Se apaixone pela Cuca! Fotógrafa Paola Vianna faz série incrível com sua cachorra

Inspiração e muito amor na história de adoção e confiança entre Paola Vianna e sua cadela Cuca

por Samantha Kelly — publicado 30 jun 2014 - 16:55

Cuca. Foto: Paola Vianna

Cuca. Foto: Paola Vianna

Foi amor a primeira vista quando vimos as imagens da Cuca, cadela da fotógrafa Paola Vianna.

Tendo como inspiração sua musa canina e amiga desde que foi adotada em junho de 2013, os ócios criativos de Paola nunca mais foram os mesmos. O resultado são fotografias que expressam um tipo de intimidade entre tutor e cão que emociona ao explorar o significado do ato de receber um pet em nossas vidas e os momentos sublimes de convivência, ganhando ares ainda mais românticos quando capturados pelas lentes de uma máquina.

A sensibilidade da Paola e seu olhar como fotógrafa realmente impressionam e podemos enxergar Cuca através de seus olhos.

E quando olhamos o todo, não só o visual, mas a história de vida por trás de Cuca, nos sentimos ainda mais felizes por ver tantas vidas mudadas, para a melhor.

Já uma senhora de idade, Cuca foi adotada após uma vida de  necessidade e muita dificuldade, vivendo desde filhote com sua antiga tutora, Marly, embaixo do viaduto na Espraiada, em São Paulo. Foram 6 anos nas ruas.

Por uma feliz coincidência do destino, o caminho de Cuca e Paola se cruzou.

 

Caminhos que se cruzam

Cuca. Foto: Paola Vianna

Cuca. Foto: Paola Vianna

 

Paola notou que, sempre que passava por determinada rua, havia uma mulher, Marly, no farol com muitos cachorros. Ela sentiu que deveria se aproximar e, logo após o primeiro contato, passou a ajudá-la com a alimentação dos cães.

Um certo dia, Marly avisou que havia recebido mais 2 cães, que se encontravam na casa de uma amiga, Maria, e perguntou se Paola poderia ajudar a achar um novo lar para eles.

Nesse meio tempo, uma tragédia aconteceu e Marly foi assassinada por seu então companheiro. Com o ocorrido, todos os cães ficaram com Maria, que os recebeu mesmo vivendo em uma casa minúscula em uma favela paulista e sem condições financeiras para tal.

Foi então que Paola resolveu pegar duas cadelas e procurar possíveis adotantes. O que ela não sabia é que uma ganharia seu coração.

Acabou ficando tudo em família, já que uma das cadelas ficou com a mãe de Paola, e a outra, Cuca, encontrou seu lar com Paola.

 

A vida hoje

 

Cuca. Foto: Paola Vianna

Cuca. Foto: Paola Vianna

Os dois pontos mais bacanas desse trabalho são:

1) A adoção e como todos os cachorros são incríveis, independente de raça definida;

2) Uma característica linda  inerente aos cães: sua capacidade de continuar, mesmo quando as circunstâncias são contrárias e ter uma felicidade tão inocente. Apesar de tudo que passou, Cuca voltou a confiar e construiu um laço muito forte com sua nova tutora, que é uma lição para todos nós.

Segundo Paola, Cuca respeita a casa e nunca faz suas necessidades dentro do ambiente, só come na companhia de Paola e sempre, após um passeio, faz festa, feliz por estar de volta ao aconchego de sua casa.

A relação das duas não poderia ser melhor:

 

– A Cuca hoje é uma alegria na minha vida. Minha grande parceirinha. O momento mais leve do meu dia; quando estamos juntas é um chamego só.

Meus amigos dizem que ela é minha Barbie… e eu acho que ser minha Barbie é só uma maneira dela de se deixar ser para arrancar meus sorrisos. Os momentos das fotos são sempre muito divertidos ; sempre me pego pensando como é “simples ser feliz”.

Ah, e ela faz tudo sem precisar de petiscos ou coisas assim…. uma “festa” depois das fotos é a melhor recompensa para ela. E eu, ganho vários beijos! 🙂

Deixo claro que é só uma brincadeira de Instagram, a considero um cachorro, não humanizo a Cuca; mas a amo de verdade.

 

Ao ser questionada o que acha da adoção, Paola respondeu:

 

Cuca. Foto: Paola Vianna

Cuca. Foto: Paola Vianna

– Eu acho que adotar é se doar e a recompensa que se recebe é algo impagável. Eu tive e tenho cachorros que não foram adotados e percebo muito claramente que há uma relação bem diferente até em relação ao respeito que existe. E quando falo em respeito eu quero dizer sobre as duas partes, a do animal e a do seu dono. Em animais filhotes eu acho que a diferença não é tanta, afinal é um bebê que precisa ser ensinado ( como qualquer outro ser); mas com  animais adultos vc precisa aprender a respeitar o que o animal viveu, seus possíveis traumas, suas limitações, suas manias …. E o contrario também, ele tem que se adequar ao seu dono, ao espaço, as espectativas, aos limites…  É preciso e natural que role uma conquista, e essa conquista é algo muito verdadeiro, porque são dois seres e em seus momentos mais intimos.

Eu particularmente estou achando deliciosa essa experiência. Sempre que me perguntam sobre onde comprar esse ou aquele cachorro, ou perguntam sobre essa ou aquela raça; a resposta sempre vem com uma pergunta: “Por que você quer comprar ? Por que não adota um? Cachorro é cachorro… e amor não tem valor monetário! É tudo igual… só que custa mais barato.

 

Para seguir o trabalho da Paola, acesse a conta instagram.com/paolavianna

Confira mais fotos abaixo:

 

 

 

 

Entregador para no meio de sua rota para brincar e tirar fotos com cachorros

por Andrezza Oestreicher — publicado 24 jun 2017 - 18:18

Muitas pessoas acreditam que cachorros adoram correr atrás de entregadores, principalmente carteiros, e de que esses trabalhadores morrem de medo dos cães. Porém, um entregador da empresa UPS (United Parcel Service) está mostrando que isso tudo não passa de lenda.

Doniel Kidd é um entregador que nunca teve problemas com cachorros na hora de fazer as entregas das encomendas. Pelo contrário, ele sempre faz amigos caninos por onde passa.

O amor de Doniel por esses animais e a amizade que todos têm com ele foi flagrado por Staci Burns,

 » Read more about: Entregador para no meio de sua rota para brincar e tirar fotos com cachorros  »

Homem irrita Pit Bull que está preso na coleira e recebe o troco

por Andrezza Oestreicher — publicado 24 jun 2017 - 9:26

Muito se fala que algumas raças em específico são agressivas e violentas e, com isso, o preconceito contra elas também é muito grande.

Antes de colocar a culpa de certas situações em um cachorro falando que ele é violento e agressivo, é necessário entender o que foi que aconteceu de fato, e até como aquele animal vive e foi criado.

 

Um vídeo que está circulando na internet mostra um homem que foi atacado por um Pit Bull onde o animal não teve culpa e estava apenas respondendo ao que ele recebeu primeiro.

 » Read more about: Homem irrita Pit Bull que está preso na coleira e recebe o troco  »

Cadelinha continua deixando metade de sua comida para seu amigo canino que morreu

por Andrezza Oestreicher — publicado 23 jun 2017 - 9:33

Os cães Stitch e Cookie, ambos da raça Labrador, sempre foram melhores amigos e faziam tudo juntos e até dividiam o potinho de comida.

Desde que chegou na casa de sua família, a cadelinha Cookie aprendeu a deixar metade da ração que tinha no pote para que Stitch, o outro cão que já vivia na casa, comesse depois dela.

O tutor dos animais sempre colocava uma quantidade de ração suficiente para os dois e Stitch sempre se certificava de que sua amiga Cookie estava deixando a parte dele.

 » Read more about: Cadelinha continua deixando metade de sua comida para seu amigo canino que morreu  »

deixe seu comentário:

Entregador para no meio de sua rota para brincar e tirar fotos com cachorros

por Andrezza Oestreicher — publicado 24 jun 2017 - 18:18

Muitas pessoas acreditam que cachorros adoram correr atrás de entregadores, principalmente carteiros, e de que esses trabalhadores morrem de medo dos cães. Porém, um entregador da empresa UPS (United Parcel Service) está mostrando que isso tudo não passa de lenda.

Doniel Kidd é um entregador que nunca teve problemas com cachorros na hora de fazer as entregas das encomendas. Pelo contrário, ele sempre faz amigos caninos por onde passa.

Entregador brincou com os cães e ainda bateu fotos com eles. (Foto: Reprodução / Daily Mail UK / Facebook Staci Speer Burns)

O amor de Doniel por esses animais e a amizade que todos têm com ele foi flagrado por Staci Burns, uma mulher que mora Atenas, na Louisiana, bem em uma área que faz parte da rota do entregador.

Sabendo dessa amizade entre seus cachorros, Reba, Buster e Jade, e Doniel, a mulher resolveu observar e filmar a interação entre eles.

O entregador simplesmente foi até a calçada de sua casa, sentou no chão junto com os cães e começou a bater fotos com eles. Um dos cachorros veio de longe para ficar pertinho do homem e ainda lhe deu beijos.

O homem ainda ganhou beijos de um dos cachorros. (Foto: Reprodução / Daily Mail UK / Facebook Staci Speer Burns)

Publicado por Staci em suas redes sociais, o vídeo teve mais de um milhão de visualizações e mais de 14 mil compartilhamentos em poucos dias.

De acordo com a mulher, que chamou Doniel de “o melhor homem da UPS no planeta”, o entregador tem muitos amigos cachorros em sua rota e sempre tira um tempinho para brincar com ele.

Definitivamente, Doniel é sim o melhor entregador do mundo.

(Vídeo: Reprodução / Daily Mail UK)

Definitivamente, Doniel é sim o melhor entregador do mundo.

Fonte: Daily Mail UK / Huffpost

Homem irrita Pit Bull que está preso na coleira e recebe o troco

por Andrezza Oestreicher — publicado 24 jun 2017 - 9:26

Muito se fala que algumas raças em específico são agressivas e violentas e, com isso, o preconceito contra elas também é muito grande.

Antes de colocar a culpa de certas situações em um cachorro falando que ele é violento e agressivo, é necessário entender o que foi que aconteceu de fato, e até como aquele animal vive e foi criado.

Homem ficou irritando cachorro de propósito, só por saber que ele estava preso na coleira. (Foto: Reprodução / YouTube UniqueVids)

 

Um vídeo que está circulando na internet mostra um homem que foi atacado por um Pit Bull onde o animal não teve culpa e estava apenas respondendo ao que ele recebeu primeiro.

A situação foi a seguinte, um homem viu um cachorro da raça Pit Bull preso em uma coleira e, se achando muito engraçado, começou a correr de um lado para o outro mexendo os braços, chegando bem perto do cão.

O homem faz tudo isso de propósito e com uma única e estúpida intenção: provocar o cachorro que está preso, além de querer deixar o animal cada vez mais irritado. O homem ainda ri bastante quando vê que o cão tenta, mas não consegue lhe pegar. Porém, ele não esperava que pudesse receber o troco.

O cão conseguiu se soltar e atacou o homem que estava lhe provocando. (Foto: Reprodução / YouTube UniqueVids)

Acontece que de tanto correr, latir e forçar a coleira, o cachorro conseguiu se soltar quando o homem ainda estava pertinho lhe provocando.

É claro que o cachorro correu em direção ao homem, afinal, ele quem começou fazendo provocações para o animal. O homem, que claramente ficou bastante assustado quando o cão conseguiu se soltar, ainda tentou correr, mas o Pit Bull o alcançou e abocanhou sua perna.

(Vídeo: Reprodução / YouTube UniqueVids)

Segundo informações, o homem sofreu uma ferida profunda por conta da mordida do cachorro e precisou levar vários pontos no hospital.

Fonte: Doggies Care