Projeto de lei que restringia o uso de animais vivos em faculdades é vetado por Geraldo Alckmin

PL sugeria que animais vivos só poderiam ser usados em estudos de observação ou quando eles mesmos estivessem necessitados de alguma intervenção médica

por Andrezza Oestreicher — publicado 1 ago 2017 - 9:47

Pensando no bem-estar dos animais, o deputado estadual Feliciano Filho (PSC) elaborou o projeto de lei 706/2012, que tinha como objetivo restringir o uso de animais vivos em atividades de ensino em São Paulo.

O projeto de lei propunha que animais vivos só poderiam ser usados em estudos de observação ou quando eles mesmos estivessem necessitados de alguma intervenção médica. Já o uso de cadáveres seria permitido quando o animal tivesse morrido de causas naturais ou acidentais. Isso valeria não somente para vertebrados, mas também para insetos e outros invertebrados.

Geraldo Alckmin, Governador de São Paulo, vetou projeto de lei que restringia o uso de animais vivos em atividades de ensino no Estado. (Foto: Reprodução / Vegnutri)

Fundador da União Protetora dos Animais (UPA) e responsável pela Lei Feliciano (Lei Estadual 12.916/08), que proíbe a matança indiscriminada de cães e gatos nos canis municipais em São Paulo, e pela Lei Antitestes em Animais (15.316/14), que proibiu o uso de animais em testes de produtos cosméticos, higiene pessoal, perfumes e seus componentes em todo o Estado, Feliciano Filho tem sua plataforma política baseada na instituição de políticas públicas para a proteção, defesa e bem-estar dos animais em todo Estado de São Paulo.

Porém, depois de conseguir tantos avanços e melhorias em relação ao bem-estar dos animais, o deputado teve seu último projeto de lei integralmente vetado pelo governador do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB).

O projeto de lei, que iria atingir cursos da área de saúde como medicina, medicina veterinária, biologia, ciências biomédicas e psicologia, chegou a ser aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) no começo do mês de julho.

Diversas universidades e o Conselho Regional de Medicina Veterinária de São Paulo foram contra o projeto de lei. (Foto: Reprodução / Johannes Cloete’s Healthy World)

Antes de vetar o projeto de lei, o governador Geraldo Alckmin se reuniu com representantes das universidades estaduais paulistas Unesp, Unicamp e USP, que, juntamente com o Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV-SP), pediram o veto ao PL 706/2012.

As universidades alegam que o uso de animais vivos é imprescindível para o treinamento de práticas cirúrgicas, tanto por médicos quanto por veterinários. Por outro lado, profissionais a favor da aprovação do projeto de lei afirmam que existem outros métodos alternativos para dispensar o uso de animais vivos em aulas de cirurgia.

PL propunha que animais vivos só poderiam ser usados em estudos de observação ou quando eles mesmos estivessem necessitados de alguma intervenção médica. (Foto: Reprodução / Portal O Dia)

“Embora reconheça os nobres objetivos do legislador, inspirados na incensurável preocupação com o bem-estar animal e a observância de preceitos éticos no seu uso em atividades de ensino e formação profissional, vejo-me compelido a recusar sanção projeto”, disse Geraldo Alckmin em texto publicado na edição da última quarta-feira, dia 26 de julho, do Diáro Oficial do Estado de São Paulo.

Fonte: ISTOÉ / Globo Rural

Tosadora abre sua loja na madrugada para ajudar um cachorro encontrado em péssimas condições

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 out 2017 - 18:33

Cachorros abandonados podem chegar a um estado terrível por conta da falta de cuidados. Isso fica ainda pior no caso dos animais peludos, pois os pelos vão crescendo, se emaranhando, e isso pode trazer graves consequências para os cães.

Na Flórida, nos Estados Unidos, um casal passeando de carro viu um cachorrinho na rua. Ao chegar mais de perto eles puderam perceber que o animal não estava perdido. Pela situação de negligência que o cão estava,

 » Read more about: Tosadora abre sua loja na madrugada para ajudar um cachorro encontrado em péssimas condições  »

Cachorro faz xixi em homem na rua e acaba ganhando um lar

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 out 2017 - 9:38

Este mês, um vídeo bastante engraçado com um cachorro fez muito sucesso nas redes sociais. As cenas mostram um homem sentado no chão tranquilamente mexendo no celular, até que um cachorro chega, cheira o homem e faz xixi nas costas dele. Ao sentir o xixi, o homem toma um susto e se levanta rapidamente pegando na blusa e dá um chute no ar, em direção ao cachorro.

Algumas pessoas criticaram bastante o homem, que se chama Heinze Sánchez e tem 27 anos,

 » Read more about: Cachorro faz xixi em homem na rua e acaba ganhando um lar  »

Cães encontrados em uma situação terrível juntos esperam ser adotados por uma mesma família

por Andrezza Oestreicher — publicado 20 out 2017 - 9:36

Os cachorros Jefe e Jericho foram encontrados juntos em uma situação de negligência terrível. Desde o primeiro momento, os membros da equipe da Arizona Humane Society, organização de proteção animal que resgatou a dupla, perceberam que os cães, apesar de diferentes, eram grandes amigos e companheiros.

Os dois cachorros, um Chihuahua de 2 anos chamado Jefe bem extrovertido e um belíssimo Pastor Alemão de três anos de idade chamado Jericho, estavam no quintal de uma casa nos Estados Unidos,

 » Read more about: Cães encontrados em uma situação terrível juntos esperam ser adotados por uma mesma família  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Tosadora abre sua loja na madrugada para ajudar um cachorro encontrado em péssimas condições

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 out 2017 - 18:33

Cachorros abandonados podem chegar a um estado terrível por conta da falta de cuidados. Isso fica ainda pior no caso dos animais peludos, pois os pelos vão crescendo, se emaranhando, e isso pode trazer graves consequências para os cães.

Na Flórida, nos Estados Unidos, um casal passeando de carro viu um cachorrinho na rua. Ao chegar mais de perto eles puderam perceber que o animal não estava perdido. Pela situação de negligência que o cão estava, ele havia sido abandonado e não recebia cuidados há algum tempo.

O animal foi encontrado em uma situação de total abandono. (Foto: Reprodução / Bored Panda / Facebook BGE Grooming)

Seus pelos estavam enormes e tão cheios de nós que o cão quase não conseguia andar.

O casal, que não podia ficar com o cão durante a noite, fez um apelo nas redes sociais pedindo socorro para que alguém ajudasse o cachorro. Foi aí que apareceu Kari Falla, que é tosadora de cachorro.

Kari percebeu que o cão em questão precisava urgentemente de cuidados e então abriu seu “salão” meia-noite para dar o tratamento que o pobre cachorro tanto precisava.

Cão tomou banho e recebeu uma bela tosa nos pelos. (Foto: Reprodução / Bored Panda / Facebook BGE Grooming)

“Eu sabia que era ruim, mas nada me preparava para o que vi”, disse Kari, que trabalhou incansavelmente até 3 horas da manhã para deixar o cãozinho limpo e livre daquele peso de pelos que ele estava carregando.

Após dar banho e tosar o cachorro, Kari o levou ao veterinário. O cão, que agora se chama Lucky, foi encontrado cego e surdo, mas agora está se recuperando em um lar temporário. Quando estiver 100% pronto, o animal será colocado para adoção.

Após se livrar do peso de pelos que carregava, o cão também recebeu cuidados médicos. (Foto: Reprodução / Bored Panda / Facebook BGE Grooming)

Fonte: Bored Panda

Cachorro faz xixi em homem na rua e acaba ganhando um lar

por Andrezza Oestreicher — publicado 21 out 2017 - 9:38

Este mês, um vídeo bastante engraçado com um cachorro fez muito sucesso nas redes sociais. As cenas mostram um homem sentado no chão tranquilamente mexendo no celular, até que um cachorro chega, cheira o homem e faz xixi nas costas dele. Ao sentir o xixi, o homem toma um susto e se levanta rapidamente pegando na blusa e dá um chute no ar, em direção ao cachorro.

Algumas pessoas criticaram bastante o homem, que se chama Heinze Sánchez e tem 27 anos, pela tentativa de agressão após o xixi. Porém, além de não ter agredido o cão, o homem acabou adotando o cachorro que fez xixi nele.

O cachorro foi até o homem discretamente e fez xixi nas costas dele. (Foto: Reprodução / Vídeo / Extra)

“Eu estava mexendo no celular. Ia responder uma mensagem e estava concentrado sentado no chão. Nem o vi chegar. Ele se aproximou devagar e eu só senti aquele negócio quente e tomei um susto. Quando olhei, vi que ele tinha feito xixi. Fiquei indignado com aquilo”, contou o homem.

“Muita gente me criticou por ter chutado ele. Mas não pegou não. Eu retraí a perna na hora. Foi uma reação do momento e não tive a intenção de machucá-lo. Ainda chegou outro cachorrinho perto e eu falei ‘viu o que o teu amigo fez comigo?’”, explicou Heinze.

Apesar de não ter agredido o cão de fato, o homem ficou com peso na consciência por ter brigado com o animal. Então, ele decidiu ir atrás do cachorro na rua onde tudo tinha acontecido.

O cãozinho agora tem um lar e um papai humano que está lhe dado muito carinho. (Foto: Reprodução / Facebook Heinze Sánchez)

“Quando o encontrei, chamei e ele veio abanando o rabo. Estava começando a chover. Fiquei brincando um tempo com ele e depois resolvi levá-lo para casa. Ele se aproximou de mim. É muito dócil, fica grudado, chora quando saio de casa. Faz algumas bagunças na casa do vizinho, mas é um bom cachorro”, contou Heinze agora bem feliz.

O homem escolheu um nome bem especial para o seu cãozinho, Enzo. “Dei esse nome porque sempre falava que quando eu tivesse um filho, se chamaria Enzo. Agora está comigo, alimentado e limpinho”, contou o novo tutor, que já publicou muitas fotos do novo membro da família nas suas redes sociais.

Fonte: Extra