Santuário reabilita 22 cães que eram usados em brigas

O grupo de resgate Best Friends Animal Society provou que todo cachorro deve ter a oportunidade de amar e ser amado.

por Karina Sakita — publicado 12 abr 2014 - 1:50

Sete anos atrás, o jogador de futebol americano Michael Vick foi acusado por promover brigas entre cachorros. As investigações revelaram que os pitbulls envolvidos nas brigas enfrentavam abusos horríveis e, até mesmo, mortes por estrangulamento, afogamento e eletrocussão.

Muitas instituições protetoras de animais afirmaram que o “estrago” que esses cães sofreram era grande demais e eles não tinham chance de reabilitação. Mas o grupo de resgate e reabilitação de animais Best Friends Animal Society discordou.

O grupo resgatou 22 cachorros traumatizados das brigas de Vick e levou a um de seus santuários, em Utah, Estados Unidos.

Após muito amor, cuidado e reabilitação, esses 22 cães ficaram conhecidos como Vicktory Dogs.

Michelle Weaver, administradora do santuário Dogtown da BFAS, fala sobre os cães adotados:

 

Atualmente, 10 dos Vicktory Dogs estão prosperando com suas famílias adotivas, alguns estão vivendo muito felizes com outros cachorros, crianças e, até mesmo, gatos.

 

Doze cães já foram adotados, mas dois morreram. Sete ainda estão esperando para serem escolhidos e ganharem um novo lar.

 

Michelle afirma que esses cães são a prova do poder da esperança:

 

Com o trabalho que nós fizemos, nós provamos que se você tratar cada cachorro individualmente e der uma chance, eles podem mostrar o potencial que eles realmente têm. Além dos Vicktory Dogs terem um ótimo resultado, isso prova que outros cachorros resgatados de situações horríveis como ringues de brigas, merecem uma chance.

 

Recentemente, Michael Vick assinou um contrato de 5 milhões de dólares com o New York Jets. Foi criado um abaixo-assinado para banir o jogador do SUNY Cortland campus, local onde o time treina. A petição já tem mais de 15 mil assinaturas.

 

Veja fotos de alguns dos cães resgatados e adotados:

 

O cachorro Handsome Dan foi adotado em 2009. (Foto: Reprodução / Huffington Post)

O cachorro Handsome Dan foi adotado em 2009. (Foto: Reprodução / Huffington Post)

 

Handsome Dan é tão carinhoso que fica tranquilamente ao lado de um bebê. (Foto: Reprodução / Huffington Post)

Handsome Dan é tão carinhoso que fica tranquilamente ao lado de um bebê. (Foto: Reprodução / Huffington Post)

 

O cachorro Cherry Garcia foi adotado em 2010. (Foto: Reprodução / Huffington Post)

O cachorro Cherry Garcia foi adotado em 2010. (Foto: Reprodução / Huffington Post)

 

Cherry Garcia vive com os pais, duas crianças, outro cachorro e um gato. (Foto: Reprodução / Huffington Post)

Cherry Garcia vive com os pais, duas crianças, outro cachorro e um gato. (Foto: Reprodução / Huffington Post)

 

A cachorra Halle foi a primeira a ser adotada. Quem adotou foi Barbara Williamson, relações públicas da Best Friends. (Foto: Reprodução / Huffington Post)

A cachorra Halle foi a primeira a ser adotada. Quem adotou foi Barbara Williamson, relações públicas da Best Friends. (Foto: Reprodução / Huffington Post)

 

O cão Oscar foi adotado em 2012. (Foto: Reprodução / Huffington Post)

O cão Oscar foi adotado em 2012. (Foto: Reprodução / Huffington Post)

 

Fonte: Huffington Post

Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly

por Samantha Kelly — publicado 21 jun 2018 - 9:52

O auxílio canino no caso da morte de Vitória Gabrielly tem sido fundamental. Ate agora, tanto um pet quanto uma equipe de cães especializados, foram peças chaves na investigação do crime.

Em um primeiro momento, enquanto a polícia ainda tentava encontrá-la e havia a esperança da menina ainda estar viva, a pista da localização exata do paradeiro de Vitória veio de um catador de latinhas que estava passeando com seu cachorro.

O pet ficou intrigado com o cheiro forte que vinha da mata e começou a latir sem parar.

 » Read more about: Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly  »

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio,

 » Read more about: Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama  »

Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 7:02

O incidente é tão absurdo que é difícil acreditar como alguém pode ser tão insensível em relação a vida do próximo.

Operários em uma estrada de Agra, na Índia, não se deram o trabalho de mover um cachorro que dormia no local enquanto eles recapeavam a rua e seguiram com o dia como se não houvesse ninguém ali. Sim, eles construíram a rua em cima do cachorro e ele morreu após ter sido esmagado pelo rolo compressor enquanto os trabalhadores nivelavam a rua.

 » Read more about: Operários indianos constroem estrada em cima de cachorro que dormia na rua  »

deixe seu comentário:
Siga o Portal do Dog
Últimas notícias

Cães são peça chave na investigação do caso de Vitória Gabrielly

por Samantha Kelly — publicado 21 jun 2018 - 9:52

O auxílio canino no caso da morte de Vitória Gabrielly tem sido fundamental. Ate agora, tanto um pet quanto uma equipe de cães especializados, foram peças chaves na investigação do crime.

Em um primeiro momento, enquanto a polícia ainda tentava encontrá-la e havia a esperança da menina ainda estar viva, a pista da localização exata do paradeiro de Vitória veio de um catador de latinhas que estava passeando com seu cachorro.

O pet ficou intrigado com o cheiro forte que vinha da mata e começou a latir sem parar. Foi graças a reação estranha do cachorro que o tutor foi verificar se havia de fato algo errado. Foi então que ele acabou se deparando com o corpo da menina, que se encontrava no mesmo local há 4 dias.

Após a confirmação da morte e localização do corpo, a próxima fase da investigação contou com a ajuda de Bazuka, Adaga e Duke, cães farejadores do grupo GBR. Através de odores de suspeitos fornecidos pela polícia, os cães vasculharam a área delimitada e verificaram se os cheiros poderiam ser encontrados no local.

Apesar da equipe envolvida não poder contar muito sobre o resultado para não atrapalhar o trabalho investigativo, o treinador dos cães afirma que os animais confirmaram a presença de alguns dos odores no local.

 

Foto: Reprodução/Record

 

Além da rampinha: Escada em espiral é opção chique e compacta para seu cachorro subir na cama

por Samantha Kelly — publicado 15 jun 2018 - 9:30

Ficamos apaixonadas pela escada em espiral da Sophipet com um ar super sofisticado. Ela é totalmente personalizável, com várias opções de cores e estilos para combinar com diferentes tipos de decoração.

Muitos não sabem, mas rampas e escadinhas dessa forma ajudam bastante os pets a não forçarem as costas com os vários pulos acrobáticos que eles dão quando sobem e descem da cama, sofá e afins.

Ela chega até 100 cm de altura para as camas mais altas e possui apenas 45 cm de raio, o que salva bastante espaço. Dá até para adicionar uma proteção na escada para evitar acidentes.

Elas são feitas com excelente qualidade e o preço, apesar de ser salgado (começa em US $ 420 e, para a opção mais cara, você precisa desembolsar mais de US $ 1.500), ainda são uma ótima ideia e opção para quem pode pagar.

Queremos opções mais acessíveis para ontem!