou o seu primeiro Corgi de presente de seu pai. A cadelinha Susan foi a matriarca de 14 gerações de Corgi Galês que a rainha manteve por muitos anos em suas quatro casas reais.

A new photograph of The Queen at home at Windsor Castle, taken by Annie Leibovitz, will feature in @VanityFair in celebration of #Queenat90

A post shared by The Royal Family (@theroyalfamily) on

A cadelinha Willow, que tinha quase 15 anos de idade e era a última descendente de Susan, sofria de um câncer e estava sendo bem cuidado, porém, quando sua saúde piorou, a Rainha Elizabeth preferiu por fim ao sofrimento da amada cadela, que foi sacrificada no último domingo, dia 15 de abril, no Castelo de Windsor.

De acordo com uma fonte do Palácio de Buckingham, a perda de Willow, que se tornou sua companheira mais fiel, foi muito difícil para a rainha. “Ela lamentou a morte de todos os seus Corgis ao longo dos anos, mas ficou mais chateada com a morte de Willow do que qualquer um deles. E isso provavelmente porque Willow foi o último elo com seus pais e uma diversão que remonta à sua própria infância. Realmente parece o fim de uma era”, disse a fonte.

A escolha por não continuar a ter novos cães descendentes de Susan se deu por conta do medo que a rainha tinha de que acontecesse algum acidente, visto que ela já é idosa e os cachorros sempre ficam nos seus pés, ou de que ela tivesse um problema de saúde mais grave e acabasse deixando os animais.

Os cachorros têm passe livre pelas residências reais. (Foto: Reprodução / Instagram @theroyalfamily)

Apesar da profunda tristeza, a Rainha Elizabeth tem ainda três cães, dois Dorgis, mistura de Corgi com Dachshund, chamados Vulcan e Candy, e um Corgi, que foi adotado pela rainha depois que o tutor do animal, um funcionário do palácio de Sandringham, faleceu.

Fonte: The Daily Mail

Não é pantera! Conheça o cachorrão preto lindo de Paolla Oliveira

por Samantha Kelly — publicado 19 abr 2018 - 8:35

Tem gente que olhou direto para o sofá. Mas nós, cachorreiros de primeira, fomos direto do cachorro. A primeira vez que vimos esse meninão, ficamos sem saber ele era mesmo um dog ou uma pantera.

Depois da confusão inicial, vimos que esse pretão lindo é o Marley, cão da raça Cane Corso e pet da musa maior Paolla Oliveira.

A atriz, que está sempre envolvida com a causa animal e frequentemente empresta sua imagem e tempo para chamar atenção para ongs e animais que necessitam de ajuda, tem uma turma grande em casa e suas redes sociais estão repletas de registros dos pets.

Tenho certeza que metade da população brasileira desejou agora mesmo ser adotada por essa família.

 

Um tapete? Não… O Marley aproveitando o chão geladinho nesse calor. 🖤

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on

A minha turma é da pesada… 😍🙈

A post shared by Paolla Oliveira (@paollaoliveirareal) on